Um Projeto: Fundação Estudar

De atleta frustrado a apresentador do Fantástico, Tadeu Schmidt compartilha suas lições de carreira em evento gratuito

Por Redação, do Na Prática

Cercado por uma família de esportistas talentosos, incluindo o maior ídolo do basquete brasileiro, Tadeu Schmidt encontrou-se no jornalismo esportivo; ele é um dos palestrantes da Conferência Na Prática, evento gratuito organizado pela Fundação Estudar

Conhecido mundo afora como um dos apresentadores do Fantástico, Tadeu Schmidt se formou em Comunicação e passou grande parte de sua vida profissional falando em público. A frente de um dos programas mais assistidos do país e vencedor de diversos prêmios como jornalista, não é exagero afirmar que já é destaque na sua área de atuação.

No dia 1° de agosto, ele vai compartilhar sua trajetória e lições de carreira na Conferência Na Prática, evento de carreira gratuito organizado pela Fundação Estudar que também contará com empresas do mercado financeiro em busca de novos talentos para seus times. As inscrições pode ser realizadas até 19/6, por aqui.

 

quero-participar

 

No evento, Tadeu também vai falar sobre um pedaço de sua história que nem todos sabem: o jornalismo não foi sempre o seu objetivo de carreira.


Vindo de uma família de esportistas, durante muito tempo também quis seguir uma trajetória no mundo do esporte. Além dos pais atletas – ambos jogavam vôlei -, ele é irmão do ex-jogador da seleção brasileira de basquete Oscar Schmidt (hoje, o sobrinho Bruno também é campeão olímpico de vôlei de praia).  “Era o que eu queria fazer da minha vida”, ele conta em entrevista.

Ser irmão do maior ídolo do basquete brasileiro fez com que ele carregasse o peso do sobrenome. Quando Tadeu nasceu, o irmão tinha 16 anos e já se destacava na seleção juvenil brasileira. A própria escolha do vôlei, além de aptidão, foi influenciada também por uma vontade de não viver a sombra do irmão famoso no basquete.

Tadeu começou a jogar vôlei aos nove anos e, aos 17, chegou a fazer parte da seleção brasileira juvenil, mas foi cortado. Nessa época, nunca tinha pensado em ser jornalista, ou seguir qualquer outra profissão, mas começava a perceber que talvez não levasse jeito para a carreira de esportista profissional.

Nessa época, nunca tinha pensado em ser jornalista, ou seguir qualquer outra profissão. Mas a decepção o impulsionou a perseguir outro objetivo, e ele acabou cursando a faculdade de Comunicação em Brasília, onde morava na época.

Já trabalhando como jornalista, chegou a cobrir o noticiário geral, mas sempre soube o que queria de seu trabalho na televisão: fazer reportagens de esporte. Acompanhou de eventos de Fórmula 1 a Copas do Mundo, antes de também começar a atuar como apresentador – cargo que ocupa hoje no “Fantástico”.

No programa dominical, tinha um desafio: reformular a linguagem do jornalismo esportivo de futebol e fazer com que a passagem dos gols fosse interessante para a família toda que assistia, e não só para os fãs do esporte. Foi aí que ele imprimiu o seu estilo único e bem-humorado de narrar os gols da rodada, como já vinha adotando em outros programas. Com essa veia bem-humorada, ele já começa a deixar sua marca no jornalismo esportivo de televisão.

De atleta frustrado a apresentador de um programa assistido toda semana por milhões de brasileiros, Tadeu Schmidt tem uma trajetória de carreira singular e que rendeu diversos aprendizados sobre propósito e vocação. Na Conferência Na Prática, evento de carreira gratuito organizado pela Fundação Estudar, ele vai compartilhar suas experiências com os jovens participantes. O evento conta também com a presença de empresas do mercado financeiro em busca de novos talentos para seus times. Não deixe de se inscrever!

Conferência Na Prática
Mercado Financeiro
1/9, em São Paulo
Inscrições gratuitas até 19/6

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo