Um Projeto: Fundação Estudar
Pessoas trabalham em coworking aberto e bem iluminado

Manual de sobrevivência em um coworking

Por Rafael Carvalho

O Na Prática elaborou dez dicas para você não ter problemas ao trabalhar nesses ambientes colaborativos

Os coworkings, tendência importada dos Estados Unidos, já são uma realidade nas grandes cidades brasileiras. Tratam-se de ambientes de trabalho colaborativos, compartilhados por diversas empresas, e que costumam abrigar muitas startups que não precisam ou ainda não têm condições de abrir uma sede própria.

As vantagens de se trabalhar nesses espaços colaborativos são muitas, mas é preciso lembrar de algumas regras básicas para uma convivência harmoniosa nesses locais.

Como funciona o coworking

Existem diversos tipos de coworkings por aí, cada um mais indicado para os serviços que a empresa precisa. Aguns são 24h e outros oferecem entregas com motoboys, por exemplo. São frequentados por pessoas diferentes publicitários, jornalistas, designers, advogados, arquitetos, engenheiros, vendedores, tradutores e tantos outros e por isso mesmo proporcionam uma troca pessoal e profissional bastante rica.

Por outro lado, todos esses profissionais costumam se comportar de maneiras diversas e são acostumados com rotinas e ambientes de trabalho diferentes.

Baixe o Ebook: Como é trabalhar em uma startup? 8 dicas para embarcar nessa!

Assim, o bom senso é fundamental para que um não invada e interfira no espaço do outro. Para ajudar quem vai trabalhar em uma startup sediada em um coworking, ou que já trabalha em um e está tendo problemas por lá, ouvimos as principais reclamações — tanto dos usuários como dos próprios gerentes dos coworkings — e elaboramos um pequeno manual de convivência. Nunca é demais lembrar que cada coworking tem suas regras próprias, mas se você se atentar aos tópicos abaixo, dificilmente andará fora da linha.

Dicas para trabalhar em coworking

Confira a seguir as dez dicas para você extrair o máximo desse ambiente e evitar momentos de stress. 

1. Use fone de ouvido: Trabalhar escutando música é uma delícia, mas nem todo mundo é obrigado a ter o mesmo gosto musical. Usar fone de ouvido é fundamental, até mesmo para assistir aos vídeos no Youtube.

2. Fale baixo ao telefone: O barulho faz parte do ambiente de um coworking (não se trata de uma biblioteca), mas você deve se lembrar que as pessoas estão ali para trabalhar. Imagine se todos, ao mesmo tempo, resolverem falar alto ou gargalhar durante uma ligação?

3. Reuniões nos espaços reservados: Os coworkings possuem locais apropriados para as reuniões. Por mais que o assunto seja urgente, espere o momento certo para compartilha-lo com sua equipe sem atrapalhar os demais.

4. Interaja: Almoce junto com outras pessoas! Em coworkings é comum a existência de espaços destinados às refeições, que são usados no café da manhã, almoço e nos happy hours. Aproveite a oportunidade. Reserve um tempo na sua agenda para interagir com pessoas novas.

5. Na cozinha: A cozinha é um local “sagrado” nos coworkings. Organize toda a bagunça que você produziu e deixe tudo como encontrou. Ah, e nem pense em tocar no lanche de alguém que está na geladeira, mesmo que a fome já tenha atingido limites intoleráveis…

Leia também: O lado bom e o lado ruim de trabalhar em uma startup

6. Organize seu espaço: Lembre-se que o espaço é de todos. As mesas podem ser compartilhadas e não pega bem empilhar livros, documentos e outros papéis ao seu redor. Gera uma sensação de desorganização no ambiente.

7. Atenção aos horários: Não espere que o funcionário do coworking te avise que o local está para fechar ou dê algum sinal como apagar a luz. Se ainda falta trabalho a fazer, continue em casa ou procure um coworking que funcione 24h por dia!

8. Seja simpático: Um simples “bom dia” para a pessoa ao lado pode significar o início de uma amizade ou até mesmo de uma parceria profissional. Lembre-se que os negócios nas startups são multidisciplinares e você pode estar ao lado da pessoa certa para sua empresa.

9. Se vire: Os coworkings presumem que você consegue resolver a maioria dos seus problemas. Portanto, leia os quadros de avisos e observe bastante antes de sair perguntando qual a senha do Wi-Fi por aí.

10. Tomadas para todos: Não monopolize as tomadas existentes no ambiente carregando seus oito aparelhos de celular. Em tempos de baterias viciadas, todo mundo precisa carregar o telefone ou o notebook várias vezes ao dia, então use o bom senso e reveze com quem trabalha ao seu lado.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo