Um Projeto: Fundação Estudar
Pessoas sentadas trabalham com laptops no colo

Universidade lança simulador virtual de negócios para capacitar empreendedores

Por Rafael Carvalho

Já pensou em ter uma experiência online simulando os desafios de um empreendedor? É essa a proposta do jogo desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

A Incubadora de Empresas do Coppe (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), lançou a ferramenta educacional “Empreendedores – O Jogo de Negócios”, que simula uma empresa e dá aos participantes a oportunidade de tomar decisões comuns no dia a dia de um empreendedor.

Leia também: Por que trabalhar em uma startup antes de começar a sua?

Treinamento “Com isso, ele começa a perceber as deficiências do negócio e vai buscar, dentro do próprio software, as informações”, disse o gerente de projetos da incubadora, Marcelo Cunha. Segundo ele, o jogo ajudará a capacitar os participantes. “Isso é que é legal. Ele está aprendendo de forma diferenciada”.

De acordo com Cunha, os maiores interessados no jogo são estudantes universitários, mas a ideia é estimular o espírito empreendedor entre os brasileiros, “sem limite de idade ou de formação”.

Trata-se, na realidade, de uma competição, que será realizada totalmente no ambiente virtual. Cada grupo inscrito no jogo criará uma empresa fictícia. Em seguida, os jogadores terão de tomar decisões de gerenciamento, usando estratégias de marketing, finanças, gestão de pessoas, produção e inovação, com base em análises sobre os concorrentes e o mercado em determinadas condições econômicas. O projeto foi desenvolvido em parceria com a operadora de telecomunicações Oi.

Leia também: Seis lições de Jorge Paulo Lemann para empreendedores

Como participar? As inscrições para o jogo podem ser feitas por aqui até o dia 19 de março, e o jogo será ativado em abril.

Ao fazer o cadastro, o participante decidirá se prefere criar a sua equipe, trazendo amigos e colegas, ou se irá participar de alguma equipe em formação, podendo ser convidado algum participante já inscrito. As equipes terão de dois a cinco integrantes.

No final, os organizadores do jogo apontarão os vencedores. O prêmio é uma viagem de dez dias a Portugal, que incluirá visitas técnicas, cursos de empreendedorismo e oficinas de inovação.

Não há limite de número de participantes e nem pré-requisitos para a inscrição. Segundo Cunha, basta ter vontade de participar e querer se capacitar. “A própria metodologia do jogo faz o nivelamento das pessoas”, explicou. O resultado do jogo de negócios será divulgado no dia 10 de agosto.

Este artigo foi originalmente publicado em Agência Brasil 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo