Um Projeto: Fundação Estudar
Montagem ilustrativa das perguntas do Google

4 perguntas difíceis que o Google faz em uma entrevista de emprego

Por Redação, do Na Prática

Como você pesaria um elefante sem balança? É possível encaixar uma pilha de moedas do tamanho de um arranha-céus numa sala? Entenda o que motiva essas questões e como respondê-las

De um lado, há as perguntas clássicas de entrevista de emprego, que já ganharam até uma websérie do NaPrática.org, do tipo “onde você se vê no futuro” e “por que eu deveria te contratar?” e que têm como objetivo entender mais sobre as motivações e o fit cultural do candidato.

Do outro, há as perguntas que tentam medir sua flexibilidade mental, capacidade lógica e criatividade, como “quanto pesa um avião comercial” ou “quantas janelas há no Rio de Janeiro”.

A ideia aqui não é sempre receber uma resposta exata, mas entender como aquela pessoa raciocina e como enfrenta problemas.

Quer se preparar para essa e outras fases de uma seleção? Conheça o curso online Processos Seletivos Na Prática!

Este tipo de questionamento toma um caminho especialmente curioso em empresas como o Google, uma das mais disputadas do mundo.

Leia alguns exemplos de perguntas (reais!) feitas pelo Google abaixo. A fonte é William Poundstone, autor do livro Are You Smart Enough To Work At Google?.

1. Como você pesaria um elefante sem uma balança?

Resposta: leve o animal até uma barca. Seu peso vai fazer com que a barca afunde vários centímetros na água. Trace uma linha no casco para marcar o nível da água e tire o elefante da embarcação. Em seguida, jogue sacos de areia de 50 quilos ou qualquer coisa parecida até que a água atinja a linha traçada.

Motivos para ter calma: essa é uma pergunta bastante técnica, o que significa que provavelmente seria feita para uma vaga que exija esse perfil. Não para todo mundo!

Inscreva-se no curso por e-mail: Como Se Destacar em uma Entrevista de Emprego

2. Há os seguintes números na lousa: 10, 9, 60, 90, 70, 66. Qual vem depois?

Resposta: Não foque apenas nos números em si. Neste caso, é preciso escrevê-los por extenso para analisar o problema: ten, nine, sixty, ninety, seventy, sixty-six (o exemplo é em inglês, mas dá para entender o raciocínio).

Ten – 3 letras (outras opções de números que se escrevem essa quantidade de letras são one, two, six)

Nine – 4 letras (outras opções são zero, four, five)

Sixty – 5 letras (outras opções são three, seven, eight)

Ninety – 6 letras

Seventy – 7 letras

Sixty-six – 8 letras

O que significa que o próximo número precisa ter 9 letras quando escrito por extenso e terminar em 0, 9 ou 6. No caso, o menor número une ninety (6 letras) e six (3 letras).

Motivos para manter a calma: Agora que você viu esse exemplo, vai lembrar dessa possibilidade.

Abaixo, Fabio Coelho, diretor-geral do Google no Brasil, explica o que um jovem precisa ter para fazer parte do seu time:

3. Você quer ter certeza que Bob tem seu telefone, mas não pode perguntar diretamente. Precisa escrever uma mensagem para outra pessoa, Eve, levar. Ela dará o cartão a Bob e trará uma mensagem dele para você. Você não quer que Eve tenha seu número. O que perguntará para Bob?

Resposta: Quem sabe um pouco mais sobre criptografia online vai reconhecer esse cenário (Eve, nesse caso, vem de eavesdropping, ou espionagem).

E embora seja possível criar todo um sistema de decodificação de mensagens, também é possível ser mais direto: peça para Bob ligar num horário bem específico. Se ele ligar na hora certa, tem o número certo. Se não ligar, não tem.

Motivos para manter a calma: no Google, a resposta mais simples pode ser a certa. Não complique as coisas sem necessidade.

4. Você tem uma pilha de centavos da altura do Empire State Building. Consegue encaixá-la em uma sala?

Resposta: Primeiro, repare que a pergunta exige apenas “sim” ou “não”. Depois, lembre-se que o Empire State Building é alto: são 102 andares (saber o número exato, no entanto, não importa).

Isso significa que a pilha completa precisaria de uma sala com um pé direito tão alto quanto o prédio em si, o que é impossível. Mas não se você puder dividir a pilha em várias!

Se houver espaço no chão para 100 centavos lado a lado, por exemplo, você pode fazer 100 colunas que terão a altura média de um andar comum. Ou seja, não só é possível encaixá-las como é bastante fácil – desde que você tenha uma enorme quantidade de moedas.

Motivos para manter a calma: Essa pergunta exige um pouco de abstração, mas a resposta é mais intuitiva que as outras. Apenas respire fundo e desenhe se precisar.

Leia também: Cofundador do Google, Sergey Brin discute o futuro do trabalho em Davos

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo