Um Projeto: Fundação Estudar

Certificações: um passo importante para a área de finanças

Por Cecília Araújo

CNPI, CFP, CGA, CFA: cada certificação serve a uma função específica no mercado financeiro. Confira o que explica o especialista

Para qualquer estudante de Direito, o final do curso é um momento de expectativas e ansiedade. As expectativas vêm da nova fase da vida que começará logo após o recebimento do diploma. A ansiedade vem do fato que muitos dos novos bacharéis não poderão exercer plenamente sua profissão de advogado enquanto não passarem no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil – esse processo assegura que os candidatos que passaram na prova possuem o conhecimento e prática necessários para desempenhar a profissão.

Outra fonte de preocupação para grande parte da população, depois da própria saúde, são as suas finanças. Nada mais justo que os órgãos responsáveis pelo bom funcionamento do mercado financeiro criassem os mesmos mecanismos para assegurar a qualidade dos serviços prestados. Nesse processo de certificação, os responsáveis por emitir opiniões sobre empresas, fazer a gestão de recursos ou terceirizar o serviço de administração de fortunas, entre outros, são obrigados a se submeter a testes que avaliam seu conhecimento sobre a área que atuam. Essa especialização é extremamente importante, pois no mercado financeiro há um leque enorme de funções, e cada uma exige conhecimentos e qualidades específicas de seus profissionais.

Devido à quantidade de produtos ofertados aos clientes e à magnitude das crises econômicas por que passamos nos últimos anos, os órgãos reguladores têm se preocupado principalmente com a adequação do produto ao cliente no momento da venda. Não existe produto errado ou certo, o que deve ser evitado é que seja oferecido ao cliente algo que não se adequa ao seu perfil. Em outras palavras, você pode até comprar um sapato um número menor que o seu porque o achou muito bonito, mas ele com certeza vai apertará o seu pé.

O maior beneficiado com esse processo de certificação de profissionais são os clientes, pois contarão com pessoas capacitadas para ajudá-lo em todo o processo de investimento. Uma matéria comum a todas as certificações é Ética. Isso reflete a preocupação dos reguladores em assegurar aos clientes que os profissionais coloquem os seus próprios interesses em segundo plano e que os clientes sejam tratados de maneira justa e correta.

Atualmente, as certificações financeiras que despertam um interesse maior por parte dos profissionais são CNPI, CFP®, CGA e CFA®. Saiba para qual função específica no mercado financeiro cada uma delas serve:

CNPI (Programa de Certificação Nacional)

É um exame realizado pela APIMEC (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) e tem como público-alvo os profissionais que realizam análise e emitem relatórios referentes a valores mobiliários (ações e títulos de renda fixa). Esses relatórios são fruto de pesquisas fundamentalistas, em que o analista expõe suas opiniões sobre os ativos e servem de base para muitas decisões de investimento. Cada profissional agenda uma data de exame que lhe convém. Essa certificação abrange, entre outras matérias, Mercado de Capitais, principais produtos financeiros e um grande foco em relatórios financeiros e contabilidade.

CFP® (Certified Financial Planner)

É uma certificação cujos direitos são detidos pelo IBCPF (Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros) e tem como público-alvo os Private Bankers, Planejadores Financeiros e gerentes de relacionamento que auxiliam os clientes de alta renda. Além de produtos financeiros e gestão de carteiras de investimentos, os candidatos aprendem sobre planejamento sucessório, fiscal, de aposentadoria, gestão de riscos através de seguros e o planejamento financeiro como um todo. Essa certificação, que ocorre duas vezes ao ano nos meses de junho e novembro, está passando por uma reformulação para acrescentar novos tópicos cobrados nos exames de 2015. O CFP® é um grande diferencial para os profissionais que desejam ingressar no mundo da gestão de patrimônio de clientes de alta renda.

A Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) criou a certificação CGA (Certificado de Gestores ANBIMA) que tem como público-alvo os profissionais que fazem a gestão (decisão sobre investimentos) de ativos de terceiros. Com um volume sob gestão maior que R$ 2 trilhões, é natural que esses profissionais sejam avaliados. O exame acontece 4 vezes ao ano, e tópicos como precificação de ativos, análise de relatórios, processo de investimentos são enfatizados. Essa prova é obrigatória para os gestores que entram no mercado e possui um grau de conhecimento técnico financeiro bastante elevado.

CFA® (Chartered Financial Analyst)

É realizado pelo CFA Institute, uma entidade criada há mais de 50 anos nos Estados Unidos. Essa certificação vem crescendo muito no mundo todo nos últimos anos e hoje conta com aproximadamente 700 profissionais certificados no Brasil para mais de 120 mil ao redor do globo. Diferente das outras certificações citadas essa não é obrigatória em nenhum campo do mercado financeiro mas é a mais desejada por todos pelo amplo conhecimento adquirido nos três exames que os candidatos se submetem para obter a certificação. Hoje em dia é vista pelo mercado como um MBA em finanças e para o primeiro nível as provas acontecem nos meses de junho e dezembro.

Esteja certo de que, se o mercado financeiro for o seu destino, você terá dois sentimentos quando arrumar um emprego: a expectativa pelos novos desafios e aprendizados que virão e a ansiedade que antecede qualquer exame de certificação ao qual você vai se submeter.

Pablo Camargo, CFA é sócio-gerente na FK Partners, empresa de treinamentos em certificações financeiras que oferece cursos presenciais e online, além de cursos customizados na área de finanças e apoio aos estudantes que desejam estudar no exterior. Trabalhou anteriormente como Portfolio Manager e Trader de grandes instituições brasileiras e estrangeiras.

Esta reportagem faz parte da seção Explore, que reúne uma série de conteúdos exclusivos sobre carreira em negócios. Nela, explicamos como funciona, como é na prática e como entrar em diversas indústrias e funções. Nosso objetivo é te dar algumas coordenadas para você ter uma ideia mais real do que vai encontrar no dia a dia de trabalho em diferentes setores e áreas de atuação.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo