Um Projeto: Fundação Estudar
Analista Financeiro Carreira

Como se destacar na carreira de analista financeiro?

Por Rafael Carvalho

Especialista em treinamentos na área de finanças explica as atitudes que fazem um analista financeiro se sobressair em seu trabalho

Por meio do nosso trabalho de treinar analistas financeiros, com o curso de Financial Modeling and Valuation e os preparatórios para certificações (CFA, CFP, CGA, entre outras), conseguimos desenvolver uma compreensão clara das habilidades fundamentais que os analistas devem dominar para serem bem sucedidos. A seguir, compartilhamos as atitudes mais importantes que fazem com que analistas financeiros alcancem excelência no que fazem:

Tenha proficiência em Microsoft Excel e contabilidade financeira

Analistas devem estar bem confortáveis com as ferramentas que usam no dia a dia, como o próprio Microsoft Excel ou outros programas de finanças necessários para analisar dados. Também precisam entender como ler e interpretar relatórios financeiros, e possuir uma base sólida em contabilidade.

Pense no todo

No trabalho de um analista, é necessário reunir informações, apresentar relatórios financeiros e tirar conclusões a partir disso. Dependendo da complexidade da empresa ou do projeto que está sendo analisado, é fácil se perder no meio de números. Os melhores analistas jamais deixam isso acontecer. Eles sabem o que faz sentido e para os objetivos da companhia, e o que não é tão relevante. Ter conhecimento do que é importante (ou não) permite que foquem no todo ao comunicar seus resultados e análises.

Leia também: As possibilidades de carreira para um analista financeiro

Entenda o negócio para além dos números

É fácil para um analista focar somente nos números financeiros do negócio, entregar as análises necessárias e partir para a próxima tarefa. Os bons analistas vão além dessa abordagem, e procuram entender de verdade o negócio que estão analisando. Eles falam com os gerentes de produto, os vendedores e os clientes. Eles sabem de onde vêm os lucros da empresa, e em que áreas isso ainda não está claro. De maneira geral, têm em mente a estratégia da empresa e seus objetivos sempre que desenvolvem uma análise, entregando um trabalho muito mais perspicaz e útil.

Faça os números contarem uma história

Embora analistas devam ser capazes de calcular taxas de crescimento, racios e margens baseados nos dados financeiros da companhia, os bons analistas usam esses mesmos números e análises para contar uma história. Em outras palavras, são capazes de tirar insights e conclusões do trabalho que fazem, e usam liguagem clara e concisa na hora de comunicar isso aos tomadores de decisão na empresa.

Leia também: Veja a rotina de um analista no banco Goldman Sachs

Antecipe a mudança e seu impacto

Bons analistas sabem que o cenário de hoje não será necessariamente o mesmo amanhã, e devem estar preparados para mudanças em fatores macroeconômicos, regulações governamentais e comportamento dos competidores. Muitos analistas somente reagem a essas mudanças e começam a interpretam os impactos depois que os eventos ocorrem. Bons analistas antecipam essas mudanças e já testam outros potenciais cenários para entender melhor quais podem ser os impactos, e estão preparados antes de qualquer coisa acontecer.

Busque feedback para melhorar sua performance

Os melhores analistas nunca estão satisfeitos com seu trabalho, de modo que sempre buscam melhorar. Eles procuram ter feedback constante de seus clientes e colegas para melhorar performance e apresentação. Esses pedidos de feedback podem ser feitos formalmente, por meio de pesquisas e questionários, ou informalmente, com uma conversa. A questão é que os bons analistas sempre querem melhorar, e sabem buscar ajuda e orientação para atingir esse objetivo.

Darrin Kerr, CFA é sócio na FK Partners, empresa de treinamentos em certificações financeiras, incluindo CFA, oferece cursos presenciais e online, além de cursos customizados na área de finanças, como Modelagem Financeira e Valuation. Apoia os estudantes que desejam estudar no exterior, com preparação de GMAT, GRE e SAT. Trabalhou anteriormente como Analista de Sell Side na Merrill Lynch e Morgan Stanley.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo