Um Projeto: Fundação Estudar
Mulher recebendo massagem facial

Mudança de carreira: de administradora de empresas à terapeuta holística e professora de Reike

Por Rafael Carvalho

"Atualmente a minha remuneração não chega nem perto do salário que eu tinha no meu último emprego, mas hoje eu não dependo de uma empresa para ter um trabalho", conta a terapeuta Lu Oliva

Imagine só a seguinte situação: você chega para trabalhar todos os dias desanimado e pede a Deus um novo emprego. Você acaba conseguindo trocar de emprego, ganha mais, mas aquela sensação não te abandona. No fundo, você sabe que não é aquilo que quer para a sua vida. Durante alguns anos, essa foi a rotina de Lu Oliva, que resolveu abandonar esse martírio matinal pelo qual passava em grandes empresas para ser feliz como terapeuta holística e professora de Reiki, técnica que consiste na captação e transmissão de energia através das mãos. De alguém que estava perdida profissionalmente no passado, hoje ela ajuda pessoas a se conhecerem melhor durante as sessões de terapia. Entenda como ocorreu essa mudança de carreira. 

Descubra o seu propósito no Autoconhecimento Na Prática, programa de autodesenvolvimento do Na Prática!

Primeiros passos

A vida profissional de Lu começou cedo, antes mesmo de entrar na faculdade. Ela foi aprovada em um concurso público e cursou Administração de Empresas simultaneamente. Assim que se graduou, veio a primeira grande mudança na sua carreira: abandonou a estabilidade e pediu demissão do cargo público. “Lembro-me bem da cara do meu superior quando pedi demissão. Ele achou muito estranho alguém sair de um emprego público”, relembra.

A partir daí, passou por vários empregos em grandes empresas privadas, e foi crescendo… Analista junior, analista pleno, analista senior, consultora de cargos e salário, dentre outros. Em comum, a mesma sensação: “O que eu mais me lembro era sentir um vazio, a sensação de não estar no caminho certo. Lembro que a volta de cada período de férias era uma tortura. As manhãs eram uma tortura. Eu sempre rezava e pedia a Deus um emprego que pudesse me fazer feliz.  Mudava de emprego, ganhava mais e a sensação desaparecia momentaneamente. Por um tempo eu me sentia estimulada, mas logo a frustação voltava ainda mais forte”, explica.

Quando o segundo filho nasceu, mais uma vez Lu resolveu pedir demissão e começou a pintar como hobby. “Comecei a pintar para aproveitar o tempo livre. Pintava camisetas e jeans. Eu usava, as pessoas gostavam e encomendavam. Tornei-me artesã e permaneci assim por três anos. Acho que a pintura foi a ponte que eu precisava para a verdadeira mudança profissional. Abriu a minha sensibilidade e aceitação para a chegada de algo totalmente novo e desconhecido para mim, a terapia holística”, ressalta.

Lu Oliva cita como grande marco para a mudança em sua vida uma conversa que teve com uma senhora humilde. “Um dia, uma senhora muito simples e sábia segurou a minha mão e disse que eu tinha mãos que curam… Não entendi isto na época e dentro da minha visão limitada resolvi fazer um curso de massagem relaxante. Acho que foi aí que o Universo resolveu me dar uma mãozinha (risos). Até hoje não entendo como, ao invés de me matricular em um curso de massagem, eu me matriculei em um curso de Reiki. Este foi o marco. O meu primeiro curso de Reiki”.

Leia também: Formado em Medicina, Fred Veloso encontrou sua vocação nos palcos

Autoconhecimento para mudança de carreira

O Reiki é um sistema natural de harmonização e reposição energética que mantém ou recupera a saúde, muito usado por pessoas estressadas com o dia a dia.  Com o Reiki, Lu Oliva passou a se conhecer melhor. “Depois do meu primeiro curso de Reiki comecei a me beneficiar da terapia vibracional. As sessões me ajudaram a conhecer o equilíbrio vibracional, eliminando os meus bloqueios e trazendo o autoconhecimento. A partir daí fiz vários cursos me tornando mestre em diversas modalidades de cura energética. E é este o meu trabalho atual. Sou terapeuta holística. Por meio de técnicas de cura vibracional ajudo as pessoas a promoverem o autoconhecimento e o equilíbrio emocional, mental e vibracional. De paciente me tornei terapeuta”, explica.

Já são nove anos atendendo profissionalmente como terapeuta holística e ela é responsável por quase tudo. “Não tenho secretária, eu mesma faço os agendamentos, a maioria solicitada por Whatsapp. Trabalho somente por indicação, não faço propagandas e não tenho vocação para a área de marketing. Um final de semana por mês, ministro cursos de Reiki. Como extensão do meu trabalho, faço limpeza energética em ambientes e pinto mandalas personalizadas sob encomendas. Atualmente voltei a pintar camisetas e jeans, depois de ter parado com a pintura por dez anos”, orgulha-se.

A nova rotina traz alguns benefícios difíceis de serem imaginados nos antigos empregos. “A minha qualidade de vida mudou muito. Hoje, eu faço os meus horários e isto para mim é qualidade de vida. Não tenho que lidar com a pressão do mundo corporativo. Não tenho que conviver com a competição e o estresse desses ambientes. Tenho tempo para meus filhos e para mim. Outra mudança valiosa  é a minha evolução pessoal. Tenho diariamente a oportunidade de aprender com cada pessoa que eu atendo. Isto não tem preço! Toda manhã sou grata ao meu dia de trabalho, bem ao contrário do que era antes”, afirma.

Sobre o aspecto financeiro, ela admite que ganhava mais nos antigos cargos, mas a independência parece compensar. “Esta estabilidade que o emprego oferece, considero ilusão. Você fica preso a um modelo trabalhista limitado. Este modelo te torna dependente, dificultando a descoberta de seus talentos mais profundos. Atualmente a minha remuneração não chega nem perto do salário que eu tinha no meu último emprego, mas hoje eu não dependo de uma empresa para ter um trabalho. Eu sou o meu trabalho… O meu talento é o meu trabalho. Sinto-me segura em saber que eu sou um ser produtivo e não preciso que alguém me diga o que fazer”, finaliza.

Leia também: De executivo em multinacional ao trabalho com turismo comunitário na Bahia

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo