Um Projeto: Fundação Estudar
homem digitando na calculadora

A rotina de um gerente comercial no mercado financeiro

Por Cecília Araújo

Daniel Castilho usa sua experiência adquirida em grandes bancos para empreender em um programa de fidelidade

“Quando você diz que trabalha em um banco, seu pai sabe exatamente o que você faz, quando você diz que trabalha na Dotz, você tem que explicar algumas coisas”, brinca Daniel Castilho, 28 anos, gerente comercial da empresa líder em programas de fidelização por coalizão na América Latina. Daniel deixou o emprego de gerente comercial do banco Santander para aproveitar uma oportunidade de empreender mais em uma empresa em expansão.

Formado em administração de empresas com ênfase em marketing na FECAP, o sonho de Daniel sempre foi abrir sua própria empresa. A ideia inicial era abrir uma escola de música, sua paixão, já que toca piano e bateria desde os 6 anos de idade. Porém, optou pelo mercado financeiro depois que começou a trabalhar para pagar a faculdade e tomou gosto pelo banco de atacado.

Leia também: Mercado financeiro, o trabalho de gerar riqueza

Background em bancos

O primeiro emprego de Daniel foi em uma agência do banco Bradesco, onde trabalhava no atendimento geral ao público. Ainda na agência, chegou a ser promovido a subgerente de contas. Depois de dois anos no Bradesco, decidiu mudar e foi trabalhar como estagiário no Banco Real, na área de folhas de pagamento de grandes corporações.

De estagiário, passou a trainee, explorando diferentes áreas em dois anos. Sua preferida foi a de banco de atacado. Ambicioso, queria trabalhar no relacionamento do Banco Real com empresas maiores e o governo.

Ao terminar o treinamento, Daniel trabalhou com bens de consumo na área financeira e, em seguida, voltou ao banco de atacado e virou gerente comercial de corporate do Santander. Mas, com vontade de empreender mais, mudou de empresa e foi trabalhar como gerente comercial da Dotz, cliente do Santander. A Dotz é um programa de fidelidade com forte presença no varejo físico. Ao fazer compras nos parceiros Dotz, os consumidores ganham pontos que podem ser trocados por produtos.

“Fiquei 7 anos no banco, e chega uma hora em que a gente quer mudar um pouco os ares, buscar desafios novos. No meio do caminho, deixei escapar pelas mãos a vontade de empreender. No mercado financeiro, por mais que você queira empreender, as regras são muito rígidas”, diz o gerente comercial.

Leia também: Sete dicas para quem quer ser trainee em um banco

Empresa grande Vs empresa pequena

Daniel vê uma grande diferença entre trabalhar no Santander, uma marca consolidada mundialmente, e na Dotz, que, apesar de existir há 14 anos, não está aberta ao varejo físico há muito tempo. “A questão de governança varia muito, no banco a situação é muito bem definida e engessada, na Dotz tenho relacionamento direto com o dono, sinto que tenho poder de decisão muito maior, posso mudar a forma como a empresa faz as coisas, então, tenho a impressão de que tenho mais valor no mercado”, afirma.

Na Dotz, a função de Daniel é trazer novos parceiros para a empresa, e sua especialidade é trazer empresas com faturamento acima de 1 bilhão e com presença em mais de um estado do Brasil. Ótimo para ele, que tem a sorte de desempenhar a função que mais gosta, que é interagir com os clientes. “Gosto de fazer visita, poder estar com o cliente falando do programa, levá-los a nossas praças e, claro, fechar negócio. Assinar o contrato é a melhor parte.”

Segundo ele, o perfil de quem trabalha no ramo são pessoas com brilho no olho. “Precisa gostar de vender, ser persistente e claro que quem for mais disciplinado e antenado vai se dar melhor. E tem que ser empreendedor, porque aqui na Dotz todo mundo se sente um pouco dono do negócio”, diz.

Para Daniel, vender é algo que só se aprende na prática. “Pode ver que não existe um MBA em Harvard sobre vendas. Você pode ler mil livros, mas você só vai aprender fazendo. Cada pessoa com que você interage pensa de um jeito, e você vai aprendendo ganhando prática, venda não é um negócio que nasce formatado, você ganha uma venda pela sua disciplina, habilidade de convencimento e persistência.”

Leia também: A rotina do responsável pela área de microcrédito no Santander Brasil

Esta reportagem faz parte da seção Explore, que reúne uma série de conteúdos exclusivos sobre carreira em negócios. Nela, explicamos como funciona, como é na prática e como entrar em diversas indústrias e funções. Nosso objetivo é te dar algumas coordenadas para você ter uma ideia mais real do que vai encontrar no dia a dia de trabalho em diferentes setores e áreas de atuação.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo