Um Projeto: Fundação Estudar
como conseguir um cargo executivo mesmo jovem

Como conseguir um cargo executivo alto mesmo sendo jovem

Por Colunista do Na Prática

Os moldes de carreira do passado já não funcionam tão bem para as novas gerações, que possuem acesso fácil a muitas ferramentas que ajudam e aceleram o desenvolvimento. Confira dicas que podem te ajudar a alavancar sua trajetória executiva.

Basta conversar com alguém mais velho para saber que, no passado, a escalada de carreira era bem linear: a pessoa entrava na empresa para um trabalho menor, como temporário ou estagiário, e daí teria chances de provar seu valor.

Ao longo dos anos, dependendo dos resultados alcançados, viraria efetivo, assistente, gerente, diretor e presidente ou sócio, se a empresa chegasse a esses dois papéis.

Só que isso podia demorar tanto que, às vezes, quando pisava no cargo mais alto em que poderia estar, já era hora de se aposentar… um plano de carreira que serviu muito bem a pais e avós até então, mas que não funciona mais pra gente.

Afinal, somos de gerações que buscam mais o propósito do que, efetivamente, o salário. E é muito por conta dessa equação que ainda almejamos cargos altos nas empresas – inclusive porque sabemos que, quanto maiores formos dentro de uma organização, mais diferença podemos fazer.

Leia também: O líder do futuro é um líder “humano” – e entender isso muda tudo!

O detalhe é que ninguém tem mais tanta paciência (ou motivação) para ficar anos subindo de degrau a degrau sendo que as habilidades, tácitas ou técnicas, de que precisamos para o sucesso estão ao alcance das mãos.

O que fazer, diante desse cenário, para conseguir cargos executivos altos mesmo sendo muito jovem?

Separamos algumas ideias para povoar seus sonhos – e, brevemente, a sua realidade:

#1 Busque conhecimento

Vemos, hoje, muita gente jovem ocupando altos cargos de gestão. Um exemplo é Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook. Aos 34 anos, comanda uma empresa bilionária e, recentemente, teve que segurar as pontas dos negócios dando depoimento ao Senado norte-americano.

Por mais que tenha criado uma rede social de valor, ele não se mantém no cargo só porque é o inventor da coisa toda: o Facebook tem diversos acionistas que só o deixam ali porque ele busca conhecimento e aprimoramento constante de liderança e gestão.

Se até Steve Jobs foi demitido da empresa que criou, ninguém vai ficar pra sempre em um cargo sem se aperfeiçoar.

Para mostrar que você merece estar lá em cima, busque sempre conhecimentos que agreguem valor à sua carreira, seja em cursos, em viagens ou em eventos.

#2 Seja proativo

Muita gente quer chegar rapidamente aos cargos mais interessantes e/ou bem pagos da empresa, mas, ainda na condição de estagiário, só faz o que lhe for pedido cinco vezes e por escrito.

Ora, não tem como mostrar do que você é capaz se só fizer o que te pedem. Tenha coragem, seja proativo, compartilhe ideias, dê sugestões e faça mais do que a sua obrigação para ser notado por quem pode te promover.

Lembre-se que o mundo pertence cada vez mais a quem tem capacidade de liderar mudanças. Com isso em mente, dê seu jeito para ser, você, o agente das mudanças que a empresa precisa, mostrando compromisso e responsabilidade nas tarefas e entregas e, principalmente, se antecipando às demandas dos chefes.

#3 Mostre resultado

Existem dois tipos de pessoa no mercado de trabalho: as que fazem e as que reclamam.

As que reclamam estão sempre tentando explicar porque não conseguem fazer o que lhes foi pedido. As que fazem dão um jeito, mesmo que as condições não sejam as melhores.

Aliás, Mário Sérgio Cortella tem uma frase muito boa que diz: “capricho é fazer o melhor, nas condições que se tem, até ter mais condições de fazer melhor ainda”. Os caprichosos, via de regra, são os que demonstram mais e melhores resultados.

Portanto, tenha capricho, gana e mostre o resultado do seu esforço. Não se esconda atrás da “normalidade da procrastinação” e nem do canto da sereia que fala que, se você recebe tão pouco, não precisa render muito.

Quanto mais se rende, mais se ganha e em postos mais altos você pode estar.

Aliás, vale recordar que altos cargos executivos não são mamata; muito pelo contrário: exigem postura, profissionalismo, responsabilidade e comprometimento, tenha você 20 ou 80 anos.

Se já for treinando a partir de agora a trabalhar duro pelo que quer, temos certeza que será um ótimo executivo num futuro muito próximo!

 

Sobre o autor

Lucas Lima é sócio-fundador e CEO da Profissas, plataforma de cursos online. Graduado em Marketing pela universidade e em Empreendedorismo pela vida. Também é professor de Liderança e metido a aventureiro nas horas vagas.

 

Dica do Na Prática:

Autoconhecimento é fundamental para você embasar as suas decisões de vida e carreira. É por meio  dele que você vai responder dúvidas que podem estar na sua cabeça, como: “O que te traz felicidade genuína?”, “O que dá significado para sua vida?”, “Qual carreira faz mais sentido para mim?”. Foi pensando nesse seu momento que a Fundação Estudar criou o Autoconhecimento Na Prática, um curso de três dias que vai ajudá-lo a desvendar o seu verdadeiro Eu e a guiar com mais segurança suas escolhas profissionais e de vida. Inscreva-se agora com 10% de desconto usando o cupom AUTO10. É só clicar aqui!

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo