Um Projeto: Fundação Estudar
Jovens usam ferramenta design thinking em reunião de trabalho

Marketing e vendas: o cliente em primeiro lugar

Por Tiago Mittraud

Conheça mais a fundo essas funções tão relacionadas quanto complexas, que envolvem criatividade, estratégia, conhecimento de mercado e boa dose de ousadia

De nada adianta uma empresa ter o presidente mais visionário ou a fábrica mais eficiente se ela não tem uma boa estratégia para vender seus produtos. Quem cuida disso nas companhias são as áreas de marketing e de vendas. Sabe quando um comercial de cheeseburger com batata frita deixa você com água na boca? Ou quando você vai passear no shopping e compra por impulso um relógio na promoção? Esse é o resultado de estratégias criadas pelos profissionais de marketing e vendas. Isso parece simples, mas estas são funções bastante complexas, que envolvem conhecimento de mercado e uma boa dose de ousadia.

Leia também: O dia de um gerente de marketing de categoria do Boticário

Por muito tempo, o papel de uma empresa era fabricar e vender. Mas, no início do século passado, quando uma infinidade de companhias surgiu no mercado, descobriu-se que se saía melhor quem dava mais atenção ao consumidor. Depois, foi possível perceber que clientes satisfeitos falavam bem da empresa para os amigos, e eles também se tornavam futuros compradores. Essa influência também acontecia com os clientes insatisfeitos, mas de modo inverso: eles falavam mal do produto para os amigos, que perdiam o interesse na compra. Mas como identificar e satisfazer as necessidades dos consumidores? A ciência conhecida como marketing, que está cada vez mais associada à área de vendas, surgiu exatamente para responder a esta pergunta.

O que fazem as equipes de marketing e vendas

São os profissionais de marketing e vendas que cuidam do relacionamento entre cliente e empresa em todos os momentos. Em uma empresa fabricante de tênis de corrida, por exemplo, ele pensaria a estratégia de cada uma das etapas, da criação à divulgação e venda de um novo produto. Funciona assim:

1. Criação
O gosto dos consumidores muda o tempo todo – por isso, a equipe de marketing deve estar em contato constante com eles para perceber esses sinais e reportar à empresa. Para criar um novo produto, cabe ao profissional acompanhar o que é tendência de consumo dentro e fora do país, como cores da moda ou novas tecnologias de amortecimento. Assim, ele pode ajudar a equipe técnica na hora de criar novos modelos, que devem estar alinhados ao gosto dos clientes – mas sem perder a identidade da marca.

2. Divulgação
Com o produto pronto, chega a hora de cuidar da divulgação. É o profissional de marketing que senta com a agência de publicidade para pensar nas campanhas publicitárias. Ele também mune de informações os vendedores das lojas para ajudar nas vendas. No Brasil, a divulgação é especialmente desafiadora porque somos um país com diversas culturas. Isso também deve ser levado em consideração pelos profissionais da área.

3. Vendas
Se a comercialização do produto está atingindo as metas, são as equipes de marketing e de vendas que fazem a ponte com o restante da empresa para sugerir a manutenção da estratégia. Caso algo esteja errado, também são esses profissionais que podem sugerir uma alteração drástica no modo como o produto é apresentado ao consumidor, inclusive sua visibilidade nos pontos de venda.

4. Pós-venda
O time também é responsável pela estratégia de atendimento pós-venda, como entender e indicar os melhores canais para que os consumidores possam tirar dúvidas, trocar produtos ou sugerir melhorias.  É o chamado marketing de experiência, tendência na última década. Entre as ferramentas para manter contato com os consumidores, no caso de uma fabricante de tênis de corrida, está a promoção de eventos, provas de atletismo, e a criação de conteúdo específico – como um guia com dicas de saúde para quem pratica esportes. Ultimamente, as redes sociais têm ajudado bastante as empresas a se aproximar dos clientes de um modo até então nunca visto.

Leia também: Sete dicas para quem sonha em trabalhar na indústria de bens de consumo

Esta reportagem faz parte da seção Explore, que reúne uma série de conteúdos exclusivos sobre carreira em negócios. Nela, explicamos como funciona, como é na prática e como entrar em diversas indústrias e funções. Nosso objetivo é te dar algumas coordenadas para você ter uma ideia mais real do que vai encontrar no dia a dia de trabalho em diferentes setores e áreas de atuação.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo