Um Projeto: Fundação Estudar
Pessoas vestidas de maneira formal caminham

Como surgiu o mercado de consultorias?

Por Rafael Carvalho

Entenda a história por trás do surgimento do mercado de consultorias e como essa indústria evoluiu ao longo dos anos

Governos, empresas e outras organizações têm procurado o conselho de experts por milhares de anos. Ainda assim, as raízes da consultoria moderna, como a conhecemos hoje, surgiram entre a metade do século XIX e o início do XX, quando a Revolução Industrial criou uma necessidade de especialistas para assessorar empresas em questões de produção, recursos humanos e gestão.

Desde então, muitos eventos importantes, como os avanços na tecnologia e a criação de leis regulamentando as indústrias, acabaram moldando a evolução do mercado de consultorias até que ele se tornasse o campo high tech e multifacetado que é hoje.

Leia também: Recrutador da consultoria BCG dá dicas para se destacar em ‘case interviews’

Revolução Industrial Muitos acadêmicos da área costumam considerar a Arthur D. Little como a primeira empresa de consultoria propriamente dita – no caso, tratava-se de uma consultoria de gestão. Criada em 1886, em Boston (EUA), leva o nome de seu fundador, um professor do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts).

Nessa época, o crescimento da complexidade das indústrias nos Estados Unidos criou um mercado propício para que engenheiros, contadores e advogados também oferecessem conselhos corporativos de forma independente.

Em 1926, James O. McKinsey, um ex-professor de contabilidade da Universidade de Chicago, funda a McKinsey & Company em Chicago (EUA) – hoje uma das três maiores consultorias estratégicas do mundo, ao lado do Boston Consulting Group (BCG) e da Bain & Company. Ele acreditava que as empresas de consultoria para negócios deveriam dar um salto.

Leia também: Você sabe o que são auditorias e o que elas fazem?

Avanços estratégicos Se até então esse mercado consistia basicamente em dar conselhos sobre eficiência e eficácia para empresas ineficientes e que não estavam conseguindo atingir bons resultados, McKinsey queria expandi-lo para fornecer também conselhos de estratégia e gestão para empresas saudáveis que procuravam crescer e melhorar suas operações. Vale dizer que a crise de 1929 também acalorou a demanda por consultores para ajudar as empresas a sobreviver e prosperar durante este período econômico difícil.

McKinsey morreu repentinamente aos 48 anos, em 1937, e a empresa passou a ser liderada por um de seus sócios e protegido: Marvin Bower. Ele deu continuidade aos planos de seu mentor e introduziu uma cultura de profissionalismo para a indústria de consultoria, o que melhorou sua reputação e acelerou a rápida expansão do setor.

Leia também: Como funcionam as promoções ‘up-or-out’ nas consultorias estratégicas

O pai da consultoria Muitos consideram Marvin Bower como o pai do mercado profissional de consultoria. Ele foi uma das principais influências na McKinsey, desde sua contratação, em 1933, até sua aposentadoria, em 1995, e seu falecimento em 2003, aos 99 anos.

Suas decisões inspiraram outras empresas de consultoria a expandir suas ofertas de serviços (desde estratégias para melhorar a contabilidade e eficiência produtiva até conselhos sobre estrutura, gestão, marketing e distribuição), desenvolvendo também a reputação de profissionalismo que permanece até hoje.

Bower criou uma variedade de regras e práticas para incentivar essa profissionalização. Foi ele que começou a exigir, por exemplo, que seus consultores aderissem a um dress code formal – uma prática ainda bastante enraizada entre os consultores.

Formado em Direito na Universidade de Harvard, ele se esforçou para trazer as condutas profissionais desenvolvidas por séculos pelos escritórios de advocacia para o mercado ainda em desenvlvimento das consultorias. Aluno de MBA da mesma instituição, ele também começou a contratar para o cargo de consultores egressos de cursos de MBA em vez de experts de áreas específicas já estabelecidos no mercado, como se fazia até então.

Leia também: Presidente da TAM fala sobre experiência em consultoria e por que deixou a área

Meritocracia Bower também estruturou a McKinsey como um ambiente meritocrático, criando o conceito de up-or-out, que demanda que os funcionários estejam sempre progredindo em suas carreiras. Esta prática criou um ambiente de trabalho altamente competitivo, mas também de alto desempenho, com uma equipe capaz de obter excelentes resultados.

Durante a II Guerra Mundial, o governo norte americano empregou grande quantidade de consultores para ajudar na gestão das áreas militares, dando um grande impulso a essa indústria. Ao que tudo indicava, tratava-se de um setor promissor. A McKinsey, por exemplo, vinha obtendo altos lucros e já havia começado a abrir escritórios em outros países ao longo dos anos 1940 e 1950.

Nos anos 1960, surge nos Estados Unidos o movimento do “desenvolvimento organizacional”, que abordava a importância das pessoas e da cultura nas empresas e enfatizou a atuação dos consultores. Em 1963, é fundado o BCG, também com um enfoque estratégico. Na década de 1970, os serviços de consultoria tornaram-se extremamente populares, e nesse momento diversas outras empresas de consultoria dos Estados Unidos também expandiram-se internacionalmente.

Leia também: Por dentro da consultoria estratégica McKinsey & Company

Desenvolvimento tecnológico O surgimento do computador pessoal nos anos 1980 e da internet na década de 1990 criaram uma forte demanda por consultorias na área de tecnologia da informação, como a Accenture. Da mesma forma, o aumento da complexidade da legislação tributária e da regulamentação governamental sobre as empresas e os serviços financeiros aqueceram o mercado das auditorias e consultorias focadas na área fiscal e contábil, como EY, PwC e Deloitte.

No Brasil, o mercado de consultorias começou a se desenvolver na década 1960, acompanhando o crescimento da atividade industrial, e vem crescendo desde então, tanto por meio de consultorias nacionais como estrangeiras. As muitas fusões e aquisições, juntamente com uma série de privatizações que ocorreriam nas décadas seguintes dariam fôlego a esse mercado.

Leia também: Veja as etapas para chegar a sócio da consultoria Bain & Company

Esta reportagem faz parte da seção Explore, que reúne uma série de conteúdos exclusivos sobre carreira em negócios. Nela, explicamos como funciona, como é na prática e como entrar em diversas indústrias e funções. Nosso objetivo é te dar algumas coordenadas para você ter uma ideia mais real do que vai encontrar no dia a dia de trabalho em diferentes setores e áreas de atuação.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo