Um Projeto: Fundação Estudar
More Grls, portal de mulheres na publicidade

Portal de mulheres na publicidade quer aumentar a representatividade feminina em agências

Por Suria Barbosa

Com objetivo de se tornar o “maior mapa de talentos femininos na publicidade, design e conteúdo”, o More Grls cataloga profissionais mulheres e as conecta com recrutadores dos setores de criação das agências.

As mulheres compõem menos de 20% dos setores de criação das agências. Mais um dado alarmante sobre a presença feminina no mercado de trabalho. No entanto, este incentivou a reação de um grupo de profissionais da área e a concepção do More Grls – portal sem fins lucrativos que tem objetivo de se tornar o “maior mapa de talentos femininos nas áreas de publicidade, design e conteúdo”.

“A indústria da comunicação sempre contribuiu para a cultura machista”, declara o portal. O More Grls aponta os comerciais de cerveja e de margarina como exemplo de deturpação do papel feminino na sociedade. “Não à toa, a maioria das mulheres não se sente representada na propaganda, apesar de formar 85% do poder de compra”.

Leia mais: Estudo revela que recrutadores abordam mais homens do que mulheres para cargos em tecnologia

Para mudar este cenário, o More Grls (abreviação de “More Girls”, em português “Mais Meninas”) permite o cadastro de usuárias aptas a exercerem funções de criação nas agências, que compõem um catálogo de profissionais. Não só reúne as mulheres que têm interesses comuns, como inverte o jogo: deixa os perfis disponíveis para que as empresas iniciem o contato, e não o contrário.

Entre os apoiadores, a iniciativa possui figuras de peso como diretores da Apple e Intel Brasil, Philips, e das agências Ogilvy e Young & Rubicam.

Além de fazer a ponte entre os dois lados, o site dispõe conteúdo próprio direcionado à conscientização sobre a questão das mulheres no mundo do trabalho.

Cadastro de profissionais

Todas as mulheres que atuem como redatoras, diretoras de arte, visual designers, motion designers, ux designers, designers de produto, designers gráfica e ilustradoras podem se cadastrar no More Grls.

Para entrar no catálogo de “criativas” – como o site chama as profissionais – basta preencher uma espécie de currículo online. São exigidas informações como dados pessoais básicos, habilidades e portfólio.

Do lado dos recrutadores também é simples, na página das “criativas” podem encontrar todas as usuárias, ou filtrar por área de atuação, habilidades, nível de experiência e localidade.

Outras medidas

A tarefa de aumentar a representatividade das mulheres no mercado é complexa e exige esforços de todos os lados. Por isso, o More Grls faz recomendações que podem acelerar este processo – pelo menos dentro das agências.

Para as agências:

Assuma o compromisso de ter 50% de mulheres na criação até 2020.”

Para os clientes:

“Investigue a sua agência e exija que a meta de 50% de criativas até 2020 seja cumprida.”

Para os recrutadores:

“Tenha sempre o mesmo número de criativos e criativas em processos seletivos.”

 

Dica do Na Prática:

Conhecer de perto as etapas de um processo seletivo e entender como acontece cada uma delas aumenta as suas chances de contratação. Se você ainda não se sente 100% confiante, não se preocupe, a Fundação Estudar reuniu as maiores referências no assunto em um curso online para te ajudar neste desafio. Inscreva-se agora com 20% de desconto com o cupom PROCSEL-20 clicando aqui.

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo