Um Projeto: Fundação Estudar
Caixas coloridas

Seis dicas para quem quer trabalhar com operações

Por Tiago Mittraud

Na Prática consultou especialista e profissional da área para orientar jovens profissionais que se interessam pela função

O segredo para ingressar em qualquer carreira está no planejamento e dedicação. Em operações não é diferente. Conversamos com um especialista e um profissional com experiência na área e reunimos algumas orientações para quem se interessa pela função. Paulo Tromboni é professor da Faculdade de Administração e Economia da Universidade de São Paulo (FEA-USP) e coordenador do curso de pós-graduação de Administração em Operações de Negócios da Fundação Instituto de Administração (FIA). Já Rafael Montioli tem larga experiência na área de Operações, tendo passagem pelo mercado financeiro e empresas como AmBev e AGV Logística. Hoje, é coordenador comercial e de novos negócios da Cremer.

Leia também: Operações, imediatismo e visibilidade

Perfil profissional

Antes de se aventurar pelo mundo das operações é importante se questionar sobre suas habilidades, afinidades e talentos. Essa é uma carreira que exige facilidade com números, agilidade, proatividade e capacidade de gerir equipes grandes. É preciso também jogo de cintura e destreza para lidar com os problemas operacionais diários, além de enorme comprometimento com os resultados da empresa. Afinal, é o profissional de operações que conduz a empresa até onde ela quer chegar.

Formação

Em geral, os cursos ligados à área de operações são os de ciências sociais aplicadas (como administração e economia) e engenharias. Isso porque o profissional precisa lidar bem com números, cálculos e planilhas. Em geral, isso é mais difícil para pessoas ligadas às áreas de humanas, como comunicação ou direito. “Matemáticos e estatísticos também costumam demonstrar habilidades fortes para a função”, explica Paulo.

Estágios e Trainees

Estágios e trainees costumam ser uma ótima porta de entrada para diversos setores de grandes empresas. Isso porque esses programas oferecem ao estudante ou recém-formado uma integração diferenciada entre áreas de uma empresa, fazendo com ele passeie por diferentes setores e tenha uma visão ampla do negócio. É importante para quem cuida do operacional saber o que se passa nas esferas estratégicas e táticas das empresas. “É um diferencial a pessoa não ficar presa apenas na sua própria função”, diz Rafael.

Idiomas

Dominar um ou mais idiomas é fundamental para o profissional do século XXI, que precisa lidar com desafios globalizados. Para o profissional da área de operações não é diferente, seja no contato com o maquinário importado da linha de produção ou na interlocução com fornecedores no exterior. “O inglês é sempre importante, mas pode ser que a empresa tenha demandas específicas. Se for uma multinacional alemã ou espanhola, por exemplo, apenas o inglês pode não ser suficiente”, ressalta Rafael.

Especializações

É bastante comum que o profissional da área de operações busque especializações acadêmicas, como programas de MBA e pós-graduação. Alguns cursos bastantes procurados são os de gestão de processos e gestão de projetos. “Esses cursos buscam fazer um link entre a prática profissional cotidiana, e o os conhecimentos teóricos. Como os profissionais dessa área em geral ocupam cargos mais altos na hierarquia da empresa, manter-se atualizado e competitivo é fundamental”, explica Paulo.

Certificações

Outro diferencial para o profissional da área de Operações são as chamadas certificações Seis Sigmas, um sistema que faz parte de uma filosofia de gestão conhecida como Lean, um modelo de produção nascido na Toyota e que revolucionou a indústria por apresentar uma técnica que evita perdas na produção, desenvolvendo uma metodologia que diminui o tempo, o risco de erros e o desperdício.

Leia também: Saiba qual é o perfil esperado de um profissional de operações

Esta reportagem faz parte da seção Explore, que reúne uma série de conteúdos exclusivos sobre carreira em negócios. Nela, explicamos como funciona, como é na prática e como entrar em diversas indústrias e funções. Nosso objetivo é te dar algumas coordenadas para você ter uma ideia mais real do que vai encontrar no dia a dia de trabalho em diferentes setores e áreas de atuação.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo