Um Projeto: Fundação Estudar
encontrar seu propósito

Como a inteligência emocional te ajuda a encontrar seu propósito

Por Suria Barbosa

Propósito é a intersecção entre fatores como vocação, missão, paixão e profissão. Entenda como a sua inteligência emocional pode impactar positivamente na descoberta – e até na sua busca – pelo seu propósito.

Você sabe o que é propósito? Propósito é a intersecção entre fatores como vocação, missão, paixão e profissão. Com o que você quer contribuir? Qual seu objetivo de vida? Não é algo fácil de se pensar, mas ter inteligência emocional ajuda. Tanto a descobrir ou chegar mais perto de descobrir seu propósito, quanto a se motivar para ir atrás do que é preciso para alcançá-lo.

Para entender, é útil saber quais são os pilares fundamentais da inteligência emocional:, segundo Daniel Goleman, o psicólogo mais reconhecido quando se trata do tema.

  • Autoconsciência – capacidade de reconhecer as próprias emoções
  • Autorregulação – capacidade de lidar com as próprias emoções
  • Automotivação – capacidade de se motivar e de se manter motivado
  • Empatia – capacidade de enxergar as situações pela perspectiva dos outros

Faça o teste e descubra qual o seu nível de Inteligência Emocional! 

Como a inteligência emocional te ajuda a encontrar seu propósito

#1 Autoconsciência tem tudo a ver com propósito

A autoconsciência, essencial para desenvolver inteligência emocional, é muito benéfica na busca pelo propósito. 

Na prática, a autoconsciência ajuda a interpretar as próprias emoções, entender o que elas, de fato, querem dizer, fazer conexões com outros traços da sua personalidade. Esse processo de autorreflexão pode levar a resultados concretos como entender seus valores, interesses e até o propósito de vida. 

Existe um exercício focado nisso, que te ajuda a conectar os pontos para se guiar durante a trajetória. É o Mandala Ikigai – veja como fazer a sua aqui

Leia também: Como aumentar sua inteligência emocional

#2 Motivação vem (também) da inteligência emocional

O segundo ponto em que a inteligência emocional te ajuda em relação ao seu propósito é a motivação para seguir em direção a ele – ou objetivos que te levem mais perto dele. 

Como explicamos no início do texto, um dos pilares da IE é a Automotivação, que é a capacidade de se motivar e de se manter motivado.

Não quer dizer só nós levantar da cama para ir trabalhar. Estamos falando de sua motivação interior para realizar algo. A psicologia já comprovou que tem uma parte do cérebro que aumenta a atividade quando alguém pensa em alcançar um objetivo significativo.

Daniel Goleman sugere que, para começar a usar essa motivação, você precisa identificar seus próprios valores. A mandala Ikigai pode ajudar. Para ir mais fundo, conheça o curso Autoconhecimento Na Prática, da Fundação Estudar.

#3 Você vai mais longe – e se conhece melhor – com boas conexões

Por fim, conexões. Ter uma rede de contatos fortalecida pode te ajudar a ir muito mais longe, inclusive em direção ao seu propósito. Tanto facilitando acesso, quanto dando informações ou oferecendo suporte. 

E criar vínculos, como falamos no último episódio, é uma habilidade social, que compõe a inteligência emocional. 

Atenção: não vale só procurar as pessoas quando precisa de algo. O ponto aqui é criar conexões significativas se importando com os outros, ouvindo-os e estabelecendo confiança. 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo