Um Projeto: Fundação Estudar
6 tipos de inteligência que podem ajudar na liderança

Em tempos de transformação, conheça 6 tipos de inteligência que podem ajudar as lideranças

Por Tatyane Mendes

Consultor estratégico especializado em inovação, John Kao defende que existem 6 tipos de inteligência que podem ajudar as lideranças a navegar tempos de incerteza, como a atual pandemia do coronavírus. Conheça cada uma delas!

Por piores que sejam seus efeitos, as crises têm um papel importante em apontar falhas dentro das organizações dos mais diversos setores. Exemplo mais recente a nível global, a pandemia de coronavírus demonstrou claramente como os líderes podem ser desafiados pelo inesperado e pela necessidade de estar um passo à frente na inovação. E para estarem adaptas a lidar com essas adversidades, as lideranças precisam trabalhar e desenvolver diferentes tipos de inteligência, de acordo com o consultor estratégico especializado em inovação John Kao.

Os tipos de inteligência

Em artigo publicado pelo Fórum Econômico Mundial, Kao aponta que existem 6 tipos de inteligência que podem ajudar as lideranças a navegar tempos de incerteza, como o imposto pelo coronavírus. Ele defende que os atuais líderes ainda se apoiam em ferramentas do passado para lidar com os obstáculos do futuro e questiona qual é o modelo de liderança que se ajusta melhor a esse momento de ruptura.

Para que uma empresa tenha uma “liderança inteligente”, como o próprio define, os gestores precisam acessar os diferentes tipos de inteligência, que os ajudarão a lidar com novas e inesperadas situações. A partir de sua experiência como consultor, Kao construiu um modelo de seis inteligências organizacionais. Conheça melhor cada uma delas:

#1 Inteligência contextual

Como próprio nome dá a entender, está ligada ao contexto de uma situação. Os líderes precisam de ferramentas e estratégias contínuas que os ajudem a ter clareza sobre a atual situação que enfrentam e os resultados desejados. Ela é fundamental no processo de tomada de decisão. Os gestores devem ser capazes de identificar um problema, avaliar opções, escolher um plano de ação e executá-lo rapidamente.

Kao indica que algumas formas de exercitar esse tipo de inteligência são se empenhar em ouvir perspectivas diferentes, praticar a intuição de forma apropriada, perceber sinais de fraqueza e se preparar mentalmente para consequências inesperadas.

#2 Inteligência moral

Todas as ações de uma empresa são pautadas por um conjunto de valores que norteiam as estratégias da organização. É por meio deles que as companhias conseguem realizar sua missão e alcançar seu propósito. Mas, é comum que os líderes adotem processos estratégicos do início ao fim que se concentrem em entregar valor aos stakeholders, sem a preocupação necessária com os valores da organização. A inteligência moral cria o porquê da jornada e aprimora a capacidade da liderança de se conectar e motivar os outros.

#3 Inteligência socioemocional

A inteligência social e emocional alinhadas indicam como cada pessoa interage e influencia os demais. É por meio desse tipo de inteligência que os profissionais são capazes de se colocar no lugar do outro, gerando empatia e compaixão, e criar confiança e motivação dentro de um time. Além disso, os líderes precisam ser capazes de ler as emoções de outras pessoas para tomar de decisões inteligentes sobre como colaborar, com quem trabalhar e como se desenvolver.

#4 Inteligência geracional

O termo geracional vem da noção de gerar novas ideias e criar valor a partir delas, pautando o caminho pelo qual os resultados devem ser atingidos. Esse tipo de inteligência provoca a pergunta: “Como mobilizo minha criatividade e a de outras pessoas para obter valor?” e está extremamente ligada aos processos de inovação que ocorrem dentro das empresas.

#5 Inteligência tecnológica

Os líderes devem ser capazes de entender, usar e ampliar o poder das tecnologias emergentes, potencializando um impacto rápido. Esse é um novo conjunto de habilidades que se aplica não apenas aos modelos de negócios, mas também às organizações e como elas funcionam.

#6 Inteligência transformacional

Para estarem preparadas para o futuro, as empresas precisam ter os instrumentos necessários para se transformar e lidar com mudanças. Esse tipo de inteligência promove a capacidade de criar e liderar uma jornada significativa, que motive as pessoas a agir e alinhar seus esforços. Esse caminho se torna efetivo com comunicação clara e confiável, narrativas convincentes e senso de urgência propagado pelos líderes.

Leia também: Inteligência não é o fator mais importante para atingir o sucesso. Entenda por quê!

Por fim, Kao afirma que é necessário entender a utilidade dos tipos de inteligência. De forma resumida, elas ajudam os líderes a entender o contexto que enfrentam, refletir um código moral nas ações da empresa, entender as emoções e motivações de cada um, gerar soluções para os problemas, adotar a tecnologia e suas novas possibilidades e impulsionar transformações. Ele finaliza afirmando que a mistura e a combinação desses tipos de inteligência resulta na capacidade de impulsionar agendas transformacionais, o que ele acredita ser o objetivo final de todos os líderes.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo