Fundação Estudar - Na prática - Desenvolvimento pessoal e profissional de jovens

  • Home
  • >
  • Desenvolvimento
  • >
  • O que fazer ao cometer um erro no trabalho? 5 ações para corrigir o problema

O que fazer ao cometer um erro no trabalho? 5 ações para corrigir o problema

Uma das grande habilidades de profissionais maduros é a inteligência emocional. Com ela, conseguimos lidar com diversas situações adversas que, vez ou outra, aparecem diante de nós para serem resolvidas.

Imagine, por exemplo, que você comete um erro grave no trabalho. Nada relacionado a caráter, é claro, mas algo relacionado à sua função mesmo. Bom, nesse cenário, muitas situações são possíveis e há cenários em que você pode até ser demitido.

Essa possibilidade trágica pode gerar uma ansiedade extremamente negativa porque, se não a controlamos, é possível que nossas ações após um erro sejam ainda piores do que o erro em si.

Pensando nisso, o site especializado em carreira The Balance Carreers listou 5 ações (ou posturas) que podem ser pontos de partida para solucionar o problema

Ações para agir após cometer um erro

#1. Admita o erro

A primeira a coisa a ser feita, sem dúvidas, é admitir que errou. Muitas vezes, as pessoas à nossa volta tem plena convicção do que fizemos ou poderão, em algum momento, descobri-lo.

Além disso, esconder um erro pode fazer com que ele se torne maior ou fazer com que ele afete as outras pessoas da sua equipe ou o seu próprio desempenho de modo mais amplo.

#2. Apresente à sua liderança um plano para correção do erro

Uma habilidade importante para as organizações de hoje em dia é a de problem solving. Ou seja: pessoas capazes de compreender erros (seus, de outros ou de processos) e consertá-los costumam sair na frente para alcançar bons resultados.

Por isso, ainda que o erro seja algo negativo, procure criar um plano para consertá-lo e para controlar o processo eficaz que você desenhar. Assim, nem você nem outras pessoas estarão propensas a errar o mesmo ponto outra vez.

Leia também: O que são soft skills e como desenvolvê-las para crescer na carreira

#3. Não culpe os outros pelo seu erro

De forma alguma, em hipótese alguma, culpe os outros pelo seu erro. Pode ser que, às vezes, os trabalhos sejam feitos em equipe e que, de fato, outra pessoa tenha responsabilidade sobre o erro também. Porém, se você tem as ferramentas para corrigir um erro que partiu de você, seja honesto consigo mesmo e com os outros. Isso pode ser bom para você e para o seu networking geral com as pessoas da sua companhia.

Essa é, sem dúvida, uma diferença fundamental entre profissionais de juniores e profissionais mais experientes, que têm mais dimensão sobre suas responsabilidades quando comparados aos mais novos.

Leia mais: Qual a diferença entre cargos de nível Júnior, Pleno e Sênior?

#4. Peça desculpa, mas não “se crucifique”

Corrigir o erro deve ser algo sútil, sem alardes, e você não vai querer chamar a atenção das pessoas para você e para o seu erro por muito tempo. Por isso, peça desculpas, sim, mas supere a história e siga em frente. Até porque o ato de trazer o assunto à tona o tempo todo pode criar um estigma sobre você em relação ao seu erro.

Dessa forma, não se esqueça: o ideal é corrigir e não se martirizar publicamente sobre ter cometido um erro.

#5. Dedique um tempo extra para pôr o plano de correção em prática

Se for possível, desde que seja saudável, dedique um tempo extra para resolver o problema com base no plano que você apresentou à sua liderança. Faça isso como sinal de boa vontade e resiliência. Porém, não invada os limites da sua sanidade. Faça em pequenas partes, mas com eficiência.

O importante aqui é mais evidenciar que você está disposto a corrigir o problema e a torná-lo um aprendizado importante.

Conclusão

 

Busca cursos gratuitos de aperfeiçoamento profissional?

Então se liga nessa curadoria que a Fundação Estudar fez para você! Com aulas 100% online
e a participação de grandes nomes do mercado de trabalho, esses materiais vão te ajudar
desde a entrevista até os desafios que aparecerão na sua carreira!

Clique para garantir seu acesso gratuito!

 

Nem sempre será possível seguir cada uma das dicas apresentadas, mas o importante é seguir o bom senso e não se deixar abater por conta do erro cometido. Um bom profissional vai cometer erros e só assim ele poderá evoluir. O que não pode é manter o erro como padrão e como sinal de irresponsabilidade.

 

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

MAIS DO AUTOR

EM DESTAQUE

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!