Um Projeto: Fundação Estudar
Conjunto de ferramentas

Saiba qual é o perfil esperado de um profissional de operações

Por Tiago Mittraud

Ele é responsável pela excelência dos processos operacionais – de logística, especialmente – que garantem competitividade ao negócio

Para uma empresa decolar, é preciso estruturar o negócio, colocar a mão na massa e gerar valor à marca. E é aí que entra o profissional de operações. Ele é responsável pela excelência dos processos operacionais e pela gestão estratégica que garantem competitividade ao negócio, não só no posicionamento atual de mercado, mas também na construção e renovação do sucesso da empresa com políticas de mudanças operacionais, especialmente de logística.

Em outras palavras, o profissional dessa área coordena e acompanha de perto todas as atividades que efetivamente geram valor ao negócio e o mantêm de pé. Não é à toa que a área de operações é chamada pelos que atuam nela de “o coração da empresa”, uma vez que é ela que se incube de alcançar o objetivo principal da empresa, sua razão de existir, seja ela na área de bens ou serviços.

Leia também: Operações, imediatismo e visibilidade

Perfil do profissional
Por estar tão próximo da produção diária, o profissional de operações precisa ser dinâmico, proativo e demonstrar bastante comprometimento com seus resultados. Ao contrário de seus colegas envolvidos em áreas mais estratégicas ou táticas, os desafios dos gestores de operações são mais imediatos e urgentes. Eis outra qualidade fundamental de um profissional dessa área: agilidade. Dificilmente haverá muito tempo para reflexão antes da tomada de uma decisão. Uma vez que suas escolhas impactam direta e imediatamente a produção e rentabilidade do negócio, é preciso pensar rápido sem deixar de lado a capacidade analítica de avaliar os riscos de cada passo.

Outra qualidade fundamental é saber trabalhar em equipe e gerir pessoas. Se você gosta de trabalhar sozinho ou não tem muita habilidade para liderar, é possível que essa não seja a sua praia. Muitas vezes, o profissional de operações está no “chão da fábrica”, lindando diretamente com a linha de produção ou coordenando todo o pessoal da logística. É imprescindível saber extrair o melhor de todos, apontar-lhes a direção e suscitar espírito colaborativo.

Leia também: A (falta de) rotina de um profissional de operações

Áreas de atuação
O profissional de operações tem uma gama grande de oportunidades de trabalho. Em última instância, onde há atividades efetivamente produtivas, esse profissional é requerido. É mais comum, no entanto, que eles se concentrem em alguns departamentos como gestão de processos, gestão de qualidade, logística, distribuição, compras, gestão de fornecedores, fusões e aquisições, inovação, novos negócios, gestão da cadeia de suprimentos (ou supply chain), almoxarifado e estoque. Em outros departamentos, como marketing e jurídico, também existe espaço para o profissional de operações, mas sua presença é menor do que nos setores citados anteriormente.

Bastante ampla e desafiadora, a carreira de operações aberta a profissionais comprometidos, desinibidos, com grande capacidade analítica e de agir com agilidade e destreza. Eles não vão necessariamente lidar com o mundo externo ou ter contato constante com os clientes. Por outro lado, precisam conhecer muito bem o funcionamento da empresa como um todo, mesmo que seu trabalho seja focado em apenas parte dela.

Leia também: Linha de produção x Cadeia de suprimentos

Esta reportagem faz parte da seção Explore, que reúne uma série de conteúdos exclusivos sobre carreira em negócios. Nela, explicamos como funciona, como é na prática e como entrar em diversas indústrias e funções. Nosso objetivo é te dar algumas coordenadas para você ter uma ideia mais real do que vai encontrar no dia a dia de trabalho em diferentes setores e áreas de atuação.


O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo