Um Projeto: Fundação Estudar
negócio que proporciona flexibilidade

7 segredos para abrir um negócio que possibilite flexibilidade máxima de trabalho

Por Suria Barbosa

Abrir um empreendimento pode te ajudar a alcançar um estilo de vida em que você decide quando, onde e como quer trabalhar. Confira 7 segredos de um especialista para criar um negócio que proporcione flexibilidade máxima.

Um estilo de vida ajustável, com liberdade de horários e uma rotina customizada de acordo com as preferências não precisa ser algo apenas atingível em um estágio avançado da carreira. É possível, por exemplo, abrir um negócio que possibilite flexibilidade desde o primeiro dia de expediente.

Para poder escolher quando, onde e como quer trabalhar, no entanto, o empreendedor precisa levar em conta o estilo de vida que almeja ter em cada uma (das inúmeras) decisões que precisa tomar, principalmente na fase inicial. Assim, garante que cada aspecto do modelo de negócios da sua empresa favoreça este tipo de rotina.

É nisso que acredita o empreendedor Mike Cooch, CEO do Digital Marketing Lab, consultoria sobre marketing digital que se propõe a ajudar a erguer empresas, de todos os setores – “de serviços, de software, de mídia, de

, agências digitais, empresas de camisetas”, segundo o site site.

Em um artigo para o Entrepreneur, o especialista compilou sete segredos seus e de colegas para criar empreendimentos que dão flexibilidade máxima de trabalho. São eles:

#1 Escolha o modelo de negócio com cautela

Certos modelos de negócios permitem muito mais liberdade do que outros. Tenha o cuidado de escolher um que tenha as características ideais para propiciam o estilo de vida que você procura.

Uma ponto de início para esta reflexão pode ser pensar, dentro do setor em que quer atuar, quais são as possibilidades que favorecem flexibilidade, e decidir a partir daí.

#2 Automatize tudo (que for possível)

Há tantos softwares disponíveis – inclusive, gratuitos – que é possível automatizar muitos dos processos que envolvem um negócio.

Além da diminuírem os gastos, eles tiram das suas mãos grande parte das tarefas fixas e repetitivas – contribuindo para a maleabilidade da sua rotina.

Mike recomenda o Infusionsoft, programa pago que combina o CRM (Customer Relationship Management, em português Gestão de Relacionamento com o Cliente) com e-mail marketing, geração de leads e e-commerce, para automatizar vendas e marketing.

#3 Utilize apenas sistemas online

Sistemas hospedados online podem ser acessados de qualquer lugar, em qualquer horário – contanto que se tenha acesso à internet.

Quando se trata de abrir um negócio que possibilite flexibilidade, é claro, isso é muito importante. Mas ainda facilita a integração entre sistemas e sistemas com fornecedores, prestadores de serviço e clientes. Ou seja: comunicação mais rápida – que também favorece a agilidade do empreendimento.

#4 Considere terceirizar

O autor indica terceirizar tarefas que não puderem ser automatizadas e tudo que não precisar ser realizado, obrigatoriamente, por um funcionário.

Seus argumentos são que funcionários saem caro e contratá-los exige ainda mais mão de obra. “É possível encontrar ajuda terceirizada para todas as tarefas imagináveis”, diz.

#5 Delegar decisões da linha de frente

Ficar colado no seu e-mail e telefone o dia todo não te dá versatilidade. Para construir, realmente, um negócio que possibilite flexibilidade, é necessário delegar a tomada de decisões da linha da frente – como suporte ao cliente, reembolsos, pequenas mudanças operacionais, etc.

A maneira mais eficaz de fazer isso, segundo Mike, é capacitar outros para se responsabilizarem por essas deliberações.

Em seus empreendimentos, o autor conta que incentiva os encarregados a se fazerem três perguntas:

  • Isso é bom para a empresa?
  • Isso é bom para o cliente?
  • Estou disposto a me responsabilizar pessoalmente pela decisão que estou prestes a tomar?

“Se eles disserem ‘sim’ às três questões, devem seguir em frente e tomar a decisão”, explica Mike.

Leia mais: Os benefícios da flexibilidade no início da carreira

#6 Venda na internet

Da mesma forma que utilizar um sistema online dá flexibilidade, vender online também. No entanto, há outro benefício, que ajuda na longevidade do empreendimento: grande base de clientes.

Para o autor, “se você dominar o marketing e a venda online, nunca terá carência de clientes, o que significa receita mais consistente”.

#7 Crie formas de ter receita recorrente

A última dica de Mike – e a que considera mais importante – também preza garantir a sobrevivência do negócio a longo prazo.

Para o autor, formatar um modelo de empreendimento que assegure uma receita recorrente deve ser sua prioridade. “Não há nada mais libertador do que ter uma renda previsível chegando todos os meses”, diz.

Quando se trata de e-commerce, por exemplo, procure fazer o cliente voltar com programas de fidelidade e desconto.

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo