Um Projeto: Fundação Estudar

Inbound recruiting: como as empresas estão aplicando conceitos de marketing para atrair talentos

Por Tatyane Mendes

Criado a partir de conceitos de marketing, o inbound recruiting é uma nova estratégia para alinhar a cultura e valores das organizações com a dos candidatos e atrair profissionais de forma mais segmentada.

As seleções vem evoluindo, principalmente levando em conta os interesses das empresas. Diretor da consultoria de marketing, vendas e inovação WAAH!, Eduardo Dantas explica que as organizações estão se preocupando cada vez mais com a imagem que projetam, não só para os clientes mas também para os profissionais do mercado. 

“Por isso, elas começaram a usar ferramentas e estratégias que antes eram aplicadas ao inbound marketing para atrair profissionais talentosos. A partir disso, surge o inbound recruiting. Os recrutadores conquistam talentos desenvolvendo conteúdo e projetando uma imagem de marca empregadora que seja atrativa”, explica Eduardo.

“Muito mais do que recrutar pessoas, é garantir que todo mundo que tenha contato com sua empresa, seja promotora dela. É criar uma experiência incrível para o candidato para que que ele consiga entender sobre sua organização e se é lá mesmo que ele quer estar”, complementa a head de gente e gestão do sistema de seleção e recrutamento Gupy, Stefanie Ferracciu.

Cursos da Fundação Estudar

Curso Processos Seletivos Na Prática: aprenda a se destacar e conquiste a vaga dos sonhos

Como o inbound recruiting é feito?

Por meio dos conteúdos divulgados pela marca, o candidato começa a se envolver no universo dela, seja por meio de redes sociais, pelo site, em eventos da organização, entre outros. Esse contato transmite ao profissional os valores que a empresa adota dentro do ambiente de trabalho.

Stefanie explica que dentro do inbound recruiting existem quatro vertentes:

  • atração (encantar o candidato e mostrar como funciona);
  • conversão (troca de ideias com os candidatos e esclarecer o processo);
  • fechamento (a experiência do candidato em si dentro do processo seletivo) e
  • encantamento (a empresa precisa manter um relacionamento com o candidato, sendo ele selecionado ou não). 

Para Eduardo, o lado positivo desse processo é atrair profissionais que já estão engajados com a marca, sua cultura e valores. “Isso auxilia até na integração da pessoa no ambiente e ela começa a ter um bom desempenho em menos tempo. Os dois lados ganham porque no final estamos falando de alinhamento de expectativas. A empresa deixa claro o que oferece e o profissional que sabe mostrar seu valor percebe o que encaixa para ele”, argumenta. 

Leia também: Por que o fit cultural é tão importante para os processos seletivos atuais

Como os candidatos podem se beneficiar?

#1 Aproxime-se da empresa em que tenha interesse, por meio de conteúdo online ou eventos

#2 Certifique-se que os seus valores estão alinhados com os da marca

#3 Inscreva-se no banco de talentos da organização, caso ela possua

#4 Fique atento ao que é publicado, principalmente sobre histórias de pessoas que entraram na empresa

#5 Tenha atitude e demonstre interesse em fazer parte daquela equipe

#6 Converse com alguém que já esteja dentro da empresa para confirmar o que é divulgado, por exemplo

#7 Entenda as posições que a empresa oferece e as habilidades que elas exigem

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo