Um Projeto: Fundação Estudar
Liz Wessel, ex-funcionária do Google, explica como saber quando é hora de sair do emprego

Quer saber a hora certa para sair do emprego? Ex-funcionária do Google (e empreendedora) responde

Por Suria Barbosa

Liz Wessel trabalhou na gigante de tecnologia por dois anos, até sair e fundar a startup de emprego voltada para profissionais em início de carreira, WayUp, da qual hoje é CEO.

Pode ser complicado definir exatamente a hora de sair do emprego. Afinal, são múltiplos os fatores a considerar – incluindo aspectos do ambiente de trabalho, a remuneração recebida e o plano de carreira – que podem parecer difíceis de identificar e analisar a fundo.

Agora, se parece impossível parar de pensar em largar sua função, ou outro cargo anunciado não sai da sua cabeça, talvez seja hora de recalibrar a trajetória profissional.  

É o que explica Liz Wessel, em entrevista ao site Business Insider. Cofundadora e CEO da startup WayUp, uma plataforma de trabalho para estudantes universitários e profissionais em fase inicial da carreira, ela largou seu emprego no Google para empreender.

Como saber se é a hora de sair do emprego

 

A CEO e cofundadora do WayUp, Liz Wessel, soube exatamente quando precisava sair do Google.

Afinal, ela já entrou na empresa com a intenção de sair do emprego depois de dois anos para fundar seu próprio negócio. Ela até contou aos recrutadores do Google seus planos, quando se juntou à gigante tecnológica para trabalhar em tempo integral, em 2012.

Os recrutadores aprovaram suas ambições. Depois de dois anos, ela saiu e lançou o WayUp e junto ao co-fundador JJ Fliegelman.

Mas, se você não tem planos para um futuro tão distante quanto Wessel, como pode saber quando é o momento certo para partir? Como evitar sair antes da hora ou mesmo ficar tempo demais?

A resposta a essas perguntas depende da oportunidade específica e de suas circunstâncias pessoais. Entretanto, se você não consegue parar de pensar em seu próximo passo, esse é um bom indicador de que deveria se mexer, disse Wessel ao Business Insider.  Isso vale para uma nova função, empresa ou até uma nova indústria.

 

Leia também: Por que o CEO da Uber se demitiu? (E o que você pode aprender com isso)

 

“Se você não consegue fazer um bom trabalho em seu emprego porque está gastando todo seu tempo pensando em outra oportunidade, provavelmente é um bom sinal”, disse ela.

Wessel disse que isso se aplica se você planeja ou não começar seu próprio negócio. Ela viu muitos amigos passarem por um período similar de alienação.

“A única coisa que tínhamos em comum era que não podíamos parar de pensar em outra coisa”, ela disse. Como ‘Quero muito trabalhar nessa startup de tecnologia que gosto tanto’ ou ‘Trabalho com finanças mas adoro essa fintech.”

De qualquer forma, uma coisa que não deveria afetar seus planos é a preocupação do que vão pensar sobre você ‘pular de emprego em emprego’.

“Não tem a ver com a frequência com que mudamos de trabalho,”, disse Wessel. Enquanto você fizer coisas que gosta e estiver aprendendo, prometo, você vai saber contar a história muito bem na próxima entrevista.”

 

Este artigo é uma tradução do Business Insider. Para conferir o original (em inglês), clique aqui.

Foto: Reprodução Business Insider

 

Gostaria de ter tanta certeza do que quer fazer no futuro quanto a Liz Wessel? Participe do Autoconhecimento Na Prática, curso presencial da Fundação Estudar no qual você vai aprender a guiar com mais segurança as suas decisões pessoais e profissionais. Clique aqui para saber mais.

 

Dica do Na Prática:

Faça como mais de 3 mil jovens e construa uma carreira mais alinhada com quem você realmente é. Inscreva-se agora no Autoconhecimento Na Prática com 10% de desconto usando o cupom AUTO-10. É só clicar aqui!

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo