Um Projeto: Fundação Estudar
Job shadowing

Job shadowing: ser a “sombra” de um profissional pode ajudar sua carreira

Por Suria Barbosa

Prática que permite vivenciar uma profissão, o job shadowing pode ajudar na decisão de carreira, e também a quem busca mudar de área. Conheça seus benefícios e como ter a experiência, além de dicas de especialista para máximo aproveitamento.

Um método de vivenciar uma profissão que, embora ainda não muito conhecido no Brasil, é eficiente e utilizado em outros países, é o job shadowing. Assim como o nome em inglês indica, basicamente é ser a “sombra” de algum profissional para aprender mais sobre a função.

Tipicamente, consiste em seguir alguém que atua na área de interesse e observar suas atividades cotidianas. As circunstâncias dependem do acordo feito entre as partes, mas o job shadowing costuma ser de curta duração e não remunerado.

Além da possibilidade de tirar dúvidas, a experiência pode até envolver cumprir tarefas e propiciar aprendizado de habilidades específicas para a profissão.

Estudantes do colegial, universitários e pessoas que buscam mudar de carreira são os que mais podem ser beneficiados, segundo a especialista Alison Doyle. Ela não só atuou por muitos anos no RH, como é responsável pelo conteúdo do site The Balance Careers, um dos 100 melhores do ramo listados pela Forbes – e onde Alison publicou artigo sobre job shadowing. Confira o que a especialista destaca sobre a prática.

Benefícios do job shadowing

Alison cita quatro principais benefícios que uma experiência como “sombra” pode propiciar.

#1 Promove uma visão rápida sobre como é o dia a dia no trabalho, o que pode ajudar a entender se você gostaria de ocupar a função.

#2 Mostra se suas habilidades correspondem ao campo de interesse e como afetariam o cumprimento das atividades, na prática.

#3 Por ser uma experiência de curto prazo, é uma boa maneira de se decidir sobre empregos ou estágios em vista.

#4 Colabora com o desenvolvimento da sua rede de contatos, porque a pessoa que você segue pode não só te indicar para vagas de emprego e estágio, como te apresentar para outras.

Como ter ou criar a oportunidade

Oferecer a prática de job shadowing não é comum nas universidades brasileiras, assim como é no exterior. No entanto, por ser uma experiência que depende apenas da disposição do profissional e da permissão de uma instituição, é possível conseguir por conta própria.

Se já conhece alguém no ramo, o estudante pode falar diretamente e pedir a oportunidade. Se não, pode tentar contatar algum professor e perguntar sobre um profissional que o deixaria acompanhar. Ou procurar algum funcionário de uma empresa de interesse nas redes sociais. Também há a possibilidade de entrar em contato com a companhia.

Por último, procurar plataforma especializada em conectar profissionais. O site brasileiro Lifeshadowing, por exemplo, associa alunos do Ensino Médio, universitários e pessoas que procuram mudar de carreira a mentores.

Dicas para aproveitar a experiência

Além dos benefícios, a especialista em carreiras listou dicas para estar preparado e tirar o máximo da chance de ser uma “sombra”.

#1 Escolha um bom momento

Se você é um estudante, talvez seja melhor um momento de baixa nas responsabilidades acadêmicas (ou escolares). Porém, também é importante considerar uma época boa tanto para a função, quanto para o profissional a ser seguido.

#2 Vista-se profissionalmente

O que é considerado “profissional” depende do trabalho e da indústria, mas não deixe de levar isso em conta. Em caso de dúvida, pergunte para professores ou até mesmo para a pessoa que você vai seguir.

#3 Prepare perguntas com antecedência

Você, provavelmente, terá oportunidade de fazer perguntas sobre o trabalho. Anote algumas essenciais, antes de ir, para que você não esqueça delas.

#4 Traga material para anotar

Com material para anotar, você fica preparado para quando sentir necessidade de anotar observações sobre a profissão, a função, empresa, etc., e também para dúvidas que surgirem na hora.

#5 Agradeça

Como job shadowing normalmente é um favor dos profissionais para ajudar quem estudantes ou quem procura por emprego, seja grato pela oportunidade. Agradeça por meio de um bilhete, mensagem, ou e-mail.

#6 Procure ocasiões para fazer perguntas

Se não conseguir tirar todas as dúvidas durante a experiência, pergunte ao funcionário se ele se encontraria posteriormente com você para uma conversa.

#7 Mantenha contato com o profissional

Faça um esforço para manter contato com a pessoa que você seguiu. Assim, no futuro, ela pode se tornar um bom contato profissional.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo