Desafio do MIT para empreendedores sociais

Desafio do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) proporciona apoio financeiro para “acelerar” projetos de empreendedores sociais. Como seu nome sugere, o Inclusive Innovation Challenge busca iniciativas com propostas inovadoras e inclusivas. Em seu terceiro ano, os finalistas viajam pelo mundo para os eventos de celebração, e os vencedores ainda ganham prêmios que somam 1 milhão de dólares para alavancar seus empreendimentos. Abertas até 1 de maio, as inscrições podem ser realizadas pelo site.

Quer desenvolver habilidades únicas de Liderança?

A gente tem o curso que te ensina a Liderar com os melhores!

Para participar, é necessário que o projeto registrado seja uma organização com ou sem fins lucrativos, de qualquer tamanho ou tipo, que esteja utilizando a tecnologia para criar oportunidades econômicas para setores menos favorecidos. Outro requisito é que a instituição tenha passado da “fase de ideia” e seu impacto possa ser demonstrado.

Leia mais: Diretora do Social Good Brasil compartilha 5 dicas para empreender com impacto social

Classificação e etapas do desafio do MIT

A iniciativa é dividida em três etapas. Inicialmente, os candidatos são classificados em quatro categorias, de acordo com seu campo de atuação. São elas:

#1 Desenvolvimento de competências e geração de oportunidades

“Como podemos qualificar os trabalhadores e abrir caminhos para as oportunidades de trabalho do futuro?”

#2 Aumento de renda e criação de empregos

“Como assegurar que trabalhadores ganhem o suficiente e aumentem sua renda, para obter uma qualidade de vida satisfatória e atenda a bons padrões de vida? Como reimaginar as indústrias que passam por dificuldades e criar novas oportunidades de trabalho?”

#3 Acesso à tecnologia

“Como conectaremos mais pessoas pela internet e pelo acesso a tecnologias, independentemente de idade, localidade, educação e deficiências?”

#4 Inclusão financeira

“Como garantiremos segurança financeira e estabilidade para mais pessoas? Como permitir que mais pessoas tenham acesso aos benefícios de serviços financeiros?”

Um comitê avaliará os projetos e selecionará 12 deles, os “Finalistas Regionais”, que embarcam para uma cerimônia realizada em São Paulo, em agosto. Nessa fase, oito finalistas recebem prêmios no valor de 5 mil dólares. Os outros quatro finalistas ganham um prêmio ainda mais generoso, de 20 mil dólares, e uma viagem com todas as despesas pagas para a universidade americana.

Na final global do desafio do MIT, nos Estados Unidos, os candidatos concorrem a mais prêmios em dinheiro. Dessa vez, 250 mil dólares serão atribuídos às melhores organizações de cada categoria da competição.

Leia mais: As oportunidades para quem quer empreender com impacto social

Critérios para avaliação

Os candidatos podem submeter informações sobre seus empreendimentos e o impacto que causam, além de detalhar o tema nas etapas da seleção. Nos prêmios regionais, os finalistas devem, por exemplo, enviar um vídeo com até três minutos sobre a iniciativa inscrita.

Como critérios para avaliação, o desafio do MIT lista quatro fatores distintos, analisados pelos comitês: visão, impacto, participação e escalabilidade. Em outras palavras, as iniciativas precisam propor mudanças no mercado de trabalho, incorporar um aspecto tecnológico, promover a inclusão de setores desfavorecidos e ter o potencial de beneficiar mais pessoas, de forma eficaz.

Para inscrever sua organização no desafio basta acessar o site oficial do Inclusive Innovation Challenge.

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!
Casdastro realizado, fique ligado para os conteúdos exclusivos!
Seu cadastro não foi realizado, tente novamente!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: