Em um processo seletivo, falar dos pontos fortes é fácil – provavelmente você até está pensando neles neste exato momento. Mas o que responder sobre pontos fracos? Afinal, esse é um momento em que você espera discutir as habilidades, talentos e capacidades que o tornam o candidato mais forte para o trabalho, e não justamente o contrário.

E-book: Como Se Destacar em Processos Seletivos

Porém, ainda que enquadrar possíveis fraquezas de maneira positiva seja desafiador, quando você combina o autoconhecimento com um plano de ação, pode rapidamente se diferenciar de outros candidatos. Por isso, a chave para se preparar para esta pergunta é identificar os pontos fracos que comunicam força.

Mas para quem ainda não sabe exatamente como fazer isso, o Indeed, um dos principais buscadores de vagas de emprego do mundo, reuniu 10 pontos fracos e exemplos de como abordá-los em um recrutamento.

 

 

10 exemplos de pontos fracos para entrevistas de empregos

Antes de mais nada, os exemplos que mostraremos a seguir têm o objetivo de ajudar a identificar suas áreas de melhoria. Seja sincero consigo próprio e, caso a sua característica a desenvolver não esteja na nossa lista, busque identificá-la e trabalhar para superá-la – e lembre-se sempre de explicar como você está trabalhando para superar suas deficiências.

Apresentando o problema e a solução, você pode transformar sua fraqueza em um ponto forte. Aqui estão alguns exemplos dos melhores pontos fracos a serem mencionados em uma entrevista, segundo o Indeed.

#1 Eu me concentro demais nos detalhes

Ser orientado aos detalhes normalmente é uma coisa boa, mas se você é alguém que tende a gastar muito tempo neles também pode ser considerado um ponto fraco. Apesar disso, ao compartilhar que se concentra muito nos detalhes, você mostra ao entrevistador que é capaz de ajudar a organização a evitar até mesmo pequenos erros.

Entretanto, certifique-se de explicar como você está fazendo melhorias nesta área, tendo em vista o quadro geral. Embora os empregadores possam não amar a ideia de ter um funcionário que se preocupa com os pontos mais delicados, um candidato que garanta qualidade e busca pelo equilíbrio pode ser um grande trunfo.

Exemplo:

“Minha maior fraqueza é que às vezes me concentro demais nos detalhes de um projeto e passo muito tempo analisando os pontos mais delicados. Tenho me esforçado para melhorar nessa área, verificando-me em intervalos regulares e dando a mim mesmo/a a chance de voltar a me concentrar no contexto geral. Dessa forma, ainda posso garantir a qualidade sem ficar tão preso aos detalhes, a ponto de afetar minha produtividade ou a capacidade da equipe de cumprir o prazo.”

#2 Tenho dificuldade em abandonar um projeto

Quando você despende muito tempo e esforço em algo, é fácil ficar apreensivo em marcá-lo como concluído ou repassá-lo para outra equipe. Sempre há espaço para melhorias e algumas pessoas tendem a criticar demais seu próprio trabalho ou tentar mudanças de última hora – o que pode ameaçar o cronograma.

Ao mesmo tempo, no entanto, análises de última hora podem ajudar a eliminar erros e tornar o produto final mais refinado. Se este for o seu ponto fraco, compartilhe como você está se esforçando para melhorar, estabelecendo um prazo para todas as revisões e sendo proativo em relação às mudanças, de modo que não espere até o último minuto.

Exemplo:

“Minha maior fraqueza é que às vezes tenho dificuldade em abrir mão de um projeto. Sou o maior crítico do meu próprio trabalho. Sempre posso encontrar algo que precisa ser melhorado ou alterado. Para me ajudar a melhorar nessa área, estabeleço prazos para revisões. Isso ajuda a garantir que não vou fazer alterações de última hora.”

#3 Tenho dificuldade em dizer “não”

Ajudar colegas em projetos e gerenciar adequadamente sua carga de trabalho é um equilíbrio perfeito. Do ponto de vista do empregador, alguém que aceita todas as solicitações parece dedicado e ansioso – mas também pode ser alguém que não conhece seus limites e acaba precisando de ajuda ou de extensões de prazo para concluir o seu trabalho.

Se você está tão ansioso para assumir novos projetos que não consegue dizer “não”, compartilhe como está trabalhando para se autogerir melhor, organizando suas tarefas e definindo expectativas mais realistas consigo mesmo – bem como com aqueles ao seu redor.

Exemplo:

“Minha maior fraqueza é que às vezes tenho dificuldade em dizer ‘não’ às solicitações e acabo aceitando mais do que posso suportar. No passado, isso me fazia sentir estressado ou exausto. Para me ajudar a melhorar nessa área, uso um aplicativo de gerenciamento de projetos para visualizar quanto trabalho tenho em um determinado momento e saber se tenho ou não disposição para assumir mais.”

#4 Fico impaciente quando os projetos vão além do prazo

Embora expressar estresse ou frustração com prazos não-cumpridos possa ser considerado uma fraqueza, os empregadores valorizam os trabalhadores que dão importância a eles e se esforçam para manter os projetos dentro do cronograma planejado.

Se você está usando isso como seu ponto fraco na entrevista de emprego, estruture sua resposta para se concentrar em como você aprecia o trabalho concluído no prazo e em como está se aperfeiçoando para melhorar os processos a fim de realizar o trabalho com mais eficiência.

Exemplo:

“Minha maior fraqueza é que fico impaciente quando os projetos passam do prazo. Sou um defensor das datas de entrega e fico desconfortável quando o trabalho não é concluído a tempo. Para evitar isso, comecei a ser mais proativo e prestando atenção em como estou reagindo para ter certeza de que estou sendo motivador e ajudando a promover a eficiência”.

#5 Eu poderia ter mais habilidade com…

Cada candidato tem áreas para melhorar em sua especialização. Talvez seja algo específico, como criar tabelas dinâmicas no Excel. Talvez seja uma habilidade como matemática, redação ou falar em público.

Seja qual for o caso, compartilhar algo que você deseja melhorar mostra ao entrevistador que você está autoconsciente e gosta de se desafiar. Certifique-se, no entanto, de não responder com uma fraqueza que é essencial para a função.

Algumas áreas comuns nas quais as pessoas podem precisar ter experiência incluem:

  • Comunicação verbal
  • Comunicação escrita
  • Liderança de equipe
  • Análise e interpretação de dados
  • Delegar tarefas
  • Fornecer críticas construtivas
  • Programas específicos (por exemplo, “Gostaria de melhorar minhas habilidades de apresentação do PowerPoint”)

Leia também: Pontos fortes e pontos fracos: saiba como identificá-los e em quais focar seu desenvolvimento

#6 Às vezes me sinto inseguro

A falta de confiança é uma fraqueza comum, especialmente entre os colaboradores iniciantes. Porém, sentir insegurança às vezes pode causar ineficiências em seu trabalho. Por exemplo, você pode se sentir desqualificado para falar em uma reunião importante quando sua ideia poderia ajudar a equipe a atingir uma meta.

Por isso, embora ser humilde ao trabalhar com outras pessoas possa ser útil, também é necessário manter uma certa confiança para fazer seu trabalho em um nível ideal. Se esta for a fraqueza que você escolheu apresentar em sua entrevista, enfatize por que você valoriza a confiança – sua compreensão do valor que oferece e as maneiras como você tem praticado para demonstrar confiança no local de trabalho (mesmo quando nem sempre você pode sentir isso).

Exemplo:

“No passado, tive dificuldades para manter a minha autoconfiança. Hoje tenho um documento editável no qual faço anotações dos impactos que causei em minha equipe e na minha organização, para entender melhor por que devo confiar nas habilidades e talentos únicos ofereço.

Também fiz questão de expressar minhas ideias e opiniões durante as reuniões, quando acho que são apropriadas e agregam valor à conversa. Por conta disso, nossa equipe acabou adotando minha ideia para um novo processo de financiamento, o que resultou em uma redução de 10% no tempo de planejamento do nosso orçamento anual.”

#7 Posso ter problemas para pedir ajuda

Pedir ajuda é uma habilidade necessária quando você não tem experiência em uma determinada área, ou está se sentindo esgotado ou não consegue lidar com sua carga de trabalho. Saber quando e como pedir ajuda mostra um forte autoconhecimento e ajuda a organização a se antecipar a uma possível ineficiência.

Embora ser independente sejam qualidades positivas, a empresa deve saber quando você precisa de ajuda. Explique como e por que você sabe que é benéfico obter auxílio e as maneiras como você tem melhorado essa habilidade.

Exemplo:

“Porque sou independente e gosto de trabalhar rapidamente, tenho dificuldades para pedir ajuda quando preciso. Aprendi que é muito mais benéfico para mim e para a empresa entrar em contato quando não entendo algo ou me sinto esgotado com minha carga de trabalho.

Também entendo que muitos profissionais ao meu redor têm conhecimentos e habilidades específicas que podem tornar meu trabalho melhor. Agora que estou focando nisso, tenho conseguido produzir trabalhos de alta qualidade também como resultado da ajuda das pessoas ao meu redor.”

#8 Tenho dificuldades com alguns tipos de personalidades

Mesmo as pessoas mais flexíveis podem ter problemas para trabalhar com outras que têm certas características ou traços de personalidade. Ter boas habilidades de trabalho em equipe também significa ter uma forte consciência de como você trabalha com outras pessoas e de como é possível ajustar sua abordagem para melhor atuar na organização.

Se isso foi uma fraqueza sua no passado, explique os tipos de personalidade com os quais você teve dificuldade em trabalhar e identifique os motivos. Em seguida, discuta as maneiras pelas quais você ajustou sua comunicação ou estilo de trabalho para trabalhar melhor em prol de um objetivo comum.

Exemplo:

“No passado, achei difícil trabalhar com tipos de personalidades agressivos. Embora eu entenda que a diversidade de personalidades torna um negócio forte, tendo a silenciar minhas próprias ideias e opiniões em torno de colegas mais agitados.

Para combater isso, fiz questão de passar mais tempo com colegas com os quais me sinto desconfortável em trabalhar. Ao aprender mais sobre eles, seu estilo de comunicação e motivações, sou mais capaz de colaborar com esses tipos de personalidade para que ambos contribuamos igualmente com nossos pontos fortes e habilidades.”

#9 Pode ser difícil para mim manter um equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal

Encontrar o equilíbrio entre trabalho/vida pessoal é importante para manter a motivação no trabalho. Embora seja certamente honroso e demonstre uma forte ética dedicar seu tempo e energia ao trabalho, também é necessário priorizar o descanso, as férias, a convivência com a família e os hobbies.

Isso pode ajudá-lo a se sentir renovado quando está no trabalho e pode aumentar a motivação, a criatividade e apoiar uma perspectiva positiva. Se esta é a fraqueza que você escolheu apresentar durante a entrevista, explique as maneiras que você aprendeu a equilibrar vida e trabalho e como você viu seu trabalho melhorar como resultado. Você também pode explicar que o equilíbrio entre vida e trabalho é algo que considera importante na função para a qual está se candidatando.

Antes de fornecer isso como um exemplo, você deve fazer uma longa pesquisa sobre a cultura da empresa em questão. Afinal, se você está entrevistando para uma posição em que é necessário ter o telefone ligado e disponível o tempo todo, talvez não seja a resposta que eles desejam ouvir se você disser que desliga o telefone à noite para ter o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

Exemplo:

“Como realmente amo meu trabalho e tenho metas profissionais ambiciosas, pode ser difícil para mim manter um equilíbrio saudável entre o trabalho e minha vida pessoal. Tenho visto um impacto negativo em minha motivação e foco quando ignoro minhas necessidades pessoais.

Como resultado, fiz questão de me concentrar em criar espaço em minha agenda para focar no voluntariado e em passar tempo com minha família. Realizar pequenas ações, como colocar meu telefone no modo silencioso durante o jantar, é útil. Quando mantenho um bom equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, descobri que meu resultado é mais qualitativo, posso trabalhar mais e me sinto animado para ir trabalhar pela manhã.”

#10 Posso me sentir desconfortável trabalhando com ambiguidade

Muitos empregos exigem candidatos que se sintam confortáveis ​​para definir tarefas individualmente e trabalhar em prol de metas. Isso significa que eles devem ser experientes, atenciosos e responsáveis ​​com possíveis ambiguidades no trabalho. Embora seja certamente uma habilidade benéfica seguir de perto as instruções detalhadas, também é necessário ser capaz de determinar autonomamente o que é necessário para atingir o resultado desejado.

Se esse é o ponto fraco que você está apresentando em uma entrevista, explique algum sucesso que obteve seguindo instruções, mas também o seu potencial de carreira ao encontrar um equilíbrio com as inconstâncias. Você também deve explicar as etapas que está realizando para definir seu dia de trabalho ao receber tarefas ou objetivos indefinidos.

Exemplo:

“Em meu último cargo como estagiário de Marketing, meu supervisor deu instruções muito específicas sobre minhas responsabilidades. Como me familiarizei com uma direção forte, tendo a ficar inseguro ao abordar uma tarefa ou objetivo ambíguo.

Para lida com isso, criei uma estrutura pessoal para momentos em que me sinto incapaz ou confuso por uma tarefa ambígua, incluindo a realização de pesquisas estruturadas e pedindo conselhos a especialistas no assunto. Fazer isso me ajudou a ter sucesso ao trabalhar em tarefas ambíguas ou em direção a metas menos específicas ou definidas.”

Entrevista de emprego: guia completo para você conquistar a vaga dos seus sonhos

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!
Casdastro realizado, fique ligado para os conteúdos exclusivos!
Seu cadastro não foi realizado, tente novamente!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: