Inicio Blog

Neoenergia, Getnet, Gol e mais empresas estão com vagas de estágio abertas; confira

aperto de mão entre duas pessoas

Enfim, chegamos ao mês de agosto e muitas empresas estão aproveitando para dar andamento aos seus programas que disponibilizam vagas de estágio. Entre elas, Neoenergia, Getnet e GOL e outras estão com inscrições abertas a partir deste mês.

Vale mencionar, porém, que, devido à pandemia, o mercado de trabalho tem buscado se adaptar. Isso, por sua vez, tem efeitos diretos no número de vagas e oportunidades abertas – que está relativamente menor, se comparado com outros tempos.

Em dúvida se o currículo está pronto ou falta alguma coisa?
Baixe nossa checklist!

Apesar disso, aqui no Na Prática, como sempre, estamos acompanhando (de casa!) os movimentos das empresas – tanto para se adaptarem ao novo contexto quanto com relação a contratação e retenção de talentos.

Fiquem atentos, pois todo mês trazemos os melhores programas de estágio abertos!

As melhores vagas de estágio com inscrições abertas

 

Quer saber como conquistar a vaga dos seus sonhos?  Faça o curso Processos Seletivos Na Prática!

AGOSTO

Neoenergia

A Neoenergia, uma das principais empresas do setor de energia brasileiro, está em busca de novos talentos interessados em construir carreira na organização ou aprimorar os conhecimentos acadêmicos no segmento.

O programa é voltado para estudantes de ensino superior e ensino técnico, nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Economia, Engenharias (Civil, Elétrica, Energia, Produção, Mecânica, Redes, Software e Química), Tecnologia da Informação, Estatística, Gestão de RH, Psicologia e Técnico em Eletrotécnica. Com duração de 1 a 2 anos, os candidatos devem ter conhecimentos em informática, inglês ou espanhol.

Salário: não informado
Inscrições: de 1 de agosto a 9 de setembro pelo site

Getnet – estágio

A Getnet, empresa de tecnologia e soluções de pagamentos do grupo global PagoNxt, acaba de lançar o seu Programa de Estágio 2022. São 20 vagas com inscrições abertas até 10 de agosto para atuar nas cidades de Porto Alegre e São Paulo.

Os candidatos selecionados vão iniciar o estágio em outubro deste ano, com oportunidade para trabalhar nas áreas Tecnologia da Informação, Comercial, Finanças, RH e Qualidade, Jurídico, Marketing, Produtos e Negócios, Operações e Riscos.

Os estudantes devem estar matriculados em qualquer curso de bacharelado, licenciatura e tecnólogo com formatura a partir de outubro de 2023.

Salário: não informado

Inscrições: até 10 de agosto pelo site

GOL – estágio

A GOL Linhas Aéreas abriu inscrições este mês para o Programa de Estágio 2022. Há vagas disponíveis nas duas unidades da empresa: no escritório em São Paulo, ao lado do Aeroporto de Congonhas e na GOL Aerotech, em Confins (MG), para alunos que possuem a matrícula ativa em cursos superiores das áreas de Humanas e Exatas, e graduação prevista para julho/2024 a dezembro/2025.

Os candidatos devem ter disponibilidade para estagiar 30 horas semanais, das 09h às 16h ou das 13h às 19h. A Companhia oferece benefícios como bolsa auxílio, assistência médica, seguro de vida, vale refeição ou vale alimentação, vale transporte, day-off de aniversário, benefício viagem e GOLflex: trabalho em modelo híbrido, sendo dois dias por semana no escritório e três dias remotamente.

Salário: R$ 1,8 mil
Inscrições: até o fim de agosto pelo site. Início do estágio está programado para setembro

Sem data definida

Amanco – estágio

A Amanco Wavin, marca comercial da Wavin, fabricantes de tubos e conexões, está com inscrições abertas para o Programa de Estágio Jovens Talentos 2022.

Ao todo são 12 vagas, distribuídas pelas unidades fabris de Joinville (SC), Ribeirão da Neves (MG), Sumaré (SP), e na sede administrativa da Amanco Wavin, em São Paulo (SP).

A organização oferece seguro de vida, vale transporte – ou fretado, auxílio home office, programa de incentivo à saúde, vele refeição – ou refeitório no local, bolsa auxílio compatível com o mercado, além de um acompanhamento individual para desenvolvimento de carreira. As oportunidades são para trabalhar em diferentes áreas, como Finanças, Engenharia, Recursos Humanos, Marketing e Administração.

Salário: Não informado

Inscrições: na plataforma de recrutamento da empresa.

Alvarez & Marsal – estágio

Estão abertas as inscrições para o programa de estágio 2023 da Alvarez & Marsal, empresa global especializada em consultoria.

O início do processo seletivo será em agosto, porém, os interessados já podem concorrer. Ao todo, são 80 vagas, distribuídas entre Rio de Janeiro (10), Belo Horizonte (10) e São Paulo (60), e destinadas a estudantes de Administração, Economia, Engenharias, Contabilidade, Direito, Tecnologia e Saúde.

Para concorrer o candidato deverá concluir o ensino superior até dezembro de 2023, julho de 2024 ou dezembro de 2024. Também é necessário ter disponibilidade para estagiar 30 horas semanais.

O início do estágio está previsto para janeiro do ano que vem. Entre os benefícios oferecidos estão a bolsa auxílio, vale-refeição, vale-transporte, seguro de vida e Gympass

Salário: Não informado

Inscriçõespela página da vaga

Secretária de Educação da Prefeitura de São Paulo – estágio

A Secretaria de Educação da Prefeitura de São Paulo abriu 2,3 mil vagas de estágio. A bolsa-auxílio é de R$ 897 para carga horária de 4h/dia.

Os estudantes ainda recebem auxílio-transporte de R$ 193,60. As oportunidades são voltadas para os programas Parceiros da Aprendizagem e Aprender sem limites que têm como objetivo auxiliar o professor em sala de aula e contribuir no processo da educação inclusiva.

Podem se inscrever estudantes que estão cursando do 2º ao penúltimo semestre dos cursos de Pedagogia, Letras, Matemática, ou nas licenciaturas em Artes, Geografia, História, Educação, Inglês, Ciências e Educação Especial. As vagas são para início imediato, especialmente nas escolas localizadas no extremo sul e extremo leste da capital

Salário: R$ 897
Inscriçõespelo formulário da vaga

Cultura Inglesa – estágio

A Cultura Inglesa, rede brasileira de escolas de inglês, está com vagas abertas para seu programa de estágio. Jovens que cursem Letras, Pedagogia e correlatas, com previsão de formatura entre dezembro/22 e dezembro/24, podem se inscrever.

Salário: não informado
Inscriçõespela página da vaga

P&G – estágio

A Procter & Gamble está com vagas abertas para o seu programa de estágios no Brasil. A multinacional americana de bens de consumo está em busca de estudantes universitários para as vagas de estágio nas áreas de Logística e Manufatura, Jurídico e Regulatório.

É requisitado que o aluno tenha no mínimo um inglês avançado e tenha disponibilidade de trabalhar por 30h semanais por um ou dois anos.

Salário: não informado
Inscriçõespela página da vaga

Vivara – estágio

A Vivara, uma das maiores rede de joalherias do Brasil, lança o primeiro programa de estágio da companhia. O programa oferece 10 vagas e, para se inscrever, os interessados devem concluir o curso superior entre julho/2023 e julho/2024. As vagas serão destinadas às áreas: Comercial, Marketing, Planejamento Estratégico, Gente e Gestão, Produto e Fábrica, sendo a última para Manaus e as demais para São Paulo. Os candidatos selecionados irão iniciar o estágio em julho de 2022.

O programa de estágio da Vivara oferece benefícios como assistência médica, odontológica, VR, VT e seguro de vida, além de desconto em produtos, Gympass e apoio psicológico, financeiro e jurídico.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site do programa

B3 – estágio

A B3, a bolsa de valores do Brasil, está em busca de estagiários para diversas vagas. É necessário que o estudante esteja matriculado em uma instituição de ensino superior, tenha disponibilidade para trabalhar 6h diárias e possa ter 1 ou 2 anos disponíveis para estagiar.

Conhecimento na língua inglesa não é obrigatório, mas será tratado como um diferencial para a posição.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site do programa

ISBET (Instituto Brasileiro Pró-Educação, Trabalho e Desenvolvimento) – aprendiz e estágio

São 640 vagas para estudantes de nível médio, técnico e superior de diversos cursos. Há oportunidade para auxiliar administrativo, publicidade e propaganda, enfermagem, ciências contábeis, engenharia civil, dentre outros.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site do instituto

Neoenergia – estágio

O novo processo terá vagas constantemente e o recrutamento será realizado com foco em cada uma delas. Além de inscrever o currículo nas vagas, os estudantes universitários de diversas áreas podem criar alertas para as áreas desejadas.

O estudante que se inscrever no Programa de Estágio estará disponibilizando o seu currículo para mais de 20 recrutadores espalhados em todo o país e com vagas em diversas áreas.

Salário: além da bolsa auxílio, os benefícios incluem programa de idiomas, programa de desenvolvimento e auxílio para atividade física
Inscrições: o ano todo pelo site

Basf – estágio

As vagas são para atuar nos segmentos automotivo, agronegócio, químico, tintas Suvinil e na área corporativa. A empresa tem programas para alunos do ensino superior, ensino técnico e focados na área de agronomia e engenharia agrônoma.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site da Cia de Talentos

KPMG – trainee

Para se candidatar, é necessário ter graduação de junho de 2019 a dezembro de 2024. O processo também pede por inglês intermediário. São vagas em diversas cidades do Brasil.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site da Cia de Talentos

Amazon – estágio

Com ambiente de trabalho dinâmico e estímulo à inovação, a Amazon têm neste momento 13 vagas abertas para diferentes áreas de atuação, em São Paulo, Barueri e Campinas.

Salário: R$ 2.300,00
Inscrições: pelo site da Cia de Estágios

GOL – estágio

A GOL Linhas Aéreas abriu inscrições este mês para o Programa de Estágio 2022. Há vagas disponíveis nas duas unidades da empresa: no escritório em São Paulo, ao lado do Aeroporto de Congonhas e na GOL Aerotech, em Confins (MG), para alunos que possuem a matrícula ativa em cursos superiores das áreas de Humanas e Exatas, e graduação prevista para julho/2024 a dezembro/2025.

Os candidatos devem ter disponibilidade para estagiar 30 horas semanais, das 09h às 16h ou das 13h às 19h. A Companhia oferece benefícios como bolsa auxílio, assistência médica, seguro de vida, vale refeição ou vale alimentação, vale transporte, day-off de aniversário, benefício viagem e GOLflex: trabalho em modelo híbrido, sendo dois dias por semana no escritório e três dias remotamente.

Salário: R$ 1,8 mil
Inscrições: até o fim de agosto pelo site. Início do estágio está programado para setembro

Sem data definida

Amanco – estágio

A Amanco Wavin, marca comercial da Wavin, fabricantes de tubos e conexões, está com inscrições abertas para o Programa de Estágio Jovens Talentos 2022.

Ao todo são 12 vagas, distribuídas pelas unidades fabris de Joinville (SC), Ribeirão da Neves (MG), Sumaré (SP), e na sede administrativa da Amanco Wavin, em São Paulo (SP).

A organização oferece seguro de vida, vale transporte – ou fretado, auxílio home office, programa de incentivo à saúde, vele refeição – ou refeitório no local, bolsa auxílio compatível com o mercado, além de um acompanhamento individual para desenvolvimento de carreira. As oportunidades são para trabalhar em diferentes áreas, como Finanças, Engenharia, Recursos Humanos, Marketing e Administração.

Salário: Não informado

Inscrições: na plataforma de recrutamento da empresa.

Alvarez & Marsal – estágio

Estão abertas as inscrições para o programa de estágio 2023 da Alvarez & Marsal, empresa global especializada em consultoria.

O início do processo seletivo será em agosto, porém, os interessados já podem concorrer. Ao todo, são 80 vagas, distribuídas entre Rio de Janeiro (10), Belo Horizonte (10) e São Paulo (60), e destinadas a estudantes de Administração, Economia, Engenharias, Contabilidade, Direito, Tecnologia e Saúde.

Para concorrer o candidato deverá concluir o ensino superior até dezembro de 2023, julho de 2024 ou dezembro de 2024. Também é necessário ter disponibilidade para estagiar 30 horas semanais.

O início do estágio está previsto para janeiro do ano que vem. Entre os benefícios oferecidos estão a bolsa auxílio, vale-refeição, vale-transporte, seguro de vida e Gympass

Salário: Não informado

Inscriçõespela página da vaga

Secretária de Educação da Prefeitura de São Paulo – estágio

A Secretaria de Educação da Prefeitura de São Paulo abriu 2,3 mil vagas de estágio. A bolsa-auxílio é de R$ 897 para carga horária de 4h/dia.

Os estudantes ainda recebem auxílio-transporte de R$ 193,60. As oportunidades são voltadas para os programas Parceiros da Aprendizagem e Aprender sem limites que têm como objetivo auxiliar o professor em sala de aula e contribuir no processo da educação inclusiva.

Podem se inscrever estudantes que estão cursando do 2º ao penúltimo semestre dos cursos de Pedagogia, Letras, Matemática, ou nas licenciaturas em Artes, Geografia, História, Educação, Inglês, Ciências e Educação Especial. As vagas são para início imediato, especialmente nas escolas localizadas no extremo sul e extremo leste da capital

Salário: R$ 897
Inscriçõespelo formulário da vaga

Cultura Inglesa – estágio

A Cultura Inglesa, rede brasileira de escolas de inglês, está com vagas abertas para seu programa de estágio. Jovens que cursem Letras, Pedagogia e correlatas, com previsão de formatura entre dezembro/22 e dezembro/24, podem se inscrever.

Salário: não informado
Inscriçõespela página da vaga

P&G – estágio

A Procter & Gamble está com vagas abertas para o seu programa de estágios no Brasil. A multinacional americana de bens de consumo está em busca de estudantes universitários para as vagas de estágio nas áreas de Logística e Manufatura, Jurídico e Regulatório.

É requisitado que o aluno tenha no mínimo um inglês avançado e tenha disponibilidade de trabalhar por 30h semanais por um ou dois anos.

Salário: não informado
Inscriçõespela página da vaga

Vivara – estágio

A Vivara, uma das maiores rede de joalherias do Brasil, lança o primeiro programa de estágio da companhia. O programa oferece 10 vagas e, para se inscrever, os interessados devem concluir o curso superior entre julho/2023 e julho/2024. As vagas serão destinadas às áreas: Comercial, Marketing, Planejamento Estratégico, Gente e Gestão, Produto e Fábrica, sendo a última para Manaus e as demais para São Paulo. Os candidatos selecionados irão iniciar o estágio em julho de 2022.

O programa de estágio da Vivara oferece benefícios como assistência médica, odontológica, VR, VT e seguro de vida, além de desconto em produtos, Gympass e apoio psicológico, financeiro e jurídico.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site do programa

B3 – estágio

A B3, a bolsa de valores do Brasil, está em busca de estagiários para diversas vagas. É necessário que o estudante esteja matriculado em uma instituição de ensino superior, tenha disponibilidade para trabalhar 6h diárias e possa ter 1 ou 2 anos disponíveis para estagiar.

Conhecimento na língua inglesa não é obrigatório, mas será tratado como um diferencial para a posição.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site do programa

ISBET (Instituto Brasileiro Pró-Educação, Trabalho e Desenvolvimento) – aprendiz e estágio

São 640 vagas para estudantes de nível médio, técnico e superior de diversos cursos. Há oportunidade para auxiliar administrativo, publicidade e propaganda, enfermagem, ciências contábeis, engenharia civil, dentre outros.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site do instituto

Neoenergia – estágio

O novo processo terá vagas constantemente e o recrutamento será realizado com foco em cada uma delas. Além de inscrever o currículo nas vagas, os estudantes universitários de diversas áreas podem criar alertas para as áreas desejadas.

O estudante que se inscrever no Programa de Estágio estará disponibilizando o seu currículo para mais de 20 recrutadores espalhados em todo o país e com vagas em diversas áreas.

Salário: além da bolsa auxílio, os benefícios incluem programa de idiomas, programa de desenvolvimento e auxílio para atividade física
Inscrições: o ano todo pelo site

Basf – estágio

As vagas são para atuar nos segmentos automotivo, agronegócio, químico, tintas Suvinil e na área corporativa. A empresa tem programas para alunos do ensino superior, ensino técnico e focados na área de agronomia e engenharia agrônoma.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site da Cia de Talentos

KPMG – trainee

Para se candidatar, é necessário ter graduação de junho de 2019 a dezembro de 2024. O processo também pede por inglês intermediário. São vagas em diversas cidades do Brasil.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site da Cia de Talentos

Amazon – estágio

Com ambiente de trabalho dinâmico e estímulo à inovação, a Amazon têm neste momento 13 vagas abertas para diferentes áreas de atuação, em São Paulo, Barueri e Campinas.

Salário: R$ 2.300,00
Inscrições: pelo site da Cia de Estágios

Aproveite e baixe o e-book Como Aproveitar Seu Estágio Ao Máximo!

IBM – estágio

A empresa publica vagas em seu site de oportunidades. Para o programa de 2020, a IBM aceita estudantes de qualquer curso com graduação prevista a partir de dezembro de 2021. É desejável ter conhecimento de inglês.

Salário: não informado
Inscrições: o ano todo pelo site

Itaú Unibanco e Itaú BBA – estágio

Durante todo o ano, há oportunidades para atuar na área corporativa do banco, na rede de agências. Estudantes a partir do terceiro semestre de cursos da área de exatas ou de humanas interessados em trabalhar na sede do banco em São Paulo podem se candidatar às vagas de estágio corporativo. Para o estágio em agências, estudantes a partir do terceiro semestre dos cursos de administração, economia e ciências contábeis.

Salário: não informado
Inscrições: o ano todo pelo site do Itaú Unibanco

Fapes – estágio

O programa tem vagas para estudantes do Rio de Janeiro nas áreas de administração, comunicação, contabilidade, direito, economia e sistemas de informação, entre outras. As inscrições ficam abertas em caráter permanente e as seleções ocorrem conforme a disponibilidade de vagas.

Salário: bolsa-auxílio compatível com o mercado, vale-refeição e vale-transporte
Inscrições: pelo edital 

Grupo Fleury – estágio

O Grupo Fleury, umas das principais empresas do setor de saúde no país, está com vagas abertas para seu programa anual de estágio corporativo. O grupo busca por estudantes universitários em cursos de bacharelado, com formação prevista entre julho de 2023 a dezembro de 2024, que possuam disponibilidade para estagiar 6 horas por dia.

As vagas são para as áreas de Finanças; Estratégia / Inovação; Inteligência de Negócios / Pricing; Melhoria de Processos; Manutenção / Facilities; Marketing / Comunicação; Recursos Humanos; Relações com Investidores; Sustentabilidade e Tecnologia da Informação.

Salário: De R$1,500.00 até R$1,800.00
Inscrições: pelo site oficial

Quem é o jovem de 15 anos que gerencia um fundo de investimentos milionário?

Para Richard Salli, investimentos são um tema bem simples sobre o qual ele se sente muito confortável ao lidar (Foto: Divulgação/Redes Sociais)

O vice-presidente da GIC, companhia que gere recursos do governo de Singapura, sobe a um palco. Trata-se de Eduardo Vasconcelos, que está pronto para mediar um debate sobre criptomoedas e blockchain no aniversário da Fundação Estudar, em São Paulo.

O especialista se ajeita, pega o microfone e começa a chamar os outros convidados. Primeiro, Ronaldo Lemos, presidente da Comissão de Tecnologia da OAB, surge online. Depois, presencialmente, aparecem Juliana Walenkamp, especialita em cripto da Alma DAO, e Roberto Dagnoni, CEO do Mercado Bitcoin.

A essa altura, o time parece completo. Estão ali quatro figuras experientes, renomadas, prontas para debater o futuro do mercado financeiro global. No último instante, porém, após problemas de conexão, um último rosto aparece e contrasta com o dos demais. É um garoto loiro, magro, com jeito de adolescente, que para os mais desavisados poderia com certeza estar ali por engano. 

“Há pouco anos, não havia criptomoedas no mundo e nem o próprio Richard estava aqui”, brinca Eduardo para a plateia composta por membros da rede da Fundação Estudar e por jovens recém-aprovados no Programa de Líderes da instituição.

Em alguns rostos, porém, a dúvida ainda permanece. “Quem é o garoto?”, alguém questiona num canto.

Fenômeno no mundo dos investimentos

Richard Sälli, adolescente suíço que ainda vai completar 16 anos em 2022, não estava no debate por engano. Apesar da idade, que o diferencia de qualquer outro especialista em investimentos no mundo, o garoto em breve deve completar uma década de experiência no mercado.

Mas como?

Acontece que Richard não entrou no mundo dos investimentos por acaso. Aos 7 anos, quando comprou sua primeira ação, ele já vivia em um ambiente ligado a investimentos. No escritório do pai, que gerenciava investimentos em uma gestora de ativos, termos complexos para leigos eram ouvidos e absorvidos a todo instante.

Daí em diante, de forma natural, era quase certo que ele fosse atuar um dia no setor. O que ninguém esperava, porém, é que seus primeiros passos seriam tão precoces.

“Eu acho bem simples [o mundo dos investimentos]”, disse ele em entrevista ao site alemão Finews.

Após comprar sua primeira ação, Richard precisou de mais 3 anos para, de fato, mostrar que tinha talento para o assunto, e que o primeiro passo não havia sido apenas uma brincadeira de criança.

Aos 10 anos, ele participou de uma competição de investimentos com mais de 2 milhões de pessoas e foi o melhor entre todos com um desempenho de 5000% de lucro ao longo de um ano.

O episódio abriu as portas do setor para Richard, que, aos 13 anos, fundou a ichifinancial Trading Group, uma gestora de investimentos dedicada a cuidar dos recursos de familiares e amigos. Agora, a empresa foi ampliada, ainda é gerenciada pelo jovem, e passou se chamar Secanta Capital Research.

Em 2021, sua companhia passou a ter ações negociadas nas bolsas da Suíça e da Alemanha, e Richard começou a se especializar em companhias líderes em tecnologias disruptivas como genética, impressão 3D, blockchain, inteligência artificial e robótica.

Ao mesmo tempo, Richard está no segundo ano do ensino médio, e diz que vai poder se dedicar melhor à carreira somente quando finalizar os estudos.

Mentor famoso no Brasil

O sucesso de Richard Sälli tem a ver com seu talento e também com sua rede. Além da influência da família, que nunca o “empurrou” para o trabalho com finanças, o garoto também tem como mentor o empresário Jorge Paulo Lemann, um dos fundadores da Fundação Estudar, e um dos nomes mais importantes do mundo no setor.

A paixão de Richard, ele diz, são empresas de baixa capitalização. Ou seja: que possuem ações que podem ser negociadas a baixos valores, mas que têm grande potencial segundo suas análises. “Fico fascinado quando posso conseguir muito com meu compromisso financeiro em empresa dessa natureza”, explica.

Conheça 45 sites para você encontrar sua vaga de trabalho remoto ou home office

homem mexendo no notebook sentado na cama em meio a almofadas e cobertores, representando o trabalho home office

O trabalho home office é exatamente igual ao presencial em termos de desafios, mas, como você pode imaginar: ele é feito completamente de casa.

Nesse caso, o profissional tem liberdade para estar onde deseja (ou precisa), e ainda assim consegue cumprir suas funções. A premissa, não surpreendentemente, agrada a muitos.

Este site dá uma nota para o seu equilíbrio entre vida e trabalho

Foto por Elena Mozhvilo via Unsplash

Antes de começar essa leitura, responda à seguinte pergunta sem pensar muito sobre o assunto: 

Quanto tempo, por semana, você tem livre somente para o lazer?

E aí? Fácil ou difícil de dizer?

Bom, seja lá qual for a sua resposta, uma regra é certa: em todas as semanas, em todos os dias, somos inundados por tarefas e preocupações ligadas ao trabalho e à vida profissional.

Nesse vaivém, passamos uma boa parte do tempo no trabalho, outra parte se locomovendo até o trabalho e há ainda as tarefas domésticas cotidianas que precisam de soluções.

Mas e se você parasse um pouco e começasse a contabilizar todo o tempo gasto com essas tarefas no seu dia a dia? Quantas horas acha que teria livre?

Encontrar essa resposta é a proposta do site Skal.es, criado pelo engenheiro Jameyel Johnson, no qual o usuário descreve suas tarefas e a frequência delas em horas e dias. 

Ao fim do rápido processo, o site determina uma nota que vai de 0 a 100, e te conta quantas horas livres, em média, você costuma ter por semana.

Clique aqui para saber acessar a calculadora de equilíbrio entre vida e trabalho

Segundo o próprio site, cerca de 97% das pessoas dizem que teriam mais qualidade de vida se conseguissem equilibrar a vida profissional e pessoal. E pelo menos 31% dos trabalhadores estão dipostos a reduzir em até 5% seus salários só para ter um pouco mais de tempo livre.

E você? O que faria? Reduziria um pouco a sua renda para ter mais tempo livre?

Faça essas reflexões e não deixe de ler as dicas e discussões do Na Prática sobre inteligência emocional, organização e burnout.

O projeto de lei que pode multiplicar negócios e empregos sustentáveis no Brasil

Fundadora da Carbonext, Janaina Dallan diz que sociedade precisa pressionar a regulação do mercado de créditos de carbono para impor regras a empresas e gerar empregos

A nível mundial, a discussão sobre sustentabilidade ganhou novos contornos nos últimos anos. Isso porque o assunto, que até então era tema restrito a ambientalistas e pesquisadores, entrou de vez na pauta de investidores e nas bolsas de valores.

Estima-se, por exemplo, segundo pesquisa da PwC, que pelo menos 77% dos investidores devem parar de investir, no curto prazo, em negócios que não cumpram uma agenda de ações ligadas às governanças ambiental, social e corporativa (ESG).

No centro dessa mudança de posicionamento sobre o assunto, os créditos de carbono são, sem dúvidas, o motor e a métrica que nortearão as ações da agenda ESG global. E o Brasil, segundo especialistas, terá papel fundamental nesse novo cenário.

Nas palavras de Janaína Dallan, fundadora da Carbonext e especialista em Amazônia, o Brasil sempre teve posição de protagonismo em conferências para o clima, e agora não será diferente.

“Os créditos de carbono perderam valor durante a crise de 2009 e projetos nessa área perderam espaço”, explicou ela em evento de aniversário da Fundação Estudar nessa segunda-feira (1). “Agora, o setor está retomando seu lugar devido a regulações, que impõem metas às empresas, tendem a multiplicar esse potencial.”

Entenda, afinal, o que são créditos de carbono

De modo bem simplificado, créditos de carbono são certificados entregues a empresas que conseguem reduzir a emissão de Co2 na atmosfera.

Essas certificações são emitidas pelo Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), criado a partir do Protocolo de Kyoto, em 1997.

Essa ferramenta permite que empresas criem negócios dedicados exclusivamente a gerar crédito de carbono com o objetivo de vendê-los a empresas que desejem compensar os efeitos de suas atividades para o meio ambiente. 

Assim, é possível criar ações de reflorestamento, por exemplo, como a empresa brasileira re.green, ao mesmo tempo em que é possível monetizar a atividade a partir da venda de créditos de carbono a outras organizações. 

Projeto de lei pode multiplicar negócios e empregos no setor de créditos de carbono

No Brasil, a venda de créditos de carbono acontece ainda apenas no mercado voluntário. Ou seja: as empresas decidem por conta própria por comprar os certificados para se tornarem mais responsáveis socialmente aos olhos da agenda ESG.

No futuro próximo, porém, a expectativa é que o governo aprove um projeto de lei que regulamenta esse mercado, garantindo maior previsibilidade para os negócios que geram créditos e mais responsabilidades para as empresas de modo geral.

“Nosso setor tem pressionado o poder público para aprovar a regulamentação desse mercado, e temos pedido o apoio da sociedade nessa missão”, descreveu Janaína. “Se o projeto de lei for aprovado ainda em 2022, haverá metas para as empresas e a demanda por créditos deve se multiplicar”.

Hoje, no Brasil, o mercado de créditos de carbono gera cerca de 25 milhões de dólares por ano, segundo dados da McKinsey – contando todas as formas de atividade que geram créditos.

O potencial, no entanto, é muito maior. Só através de reflorestamento, por exemplo, é possível que o Brasil gere créditos de carbono na casa de 26 bilhões de dólares.

“A regulação desse setor com certeza vai gerar empregos em todas as etapas do processo que gera créditos de carbono”, analisou Janaina.

Novas e consolidadas lideranças realizam encontro anual da Fundação Estudar

A jovem Marcela Barros atravessa o salão de eventos de um shopping em São Paulo. Passa por algumas mesas, pede espaço educadamente a algumas pessoas e, vários obstáculos depois, encontra quem procurava. É o deputado federal Felipe Rigoni, uma de suas maiores referências.

“É um grande privilégio pra mim, que sonho em trabalhar com política e ser eleita, estar aqui”, descreve a jovem estudante de Ciências Políticas momentos depois de tirar uma foto com o político. “Muitas vezes, nós desacreditamos dos nossos sonhos porque eles parecem inalcançáveis, e estar com essas pessoas torna isso mais concreto e possível”.

Marcela e outros 29 jovens, que acabaram de ser aprovados como bolsistas no Programa Líderes da Fundação Estudar, se reuniram nesta segunda-feira (1), em evento que marcou o aniversário de 31 anos da organização. Ao lado de lideranças consolidadas em setores estratégicos da sociedade, eles discutiram sustentabilidade, democracia, mercado financeiro e empreendedorismo.

Sustentabilidade e mercado financeiro em convergência

O evento desta segunda-feira lançou luz sobre uma tendência global que não sai mais das grandes organizações: a convergência entre mercado financeiro e sustentabilidade. Dados discutidos pelos especialistas mostraram que pelo menos 77% dos investidores devem parar de colocar recursos em organizações que não cumpram a agenda ESG.

Segundo uma das palestrantes do dia, Janaína Dallan, o Brasil tem e terá papel fundamental no debate e nas estratégias de ações contra as mudanças climáticas.

“A agenda ESG perdeu espaço após a crise de 2009, quando os créditos de carbono perderam valor de mercado, mas finalmente estmaos voltando a monetizar esse recurso para empresas que desejam ser socialmente responsáveis”, destacou ela.

Já no painel dedicado a discutir as inovações disruptivas no mercado financeiro, especialistas falaram sobre o caminho sem volta da utilização de tecnologias blockchain, que potencialam e tornam mais seguras transações de moedas digitais.

Juliana Walenkamp, especialista em desenvolvimento de negócios na Web3, falou sobre como essa tecnologia vai ampliar a cartela de serviços e produtos oferecidos pelas empresas em todo o mundo.

Segundo ela, essa tendência levará pessoas a novos cargos e novas funções dentro das organizações e isso vai fazer o mercado de trabalho na área crescer vertiginosamente.

Futuro de investimentos privilegiará quem sabe errar

Em uma das últimas palestras do dia, o presidente do Ifood, Fabrício Bloisi falou da importância de identificar oportunidades de crescimento e, ao mesmo tempo, abandoná-las.

“As ideias só dão acerto após um ciclo de ideias que não funcionam. Vai ser preciso testar, aceitar que nem sempre vamos dar certo na primeira tentativa e só assim as inovações surgem”.

Em outro ponto, o especialista em venture capital Eric Ancher falou da importância de se investir em tecnologia e em empresas de organização. Para ele, o empreendedorismo será forte nos próximos dez anos e requer que as pessoas olhem para esses fatores com atenção.

 

AIESEC seleciona jovens líderes para programa de voluntariado local

Trata-se do AIESEC Membro, uma experiência prática para jovens concentrada no desenvolvimento de liderança a partir de atividades como entrega de intercâmbios, liderança de times e desenvolvimento de soft e hard skills — a exemplo da gestão de projetos e da comunicação.

Ao contrário de outros cursos de treinamento, clubes universitários ou organizações juvenis, a proposta do AIESEC Membro é desenvolver os jovens ao oferecer uma experiência de desenvolvimento de liderança personalizada, relevante e mensurável, conectando-os a uma rede global de organizações juvenis e parceiras.

Cada comitê local no Brasil tem o seu próprio Processo Seletivo. Para se juntar a organização, basta acessar o link e aguardar ser contato por um dos membros da AIESEC. 

O programa de voluntariado possui carga horária estimada de 3h diárias, cuja proposta de valor se divide em:

Desenvolvimento Pessoal: Na AIESEC, os membros podem desenvolver habilidades por meio de experiências práticas de aprendizagem.

Experiência de Liderança: Um ambiente empoderado e desafiador, onde você tem a chance de aprender fazendo, nos diversos cargos locais, nacionais e internacionais da organização.

Network Global: Na AIESEC, os membros têm a chance de se conectar com pessoas de todo o mundo durante e após sua experiência.

Conectar-se com o impacto da AIESEC: A missão, valores e inclusão da organização se destacam como um ótimo ambiente para as pessoas contribuírem para um mundo melhor por meio dos programas que oferecem de novas oportunidades de liderança.

A AIESEC no Brasil possui 37 comitês locais nas cinco regiões do Brasil, tendo mais de 50 anos de atuação no país. Internacionalmente, a organização está presente em mais de 100 países, sendo reconhecida pela ONU e pela UNESCO. Em 2021, a AIESEC no Brasil recebeu o Best WorkPlaces da InfoJobs, prêmio que reconhece organizações que focam na valorização dos membros e do ambiente de trabalho.

Para participar do programa é preciso apenas se inscrever no formulário no site de membresia e esperar o contato do escritório local.

Vagas abertas: “evasão de cérebros” e formação desatualizada dificulta contratações no mercado de tecnologia

Foto de Ola Dapo via Pexels

Até 2025, o mercado de tecnologia brasileiro deve demandar pelo menos 700 mil profissionais, segundo a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). São programadores, desenvolvedores, cientistas de dados e outros especialistas considerados de suma importância para as organizações do futuro.

No entanto, o que torna esse dado um problema é o fato de que há poucas pessoas capacitadas para atuarem no mercado de tecnologia.

Por essa razão, empresas e instituições de ensino têm discutido o que fazer para preencher essa lacuna para gerar desenvolvimento e menos desemprego. 

Por que as vagas não podem ser preenchidas?

Segundo a Líder de Employee Experience Mylena Souza, da investech Nelogica, o mercado de trabalho em tecnologia acaba virando tema devido à sua importância. Na visão da profissional, é como se o ensino tradicional não acompanhasse as mudanças no setor, e deixasse de formar profissionais prontos.

“Vemos essa busca por profissionais qualificados na área de tecnologia crescendo já há alguns anos”, relata ela. “E o cenário de pandemia acelerou ainda mais a disparidade deste setor frente aos demais.”

Além disso, ela comenta que existe hoje um movimento no Brasil chamado de “evasão de cérebros”, no qual os talentos brasileiros passam a atuar em outros países.

“Esse movimento também foi acelerado com a adesão em massa ao home office, que quebrou barreiras geográficas”, analisa Mylena. “O que acontece aí é que a lei da oferta e demanda entra em ação e temos uma real disputa por talentos, onde empregadores concorrem entre si para atrair os melhores profissionais, criando ambientes e remunerações cada vez mais atrativas.”

Como efeito, o mercado de trabalho vive uma inversão na lógica tradicional. Agora, os profissionais têm mais poder de escolha sobre onde querem trabalhar, e não as empresas.

Mylena vê isso como algo positivo, e acrescenta que o acesso à informação deu mais força ao trabalhador.

Empresas deverão cobrir déficit de profissionais

A falta de atualização nos currículos das universidades tem feito com que empresas se movimentem. Segundo Mylena, está mais do que claro que o cenário atual vai forçar as organizações a formarem pessoas internamente.

“Assim, nosso processo seletivo acaba focando primordialmente em avaliar o potencial de desenvolvimento que o candidato possui e não na experiência ou conhecimento que já tem”, relata. “Se a pessoa nos mostra que tem a capacidade e disposição para aprender e se está alinhado com a nossa cultura e o que acreditamos como empresa, já é o bastante.”

Essa lógica, apesar de nova, não modifica a estrutura natural da Nelogica ou de outras empresas que querem resolver o problema. Isso porque, com a mudança rápida nas tecnologias utilizadas pelos profissionais, até os trabalhadores mais experientes precisam continuar estudando e aprendendo novas habilidades para substituir as antigas.

“Por isso, na contratação de desenvolvedores não temos a exigência de conhecimento específico em determinada linguagem de programação, por exemplo, pois a linguagem é só a “ferramenta” e isso muda, a gente aprende, reaprende e troca por outra o tempo todo.”

Acesse a página de carreiras da Nelogica

Instagram

Testes interativos: Qual o seu estilo de organização?

Foto de cottonbro via Pexels

Muitas vezes, criamos soluções para nos organizarmos melhor com base em dicas que não nos ajudam. Isso acontece, entre outros motivos, porque não é possível estabelecer um padrão de organização que funcione bem para todas as pessoas.

Nesse teste, você descobre qual o seu estilo de organização (dentre 6 possíveis), descobre os pontos fortes do seu estilo e ainda tem dicas para melhorar com base na sua personalidade.

Gostou? Confira a seguir.

Mulheres na tecnologia: desafios e oportunidades

Foto de ThisIsEngineering via Pexels

Não é novidade que lugar de mulher é onde ela quiser, mas o fato é que, embora a área de tecnologia tenha comprovadamente menos mulheres, muitas foram pioneiras e geraram revoluções no próprio ramo, como o Na Prática já mostrou

Neste post, traremos um panorama do segmento para as mulheres, com dicas para ingressar no mercado e uma série de oportunidades de formação e colocação profissional!

CENÁRIO PARA MULHERES NA TECNOLOGIA SEGUNDO PESQUISAS

Do ponto de vista da pesquisa acadêmica, as habilidades nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, conhecidas pela sigla (em inglês) STEM têm se revelado fundamentais para criar sociedades inclusivas e sustentáveis. No entanto, apesar do notável progresso alcançado nas últimas décadas, as mulheres são só 35% do quadro de estudantes de ensino superior nessas áreas, no contexto geral. É o que mostra o estudo Las Mujeres en Ciencias, Tecnología, Ingeniría y Matemáticas en América Latina y el Caribe, da ONU. O levantamento revela, ainda, que a América Latina e o Caribe alcançaram paridade nessa proporção, tendo 45% de pesquisadoras, mas também mostra que as mulheres continuam a ser minoria nas carreiras profissionais em STEM.

Tal perspectiva se reflete em diferença salarial com relação aos homens. Segundo a Pesquisa de Remuneração Total, realizada pela consultoria Mercer e divulgada pela revista Forbes, o mercado de tecnologia é o mais desigual entre os gêneros em termos de remuneração. A diferença chega a 36% no nível de executivos em organizações conceituadas. A consultoria ouviu 30 mil empresas em vários países (759 delas no Brasil). Especificamente no contexto brasileiro, destaca-se outro ponto sensível: a sub-representatividade racial. A reportagem divulgou dados da pesquisa #QuemCodaBr, da organização social Preta Lab, segundo a qual as mulheres negras são 15% das ingressantes em cursos de computação em todo o país. 

DICAS PARA INGRESSAR NO MERCADO DA TECNOLOGIA SENDO MULHER

Se, por um lado, há um cenário desfavorável em termos de representação e salário, por outro, é perceptível que as mulheres estão se candidatando mais a vagas em tech. Também de acordo com a Forbes, conforme dados do Banco Nacional de Empregos, nos primeiros cinco meses de 2021, foram 12.716 candidatas na área, contra 10.375 no mesmo período de 2020. Diante dos números, não é exagero supor que justamente por ainda haver lacunas a preencher com relação à representatividade, o mercado de tecnologia precisa ser cada vez mais ocupado pelas meninas.

E quais seriam as dicas, então, para ingressar nele? Uma das principais é ter outras mulheres como referências. Acompanhar premiações do setor nas quais as profissionais são destacadas, por exemplo, é um caminho. Seguir, no LinkedIn, quem já está trilhando esta jornada no ramo também é uma ótima opção para se inspirar – e fortalecer o networking!

 Outra dica é procurar formações acadêmicas e técnicas inclusivas para mulheres no segmento de interesse dentro da tecnologia. Como mostraremos mais adiante, não faltam opções, assim como há várias possibilidades de estágio que são específicas para o público feminino. Ter um portfólio atualizado e em linha com o que o mercado demanda também é muito importante.

BOOTCAMPS E CURSOS PARA MULHERES NA TECNOLOGIA

Em abril deste ano ocorreu mais uma edição do Órbi Academy Techboost, uma iniciativa da Órbi Conecta (um hub de inovação de Minas Gerais) e do DIO (um ecossistema de educação tecnológica). O bootcamp ofertou 10 mil bolsas de estudo para mulheres em cursos e mentorias de desenvolvimento de jogos.

Quem também oferece mentorias e bolsas em bootcamps é a WoMakersCode, uma comunidade de tecnologia formada por mulheres da América Latina. O trabalho do grupo começou no interior do Rio Grande do Sul, a partir da fundadora Cynthia Zanoni, que é engenheira de software, que decidiu tornar a carreira de tech mais acessível para mulheres. As alunas passam por um processo de capacitação técnica, desenvolvimento de habilidades interpessoais e preparação para o mercado de trabalho com uma metodologia chamada “Hacking de Carreira”.

A #MaisMulheresTech foi criada pela WoMakersCode em parceria com a Microsoft para oferecer trilhas de capacitação gratuitas e online. Entre os cursos disponíveis, estão o de Segurança em Cloud Computing, Ferramentas de DevOps e Inteligência Artificial na Prática.

Já a Reprograma é uma iniciativa de impacto social que foca em ensinar programação para mulheres cis e trans que não têm recursos ou oportunidades para aprender a programar. O curso intensivo Imersão Javascript está disponível para alunas de todo o Brasil.

ESTÁGIOS PARA MULHERES NA TECNOLOGIA

O OLX Brasil (site de compra e venda) está com inscrições abertas para o programa de estágio Geração Elas em Tech. Na edição atual, a empresa disponibiliza vagas para mulheres cis e trans na área de Engenharia, sendo que a metade é destinada a candidatas em situação de vulnerabilidade social.

Recentemente, a bolsa de valores brasileira, a B3, lançou um programa de estágio focado em mulheres, para trabalhar em cursos de capacitação visando a efetivação na carreira. 

O EBANX (empresa de tecnologia financeira que que processa pagamentos de empresas internacionais na América Latina) também lançou recentemente um programa de estágio exclusivo para mulheres. As vagas foram em Operações de Cloud e Cibersegurança, Dados e Desenvolvimento de Software. Embora as inscrições já tenham encerrado, vale a pena ficar de olho, já que a iniciativa da companhia é anual. 

VAGAS ABERTAS PARA MULHERES EM TECH

A XP Investimentos (corretora de valores brasileira) está com inscrições abertas para diversas oportunidades em tecnologia, entre as quais estão vagas afirmativas para mulheres. São cargos como Sênior Product Designer, Gerente de Engenharia e Engenheira de Software Android. As inscrições podem ser feitas na página de carreiras da XP.

Outra companhia com vagas abertas para mulheres em tecnologia é o QuintoAndar (startup brasileira focada no aluguel e na venda de imóveis). As oportunidades são para funções como Cientista de Dados Sênior e Analytics Engineer. Para se inscrever, basta acessar a página de carreiras do QuintoAndar.

69 sites que oferecem cursos online gratuitos com certificado

cursos gratuitos: cursos online e gratuitos existem aos montes na internet, mas você pode acessar uma porção deles apenas tendo este texto como guia.

A internet está cheia de cursos online e gratuitos, com certificado, disponíveis para pessoas de diferentes níveis de experiência. O problema, na maioria das vezes, é encontrar todos eles, saber quais são os confiáveis e descobrir exatamente o que queremos.

Pensando nisso, nós fizemos essa seleção, que é atualizada mensalmente, com as melhores opções de cursos para que você melhore o seu repertório e o seu currículo.

Ao todo, são 69 plataformas que têm formações online e gratuitas – para começar a qualquer momento!

15 dicas para mandar bem na entrevista de emprego

69 sites que oferecem cursos online gratuitos com certificado

#1 Fundação Estudar

A Fundação Estudar – da qual o portal Na Prática faz parte – disponibiliza online e gratuitamente cursos que ajudam no desenvolvimento profissional de pessoas em todas as fases da carreira. Dentre eles, está o curso Decisão de Carreira na Prática, disponibilizado gratuitamente por tempo limitado. Outro é o CC50, o curso de ciência da computação de Harvard, traduzido.

#2 EdX

A plataforma Edx disponibiliza cursos de diversas faculdades ao redor do mundo, dando oportunidade para estudantes conhecerem cursos de instituições do Japão, da África do Sul e de muitos outros países, do sofá de casa. 

Dentre os cursos ofertados está o de Gestão de Projetos Baseado em Resultados, uma iniciativa da Universidade de Witwatersrand, Joanesburgo.

Neste curso, você aprenderá a usar sistemas de monitoramento e avaliações para tomar decisões em seu gerenciamento de projetos. O mercado de trabalho valoriza profissionais que façam bons planejamentos e sabem usar seus recursos para gerar progresso dentro da empresa. Em apenas 8 módulos, o programa te ensina a identificar resultados e riscos, além de mostrar como desenvolver indicadores e metas para o seu projeto.

#3 Brasil Mais Digital

Brasil Mais Digital é um projeto da Softex que visa formar futuros profissionais de tecnologia com base nas principais demandas do mercado. Sua plataforma EAD oferece mais de 40 cursos gratuitos e online, todos com certificado, oferecidos por empresas do ramo, como Microsoft e TOTVS. Há formações sobre Inteligência Artificial, Programação, Ferramentas de Trabalho, Gestão Empresarial, entre outros temas do mundo da tecnologia.

#4 FGV

A Fundação Getúlio Vargas oferece 60 cursos online gratuitos com certificado, em áreas como Administração Pública, Economia, Finanças, Educação, Humanidades, Negócios, entre outras.

#5 Udacity

Outra plataforma que conta com cursos gratuitos na área de tecnologia e web é a Udacity. Para isso, ela conta com parcerias com importantes organizações, como Google e Facebook, por exemplo. Os aprendizados são oferecidos tanto em inglês quanto em português com certificação após a conclusão das aulas.

#6 Coursera

Coursera oferece conteúdo para formação em diversas áreas do campo de tecnologia em parceria com mais de 190 empresas e universidades, como Google, IBM, Stanford e UPenn.

#7 SENAI

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) tem 12 cursos online gratuitos com certificação. Os temas são: Consumo Consciente de Energia, Desenho Arquitetônico, Educação Ambiental, Empreendedorismo, Finanças Pessoais, Fundamentos de Logística, Logística de Programação, Propriedade Intelectual, Segurança do Trabalho, Metrologia, Noções Básicas de Mecânica Automotiva e Tecnologia da Informação e Comunicação.

#8 Omie.Academy

Para ajudar empreendedores a se prepararem para um mercado cada vez mais digital em meio aos esforços de isolamento, a Omie, plataforma de gestão para Pequenas e Médias Empresas, liberou o acesso a todo o conteúdo de educação empreendedora de sua plataforma educacional Omie.Academy, que conta com cursos de Programação Neurolinguística, Liderança e Gestão de Pessoas, Finanças Pessoais, Otimização de Redes Sociais e Business Process Outsourcing (BPO), entre outros (e oferece certificado).

Leia também: Conheça 42 sites para você encontrar trabalho remoto

#9 Rock University

A Rock University, da Rock Content, disponibiliza cursos gratuitos com certificado sobre marketing de conteúdo, produção de conteúdo para web, inbound marketing, outbound marketing e sobre a plataforma WordPress.

#10 Instituto Federal de Rondônia

É possível encontrar cursos online com certificado grátis em programação no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia. São disponibilizadas formações como Introdução à programação em Linguagem Java, Programação de Games, UX Design e mesmo empreendedorismo. Para obter os certificados, é necessário cumprir a grade de cada curso, que contam com testes.

#11 Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) disponibiliza cinco cursos online gratuitos. Há possibilidade de pegar certificados ao completá-los em todos, mas em algumas das formações o documento custa cerca de 25 dólares. Os temas abertos atualmente são: economia digital, gestão de riscos em projetos, gestão de projetos de desenvolvimento, consultas públicas e impacto ambiental.

#12 iTEC

A Intelbras, indústria brasileira desenvolvedora de tecnologias, disponibiliza 157 cursos online gratuitos com através do seu Centro de Capacitação em Tecnologia — iTEC. Os treinamentos são totalmente gratuitos, possuem carga horária que variam de 15 minutos até 25 horas e os estudantes recebem certificados após a sua conclusão. No total, são 33 cursos focados em gestão de negócios, vendas, marketing e atendimento ao cliente e 124 cursos técnicos em nível inicial, intermediário e avançado nas áreas de segurança, redes, comunicação, controle de acesso, energia, prevenção a incêndio e iluminação.

#13 GGTE – UNICAMP

O MOOC GGTE – UNICAMP é um portal de cursos online, livres e gratuitos produzidos pela comunidade acadêmica da Unicamp em parceria com o Grupo Gestor de Tecnologias Educacional da universidade. Há formações nas mais variadas áreas do saber, como por exemplo: Biologia Investigativa, Educação para as Africanidades: formação para a Cidadania, 7 Lições para a produção de textos, Desenvolvimento Web com AngularJS, entre outros.

#14 UNASUS

Iniciativa do Sistema Único de Saúde (SUS), a plataforma oferece formações gratuitas e online a estudantes e profissionais da área da saúde. Com foco no aprendizado prático, os cursos estão disponíveis em diferentes níveis, como de extensão, aperfeiçoamento, especialização, mestrado profissional, entre outros.

#15 MIT 

Uma das universidades mais famosas e concorridas do mundo, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) disponibiliza cursos gratuitos abertos para todos. Com aulas majoritariamente em inglês – embora seja possível encontrar em outros idiomas – as formações em arquitetura e artes, ciência e tecnologia, economia, história, entre outros.

#16 RD University

Uma iniciativa da empresa de marketing digital Resultados Digitais, a RD University está com três cursos gratuitos atualmente: introdução ao inbound marketing, inbound marketing para gestores (gratuito até 31/05) e inside sales para vendedores (gratuito até 31/05). Todos oferecem certificado ao estudante.

#17 Descola

A plataforma Descola disponibiliza o curso online “Do Bar ao Mercado” gratuitamente. O curso inspira e ensina sobre empreendedorismo e ferramentas de execução. Ao final, oferece certificado.

#18 Harvard Online Courses

Para quem fala inglês, é possível fazer cursos online e gratuitos em uma das universidades mais famosas do mundo: Harvard. Há inúmeras opções, em áreas como Tecnologia, Literatura, Biológicas e Finanças. A duração dos cursos varia, podendo se estender por até 12 semanas, e todos oferecem certificados após a conclusão.

#19 Perestroika

A Perestroika oferece gratuitamente o curso online “Que Droga é Essa?”, que visa informar sobre o mundo das drogas, desmistificando com base na ciência (e sem apologia). A formação também fornece certificação.

Leia também: Como inserir certificado dos cursos no LinkedIn

#20 Kadenze

Kadenze reúne grandes universidades (como CalArts e Paris College of Arts) e empresas em cursos sobre as áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia, Arte, Design, Música e Matemática (do campo conhecido como STEAM). O cadastro gratuito dá acesso a diversos cursos, mas os certificados são limitados aos associados, que pagam mensalidade de 20 dólares.

#21 Digital Innovation One

Estudantes e interessados na área de desenvolvimento de softwares podem aprender gratuitamente sobre Javascript, PHP, Python e Angular. Com certificado de participação de curso, as formações são dividas nos níveis iniciante, intermediário e avançado, em aulas de duas a 12 horas de conteúdo.

#22 Stanford online

Outra universidade renomada que também disponibiliza formações gratuitas – porém, novamente, é necessário ter conhecimentos em inglês. Os cursos são divididos em cinco categorias de ensino: saúde e medicina, artes e humanidades, educação, engenharia e tecnologia.

#23 Fundação Bradesco

A Fundação Bradesco tem uma escola virtual com cursos gratuitos, com certificado, nas áreas de Administração, Contabilidade e Finanças, Desenvolvimento, Educação Básica e Pedagogia e Informática.

#24 Escola Virtual de Governo

A Escola Virtual de Governo tem cursos online e gratuitos com certificado em diversas temáticas ligadas ao setor público, como Gestão de Políticas Públicas, Governo Digital e Recursos da União.

#25 Centro Paula Souza

O Centro Paula Souza disponibiliza 11 cursos online e gratuitos com certificados focados em ferramentas de trabalho como Design Thinking, Gestão de Pessoas, Gestão de Tempo, Venda, Canvas, entre outros.

#26 Ava Acadêmico – UFRB

Outra universidade brasileira a dispor de uma plataforma online com cursos gratuitos é a Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). Os cursos, em geral, são profissionalizantes, como, por exemplo, Execução de recursos extraorçamentários, Normas ABNT aplicadas a Trabalhos Acadêmicos, Leitura e produção de textos acadêmicos, entre outros. Há certificação aos alunos com aproveitamento de pelo menos 70%.

#27 ELEVE – Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados disponibiliza por meio da Eleve, ambiente de aprendizagem dos cursos à distância, cursos online com certificado grátis. As formações são divididos em três públicos: para servidores da Câmara, servidores público e para cidadãos.

#28 IFES-RS

Aberto tanto para estudantes quanto ao público geral, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul também conta com cursos online com certificação. Há dezenas de formações nas seguintes áreas: ambiente e saúde, ciências exatas e aplicadas, ciências humanas, educação, gestão e negócios, idiomas e línguas, literatura, informática, produção alimentícia e turismo e hospitalidade.

#29 SEBRAE

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) oferece cursos gratuitos com certificado em Empreendorismo, Cooperação, Finanças, Inovação, Leis, Mercado e Vendas, Organização, Pessoas e Planejamento.

#30 Senac EAD

Senac EAD liberou, de forma gratuita, diversos cursos. Segundo o Senac, os participantes dos cursos receberão certificados certificados com validade em todo território nacional. As formações são focas em Meio Ambiente e Saúde, Gestão e Negócios, Tecnologia da Informação e Comunicação, Turismo, Hospitalidade e Lazer.

#31 Kultivi

A Kultivi oferece cursos completamente gratuitos. Entre eles, preparatórios para concursos, focados nas provas ENEM e OAB, de idiomas, negócios e medicina. O aluno consegue um certificado gratuito quando completa a formação.

#32 Eskada UEMA

A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), desenvolveu uma plataforma de cursos abertos e gratuitos. A Eskada conta com uma curadoria de conteúdo feita pela instituição de ensino. Centrados nas mais variadas áreas do conhecimento, os cursos disponibilizados são: Psicologia da Educação, Libras, Noções de Biossegurança no Trabalho relacionadas à COVID 19, Geografia Urbana, Neuropedagogia, entre outros.

#33 Intel

Destinado a quem se interessa pela tecnologia da informação e pelo universo corporativo, o portal da Intel conta com mais de 30 cursos online e gratuitos. Dentre as formações disponíveis, estão opções como armazenamento de dados em segurança, business intelligence, conectividade sem fio, entre outros.

#34 AVAMEC

A plataforma do Mec (Ministério da Educação) disponibiliza cursos gratuitos com certificado em disciplinas que compõem o ensino brasileiro (em seus mais diversos níveis). Há cursos de aperfeiçoamento, capacitação, especialização, extensão e de formação continuada.

#35 Trevisan Online

A Trevisan Online tem cursos com certificado gratuitos em Compliance e Investigação de Fraudes, Finanças e Mercados de Capitais, Gestão Financeira, Compliance e Riscos, Contabilidade, Auditoria e Controladoria.

#36 Linkedin Learning

O Linkedin tem atualmente uma trilha de aprendizado gratuita com tema Trabalho Remoto: Colaboração, foco e produtividade. Quando faz todos os 10 cursos que compõe a rota de aprendizagem, o aluno recebe um certificado. Além disso, junto com a Microsoft, disponibiliza 9 trilhas (totalizando 96 cursos) focadas em mercado de trabalho – capacitação e recolocação.

#37 Sest Senat

O Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT) conta com cursos de aperfeiçoamento profissional online e gratuitos. As áreas de formação são relacionadas a transporte e logística, como Administração de Frota, Cidadania no Transporte de Passageiros, Administração de Garagens, entre outros.

#38 CIEE

O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) disponibiliza cursos voltados para estudantes. A plataforma oferece quatro trilhas com objetivo de preparar os talentos para o mercado de trabalho: “Preparação para o Mundo do Trabalho”, “Lidando com a informática”, “Orientação e informação profissional” e “A comunicação e a matemática”.

#39 Aliança Empreendedora

IZettle, Aliança Empreendedora e TamoJunto lançaram gratuitamente o curso “Adaptando seu negócio à crise”, que, em 10 videoaulas, visa apresentar soluções em gestão financeira, acesso a crédito, venda online, além de dicas para inovar e criar oportunidades. A formação inclui certificado.

#40 PoCA

Iniciativa da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), o site Portal de Cursos Abertos (PoCA) tem cursos online com certificado (e gratuitos) em áreas diversas, como Matemática, Gestão e Tecnologias na Educação.

#41 Microsoft Learn

A empresa tem uma plataforma de ensino, a Microsoft Learn, onde disponibiliza diversos cursos com certificado em Tecnologia. A maior parte das formações é em inglês, mas há algumas em português.

#42 Instituto TIM

Nem todo mundo sabe, mas a operadora de celular também oferece formações gratuitas. O Instituto Tim busca levar conhecimentos de ciência, tecnologia e inovação para jovens. Ao todo, os cursos estão divididos em oito categorias de conhecimento: desenvolvimento de software, desenvolvimento web, programação mobile, games, e-books, escrita, professores e empreendedorismo.

#43 Facebook for Business

A rede social disponibiliza cursos focados em marketing, principalmente voltados para negócios digitais aproveitarem melhor o uso de suas ferramentas. Há formações em temas como anúncios e experiência de compra.

#44 Estação Hack from Facebook

Uma iniciativa do Facebook com a Digital House, a Estação Hack disponibiliza gratuitamente cursos e conteúdos (palestras e workshops) para a área de programação e desenvolvimento. Os cursos, porém, não são sob demanda – ou seja, demandam inscrições e realização de aulas de acordo com um cronograma de aulas.

Leia também: Confira modelo de currículo para baixar, preencher e se destacar no mercado

#45 Pocket Live ESPM

A ESPM oferece aulas ao vivo gratuitas com certificado – as Pocket Lives. As anteriores podem ser conferidas por gravações, mas só assistindo ao vivo o participante recebe certificado. São aulas de 2 horas, em temas ligados à vendas, branding e tecnologia.

#46 UAITEC

Desenvolvida pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, a Rede UAITEC visa à promoção da inclusão digital dos cidadãos. São mais de 60 cursos e as formações estão divididas em seis categorias: desenvolvimento de habilidades, formação profissional, novos negócios, tecnologia e comunicação, meio ambiente e saúde.

#47 Engeduca

Plataforma voltada para profissionais de Engenharia, a Engeduca oferece cursos gratuitos com certificado em temas de indústria, construção civil e inovação.

#48 Class Central

O site Class Central possui mais de 400 cursos gratuitos e com certificado de universidades da Ivy League, como Harvard e Yale, e em diversas temáticas.

#49 Prime Cursos

Prime Cursos é uma plataforma brasileira que abrange diversas áreas do conhecimento. Seus cursos online vão de gastronomia à programação, mas todos oferecem um certificado pago: impresso, custa R$ 54,90 + frete, e a versão digital, R$ 49,90.

#50 codecademy

Destinado a programadores e interessados no assunto, a codeacademy dispõe de cursos online para codificação em linguagens de programação, como jQuery, Javascript, Python, Ruby, PHP, JAVA, bem como linguagens de marcação, como CSS e HTML.

Conheça a Escola de Liderança, a plataforma de conteúdos da Fundação Estudar, que ajudará você a levar sua carreira para o próximo nível.

#51 LearnCafe

O site LearnCafe possui uma enorme quantidade de cursos gratuitos, focados em muitas categorias, assim como o Prime Cursos. Possui formações sobre moda, meio ambiente, administração e negócios e direito, por exemplo. A plataforma oferece certificado, que podem ser comprados pelo estudante ao final da formação.

#52 B3

A bolsa de valores do Brasil também disponibiliza cursos gratuitos. O objetivo, de acordo com a empresa, é promover o conhecimento financeiro a quem deseja entender mais o assunto. Dentre as formações disponibilizadas, estão: como funciona a Bolsa de Valores, produtos de renda fixa, iniciante no mercado de ações, como organizar suas finanças e muito mais.

#53 Senar EAD

O portal de Educação a Distância do SENAR visa contribuir com a formação e a profissionalização das pessoas do meio rural. Para isso, oferece diversos cursos de temática rural gratuitos e com certificado (para receber, o aluno precisa concluir todas as atividades obrigatórias e responder a pesquisa de satisfação). Há formações em assuntos como Bioma, Agricultura, Sustentabilidade e Produção Vegetal.

#54 Escola Virtual Portogente

A Portogente oferece diversos cursos gratuitos com certificado para quem se interessa por logística, comércio, saúde & segurança, turismo, transporte.

#55 Alison

Plataforma Alison é um empreendimento social, que oferece cursos gratuitos em diversas categorias, como: TI, saúde, ciência, idioma, marketing, matemática e negócios. Tem até uma formação temática sobre a emergência do coronavírus. Muitos dos cursos oferecem certificado, mas outros não – vale ficar de olho quando se inscrever.

#56 Insper

Em parceria com o Coursera, o Insper oferece cursos gratuitos nas áreas de Marketing analítico; Gestão de operações; Capitalismo consciente e Administração financeira. Todos oferecem opção de certificado de conclusão.

#57 ENAP

ENAP, ou Escola Nacional de Administração Pública, disponibiliza cursos gratuitos com certificado. Há programas para diversos níveis de carreiras em assuntos ligados à administração de empresas e do setor público, como Gestão Estratégica, Transformação Digital, Gestão de Pessoas, Gestão Pública, Logística e Compras e Políticas Públicas, entre outros.

#58 Miríada X

O site oferece cursos das mais diversas universidades e instituições de ensino de fora do Brasil. Como alguns já citados anteriormente, é uma plataforma de cursos online gratuitos que permite que estudantes do mundo todo tenham acesso a conteúdos das mais diversas áreas.

#59 OpenupEd

OpenupEd é um site internacional que oferece formações em inglês e espanhol. Todas suas formações são online e gratuitas e, embora fornecidas por diversas instituições, passam pelo filtro de qualidade da plataforma. A maior parte deles oferece certificados do tipo informal ou outros reconhecimentos. Os certificados formais podem custar, dependendo do curso.

#60 Hospital Albert Einstein

Profissionais da área da saúde também podem contar com cursos gratuitos com certificação no Hospital Albert Einstein. Entre as modalidades existentes online, o hospital disponibiliza cursos nas áreas de: Cardiologia, Neurologia, Enfermagem, Medicina Física e Reabilitação e Nutrologia.

#61 Shaw Academy

A Shaw Academy oferece quatro semanas gratuitas para experimentar seus cursos online – que têm um viés prático e são focados em diversas áreas do conhecimento, como Fotografia, Negócios, Marketing, Música, Beleza, Finanças e Tecnologia. Também oferece certificados.

#62 Aprendeaí

Com frequência, a plataforma que oferece cursos online nas áreas de soft skills, inovação e negócios, disponibiliza algumas de suas formações gratuitamente. Atualmente, oferece sem custo os cursos Inteligência Relacional: o Super Poder Ágil e Decole Sua Carreira. A inscrição em ambos inclui certificado, material de apoio, acesso vitalício e convites para lives com professores.

#63 IFSP

O IFSP – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – oferece diversas modalidades de formação à distância: cursos técnicos, superiores e de extensão. Os cursos a distância possuem aulas esporádicas e provas nos polos presenciais.

#64 Instituto Legislativo Brasileiro 

O Senado Federal também conta com uma plataforma com cursos online. Dentre as formações oferecidas, há cursos de Direito Constitucional, Política Contemporânea, Relações Internacionais, entre outros.

#65 Veduca

A plataforma Veduca possui 15 cursos 100% gratuitos com certificado: Desenvolvimento de Produtos e Serviços, Ecoinovação, Ecologia Industrial, Eletromagnetismo, Engenharia Econômica, Física Básica, Gestão Ambiental, Gestão da Inovação, Gestão de Projetos, Medicina do Sono, Metodologia Científica, Probabilidade e Estatística, Coronavírus, Fundamentos de Administração e Marketing Digital.

#66 Pensar Cursos

Plataforma com cursos profissionalizantes introdutórios gratuitos, passando por Administração, Informática e Língua Portuguesa, mas abarcando também áreas específicas como gastronomia, maquiagem e estatística. Vale para quem quer aprender o básico de uma série de habilidades exigidas pelo mercado de trabalho.

#67 Iped – Instituto Politécnico de Ensino à Distância

Mais de 1200 cursos online disponíveis na plataforma em pelo menos 55 áreas como administração, ambiental, animação e design, biomedicina, educação, contabilidade e outros. Nem todos os cursos são gratuitos mas vale dar uma conferida nas possibilidades.

#68 SESI – Serviço Social da Indústria

O SESI possui uma plataforma online de cursos, com oportunidades gratuitas e pagas, voltados a tecnologia, indústria, finanças e focados em aplicações práticas utilizadas no mercado de trabalho.

#69 Endeavor

A Endeavor possui um canal com cursos online gratuitos voltados para quem sonha em ser empreendedor. Nela, é possível aprender sobre finanças, direito e inovação, além dos fundamentos para abertura de um negócio..

Não perca ainda: LinkedIn e Microsoft disponibilizam 96 cursos onlines e gratuitos com foco em mercado de trabalho (por tempo limitado!)

 

 

Como descrever o objetivo profissional no currículo (e o que o recrutador realmente quer saber)

O currículo tradicional requer algumas informações que parecem, à primeira vista, apenas formalidades. No entanto, cada uma das seções tem um propósito de seleção para os recrutadores.

Como escrever uma carta de apresentação para o currículo? 7 modelos prontos para copiar e baixar

No caso da parte de objetivo profissional, ela é importante porque é o primeiro “filtro”, como explica Rodrigo Pires, gerente de Recursos Humanos da Centauro: “geralmente, a parte de objetivos profissionais é a primeira que o recrutador tende a ler”.

O que é o objetivo profissional, para que serve, e onde fica no currículo

É de acordo com o que está escrito nesta área que acontece o que ele chama de matching inicial. Na prática: o recrutador verifica se o objetivo do candidato está alinhado com suas demandas – o que ele busca para a posição e para a empresa.

A estrutura do currículo tradicional se divide em sete partes, que aparecem nessa ordem:

  1. Objetivo profissional
  2. Formação
  3. Experiência
  4. Outras atividades
  5. Habilidades
  6. Idiomas
  7. Referências

Como colocar o objetivo profissional no currículo da melhor forma

O objetivo, também conhecido como objetivo profissional, deve contar com uma ou duas frases que resumem o tipo de oportunidade que você está procurando. “Ao incluir um objetivo de longo prazo, neste campo, pode-se correr o risco do recrutador não terminar de ler o currículo por não se encaixar na demanda atual”, diz o especialista. Por conta disso, sua sugestão é descrever metas a curto prazo no currículo.

Outra dica, ao falar do seu objetivo profissional, é ser sucinto, específico e direcionar o texto deste campo para a vaga que quer conquistar. O nome do cargo não é obrigatório, mas informar a área em que se pretende trabalhar é essencial – e é aí que a adequação para cada posição se dá. Isso vale para quem tem, ou não, metas claras.

“Sempre digo que as pessoas devem buscar aquilo que desejam para sua carreira e trocar de objetivos em função da empresa pode ser um erro. A variação deve ocorrer pela área na qual as pessoas estão se candidatando.”

Embora alguns destaquem o nível da posição (como “gerente”, “analista”, “assistente”, etc.), Rodrigo afirma que não há problema em ser mais genérico, principalmente sendo iniciante no mercado de trabalho.

Exemplos de objetivo profissional

Inspire-se com alguns exemplos de como descrever o objetivo profissional no currículo na hora de se aplicar a uma vaga.

1. “Recém-formada em Publicidade e Propaganda em busca de vaga com grande oportunidade de desenvolvimento profissional na área de criação de uma agência consolidada.”

2. “Administrador de empresas com quatro anos de experiência na área de gestão de bancos de investimentos interessado em construir carreira em firma de investimentos.“

3. “Formada em Direito com interesse na área de propriedade intelectual em busca de uma posição inicial no escritório X.”

Baixe 12 modelos de currículos prontos para editar!

4. “Relações Públicas em busca de cargo de analista na área de responsabilidade social de uma organização de grande ou médio porte.”

5. “Graduado em Economia com experiência em liderança de equipes e interessada em construir carreira na empresa Z.”

Objetivo profissional: é preciso coerência entre currículo e entrevista

Na fase da entrevista, é importante falar seu objetivo profissional de acordo com o que está descrito no currículo. Porém, pode – e deve! – se aprofundar. O currículo costuma ser a primeira parte das seleções, mas na entrevista há muito mais chances de se destacar, mostrando sua personalidade e perfil.

Rodrigo aconselha tentar construir uma narrativa, partindo do objetivo profissional atual, mas colocando-o como uma das etapas para atingir seu verdadeiro alvo. Para o gerente de RH, “isso demonstra que seu objetivo hoje possui um propósito maior, ou seja, faz parte do seu plano de carreira”.

O que colocar no objetivo profissional?

Com o objetivo profissional, o recrutador verifica se o candidato está alinhado com suas demandas – o que ele busca para a posição e para a empresa. Além disso, objetivo profissional deve contar com uma ou duas frases que resumem o tipo de oportunidade que você está procurando.

Outra dica, ao falar do seu objetivo profissional, é ser sucinto, específico e direcionar o texto deste campo para a vaga que quer conquistar.

Mais exemplos do que colocar

Achou pouco? Então, inspire-se com alguns exemplos:

6. “Formada em Direito com interesse na área de propriedade intelectual em busca de uma posição inicial no escritório X.”

7. “Administrador de empresas com quatro anos de experiência na área de gestão de bancos de investimentos interessado em construir carreira em firma de investimentos.”

8. “Administrador de empresas com quatro anos de experiência na área de gestão de bancos de investimentos interessado em construir carreira em firma de investimentos.”

Como fazer um bom currículo? Aprenda a fazer um currículo excelente e se destacar

E o que não colocar?

Embora seja importante entender tudo que deve ser colocado no currículo, nunca é demais se atentar àquilo que não deve estar em um objetivo profissional bem escrito.

Portanto, se você está escrevendo esta parte do currículo:

  1. Nunca escreva frases longas demais, porque isso tende a demonstrar pouca clareza;
  2. Não aponte mais de uma área de atuação, porque isso tende a demonstrar falta de foco;
  3. Não seja clichê utilizando frases batidas como “à disposição da empresa”;

Leia