os robôs vão roubar seu emprego?

Não precisa de muito: uma pesquisa rápida na internet mostra que já existem robôs que cumprem as mais diversas (e específicas) funções. Robôs bartenders, pizzaiolos – na gastronomia, em geral, também -, entregadores e atendentes em bancos. Mas o que muitos estudiosos prevêem é que – mais do que invenções pontuais e curiosas – a inteligência artificial evoluirá o bastante para interferir estruturalmente no mercado trabalho.

Os cálculos variam. A consultoria estratégica global McKinsey & Company prevê que cerca de 800 milhões de trabalhadores perderão seus empregos até 2030 – de 39 a 73 milhões nos Estados Unidos. Outro estudo, conduzido por um pesquisador especializado em automação (Carl Benedikt Frey) e um historiador da economia (Michael Osborne), constata que 47% da força de trabalho dos EUA será afetada.

Michael e Carl foram além e listaram o risco que 702 atividades correm, com base em uma metodologia própria que estima a probabilidade de informatização. Com base em seu trabalho, o cientista da computação Mubashar Iqbal criou o site Will Robots Take My Job? (“Os robôs vão roubar o meu emprego?”).

 

 

Basicamente, Mubashar extraiu os dados compilados pelos estudiosos e criou uma ferramenta online que permite que os usuários busquem por função e confiram a estimativa. É fácil de usá-la, basta digitar o nome da atividade em inglês e apertar “enter”. Dá para procurar aleatoriamente, também, clicando em “random example” (“exemplo aleatório”). Quer saber se os robôs vão roubar seu emprego? Ou melhor, a probabilidade disso acontecer? Descubra aqui!

Os robôs vão roubar seu emprego? Ainda assim, não é o fim

A McKinsey, em sua pesquisa, aponta outro dado: muitos dos afetados conseguirá fazer a transição para outras indústrias facilmente. Michael e Carl, autores do estudo em que o site é baseado, também apontam o outro lado da moeda.

Ao mesmo tempo, com a queda dos preços da computação, a habilidade de resolução de problemas está se tornando relativamente produtiva, explicando o crescimento substancial do emprego em em ocupações que envolvem tarefas cognitivas, onde o trabalho qualificado tem uma vantagem comparativa”, dizem eles.

Por isso, não deixe que a previsão dos futurologistas te desanime. Focar em seu desenvolvimento é um caminho que não só pode ajudar a driblar a automação, como fortalecer suas competências e versatilidade. Assim, você estará mais forte para enfrentar outros desafios profissionais (além dos robôs).

Faça seu teste vocacional para descobrir carreiras que fazem sentido para seu perfil!

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!
Casdastro realizado, fique ligado para os conteúdos exclusivos!
Seu cadastro não foi realizado, tente novamente!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: