Um Projeto: Fundação Estudar
voluntariado online

Voluntariado online: como ajudar na crise e se desenvolver sem sair de casa

Por Tatyane Mendes

Mesmo com o isolamento social, é possível contribuir com pessoas e causas vulneráveis por meio do voluntariado online. Entenda melhor a modalidade e como a atividade pode impactar sua carreira.

Em tempos de pandemia, diversas iniciativas buscam ajudar quem está mais vulnerável durante a crise do coronavírus. Com a imposição do isolamento social, o voluntariado online tem se mostrado como uma ótima forma de ajudar quem precisa sem sair de casa. Além de ter um impacto positivo na vida de outras pessoas, o trabalho voluntário pode ser um grande diferencial na hora de buscar um emprego ou para entender melhor seu papel no mercado de trabalho.

Segundo Marcelo Nonohay, referência na área de voluntariado e diretor da consultoria especializada em transformação social MGN, o coronavírus aumentou ainda mais a vulnerabilidade de pessoas que já se encontravam em situação de risco. Com isso, mais do que nunca, elas precisam de apoio, ajuda voluntária e doações. “Grupos vulneráveis estão enfrentando consequências muito sérias com a crise de saúde. Do outro lado, os voluntários também estão sofrendo com a situação, as mortes e o agravamento da situação de pobreza e miséria. O trabalho voluntário é uma via de mão dupla que pode ajudar os dois”, explica.

Além disso, o executivo aponta que a sociedade como um todo se beneficia com o trabalho voluntário. “Vamos sair melhores dessa crise, se soubermos aproveitar essa oportunidade de ajudar os outros. A ideia é ajudar as pessoas em dificuldade e diminuir o mal-estar psicológico que a situação causou em várias pessoas. Esse encontro agora não pode ser presencial, porque temos que evitar o contato físico, mas existem muitas maneiras de poder ajudar mesmo à distância, como o voluntariado online”. indica.

 

 

Como funciona o voluntariado online

O voluntariado online não é exatamente uma novidade. O programa de trabalho voluntário da Organização das Nações Unidas (ONU), por exemplo, há alguns anos incentiva que as pessoas contribuam de forma remota. “Quando eu junto a minha vontade, capacidade de trabalho, talentos, coisas que eu sei fazer bem e o meu tempo e dou isso em prol de causa social, eu tenho o voluntariado. Quando a gente junta isso com a tecnologia da informação e da comunicação, eu consigo fazer o voluntariado online”, esclarece Marcelo.

Como exemplos de iniciativas do voluntariado online, Marcelo cita pessoas que se conectam com idosos para socializar a acompanhá-los durante a quarentena, profissionais que oferecem aulas ou acompanhamento escolar para crianças se adaptando ao ensino remoto, grupos que se mobilizam para arrecadar equipamentos eletrônicos que podem ser doados para crianças e facilitar o acesso delas ao ensino à distância, psicólogos que oferecem acompanhamento psicológico, pessoas que divulgam campanhas de arrecadação online, entre muitos outros.

E-book: Tudo que você precisa saber sobre trabalho voluntário!

“As pessoas costumam colocar a falta de tempo como um dos motivos para não fazer trabalho voluntário. Temos agora muitas pessoas trabalhando de casa que encontram um momento para se conectar e fazer o bem, mesmo à distancia. Eu enxergo hoje todas as pessoas como passíveis de serem beneficiaras de uma ação voluntariada. Se eu quero me oferecer para ajudar uma criança estudar, às vezes na minha própria família ou no meu ciclo de amigos consigo encontrar pessoas interessadas e que precisam desse trabalho. É muito importante fazer essa conexão”, salienta.

Como o voluntariado pode desenvolver sua carreira

Se dedicar ao voluntariado online também é uma boa oportunidade para profissionais que perderam o emprego por causa da pandemia ou estão em busca de recolocação. “Talvez agora seja mais difícil para a pessoa se recolocar, então por que não manter sua atuação voluntariamente? Se eu sou um administrador, eu ofereço uma consultoria grátis. Se eu sou um educador, eu ofereço aulas e por aí vai. Mesmo um trabalho voluntário que não tenha a ver com sua profissão, você pode mostrar no currículo que se manteve em atividade, que foi um cidadão ativo na sociedade. Isso hoje em dia é cada vez mais valorizado em um processo seletivo”, aponta.

Marcelo recomenda que as pessoas busquem organizações próximas a elas, seja em distância física ou em conexão a conhecidos. “Muitas organizações estão com as atividades paradas pela questão da pandemia, mas às vezes você consegue se conectar com os dirigentes, se oferecer para ser voluntário e acessar o público dessa organização, por mais que ele esteja em casa. Você também pode se disponibilizar na sua rede de contatos, dizendo que está oferecendo trabalho voluntário, Certamente vai aparecer gente interessada e esse trabalho vai ser muito válido”, recomenda.

Por onde começar?

Quem quer começar um voluntariado online precisa descobrir quais tipos de trabalho voluntário online o se interessam mais. Depois, é preciso projetar quanto tempo se tem disponível por semana e quais horários seriam mais livres. Também é importante planejar por quanto tempo o voluntário gostaria de fazer o trabalho. Com o planejamento acertado, chegou a agora de buscar uma organização social ou pessoas que possam se beneficiar do trabalho. Entre em contato com os interessados e acerte os temos do trabalho voluntário. Assim, você dá início a uma corrente do bem.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo