Um Projeto: Fundação Estudar
Montagem de cérebro dentro de lâmpada

Profissional do futuro: como estudar para ter sucesso na carreira

Por Rafael Carvalho

Investir em aprendizado contínuo contribui para conhecer as profissões mais promissoras e desenvolver habilidades que serão valorizadas na era digital

Estudar constantemente é imprescindível para ser um excelente profissional. Mas apenas frequentar as aulas ou se limitar ao diploma de graduação não são suficientes para se destacar no mercado. O bom aprendizado constitui-se na união entre teoria e prática, que permite ao aluno aproveitar melhor sua formação para construir uma carreira de sucesso.

Adquirir experiências fora da sala de aula e se envolver em atividades extracurriculares são opções para se destacar no mercado de trabalho e encarar seus concorridos processos seletivos. Fazer parte de organizações estudantis, como AIESEC, CHOICE, empresas juniores, Ligas, Enactus e Rotaract, além de render ótimo networking (e amizades para vida toda), permite viver situações próximas àquelas que encontrará no mercado de trabalho e, assim, chegar mais preparado ao primeiro emprego. Você pode saber mais sobre essas possibilidades no nosso ebook O Guia de Como Aproveitar Melhor a Faculdade.

Até mesmo as adversidades comuns da vida de estudante podem torná-lo um profissional mais preparado para conquistar sucesso na carreira. Tudo dependerá da forma como você encara essas vivências. Ter que se virar morando sozinho, lidar com professores muito exigentes ou colegas preguiçosos, estudar para uma prova de última hora são algumas situações que estimulam o desenvolvimento de habilidades pessoais (as chamadas soft skills) que serão um diferencial no mundo corporativo, como explicamos melhor no artigo Contratempos na faculdade ensinam lições importantes para todo o resto da carreira.

Mercado em transformação

Ao mesmo tempo, o próprio mercado de trabalho também está passando por transformações.  Com isso, as exigências que os profissionais precisam corresponder para conseguir as melhores vagas – que já são grandes –  tendem a ficar ainda maiores. No relatório The Future Jobs, o Fórum Econômico Mundial descreveu as previsões para um futuro próximo do mercado de trabalho global.

O período foi chamado de Quarta Revolução Industrial e será marcado pelo impacto da tecnologia em diversos setores da sociedade, inclusive nas relações de trabalho. A principal consequência será um número mais limitado de oportunidades devido a substituições em massa de postos de trabalho atuais por softwares ou inteligência artificial. David Baker, pesquisador e professor da The School of Life, também tem uma visão parecida sobre o assunto. Em entrevista concedida ao Na Prática, ele faz a provocação: e se a sua profissão não existisse amanhã?

Tanto a conclusão do relatório, quanto a visão de Baker revelam-se como um conselho aos jovens profissionais: guiar adequadamente as suas careiras para desenvolver as habilidades técnicas e comportamentais que serão valorizadas neste novo contexto.

Estudar para evoluir

Em um momento de transição, os profissionais que estão entrando no mercado ou construindo a sua carreira devem ficar atentos às transformações econômicas, sociais e de força de trabalho iminentes. Orientados para esses objetivos, também é possível aproveitar melhor o curso de graduação e os estudos extracurriculares.

Para conquistar as melhores vagas, profissionais de todas as áreas devem investir na atualização e aprimoramento de suas competências e conhecimentos. O relatório do Fórum Econômico Mundial denominou esses pontos de reskilling e upskilling, respectivamente. Isso somente comprova que não adianta ficar apenas focado no aprendizado prático.

Segundo o estudo, 65% das crianças que estão hoje no primário exercerão profissões completamente novas quando entrarem no mercado de trabalho. E as suas atribuições serão executadas de maneira diferente na era digital. Isso significa que as ocupações existentes não demorarão muito para se transformarem completamente.

Os profissionais devem compreender quais são os impactos dos avanços da tecnologia em sua área de atuação. Entender o mercado e se manter atualizado sobre as tendências do setor são tarefas para as pessoas que ainda estão escolhendo qual graduação cursar, que estão frequentando as aulas ou que já passaram por essas fases e estão se inserindo no mercado.

No mundo moderno, novos processos e ferramentas surgem a cada instante para complementar o trabalho nas mais diversas áreas. Investir em educação contínua garante a capacitação adequada para dominar novos processos. Por mais completa que seja, a grade curricular da faculdade nem sempre contempla esse tipo de conteúdo e os profissionais precisam buscar essa formação fora da sala de aula.

Assistir palestras ministradas por especialistas de sua área de atuação ou ler livros de referência são maneiras simples de se manter atualizado e agregar novos conhecimentos, sem precisar despender o tempo e energia necessários para um curso de especialização ou pós-graduação.

As mesmas ferramentas que estão provocando essas mudanças no mundo do trabalho também viabilizam recursos para adaptação da sociedade. Exemplos disso são os MOOCs, cursos e aulas das principais universidades do Brasil e do mundo que podem ser acessados gratuitamente (ou a custos baixos) pela internet, por meio de plataformas como Coursera e Khan Academy. Conduzidos por especialistas e pesquisadores de referência em diversos campos do conhecimento, os vídeos oferecem um panorama completo para se manter bem atualizado e evitar atividades obsoletas. Da mesma forma, palestras com grandes especialistas não precisam, necessariamente, custar uma fortuna: muitas delas estão disponíveis de graça no YouTube, em canais como o TED Talks.

Habilidades de um profissional do futuro

O relatório do Fórum Econômico Mundial também antecipou que até 2020, 35% das habilidades que são demandadas na maioria das ocupações vão mudar. As características mais valorizadas pelas empresas neste período serão aquelas mais difíceis de ser realizadas artificialmente: liderança, criatividade, capacidade de realizar análises profundas, visão a longo prazo, entre outras.

O jeito de trabalhar também mudará, e os jovens profissionais devem estar preparados para isso. Home office, trabalho flexível ou sob demanda serão ainda mais frequentes. Expedientes dessa natureza exigirão dos profissionais autogerenciamento, porque deverão se motivar, cobrar, avaliar os resultados e propor soluções para otimizar os processos sozinhos. Desempenhar bem as atividades nestes tempos demandará disciplina e proatividade.  

Outra característica do profissional do futuro é a comunicação múltipla. As empresas de praticamente todos os ramos precisarão cada vez mais de uma equipe que saiba explicar a funcionalidade de produtos inovadores a outras indústrias, governos e clientes. Investir em métodos de autodesenvolvimento, como o coaching, permite trabalhar as características valorizadas pelo mercado de trabalho neste momento de transição.  

Na era da robótica avançada, inteligência artificial e automação do transporte e da aprendizagem, dominar as novas tecnologias fará toda a diferença.  O foco são os softwares de dados, Big Data e armazenamento em nuvem. Os profissionais do futuro devem aprender a utilizar essas ferramentas para extrair insights e outras informações que ajudem na criação de estratégias mais efetivas. Recorrer a cursos específicos e materiais didáticos para conhecer ao máximo esses recursos é uma das tarefas de quem quer construir uma carreira promissora.

Pessoas que sabem analisar dados e o ambiente, inclusive, foram apontadas pelo relatório como as mais disputadas pelas empresas neste contexto profissional. Elas são mais ágeis para identificar problemas e propor soluções. Isso também está relacionado ao bom raciocínio crítico e lógico, que serão ainda mais requisitados nos processos seletivos. O desenvolvimento dessas habilidades pode ser impulsionado por uma formação mais específica e aprofundada, como a pós-graduação ou o MBA.

Adaptabilidade é fundamental

Saber se adaptar às mudanças do mercado de trabalho é o que permitirá aos jovens profissionais construir uma carreira de sucesso neste momento de transição. Mais do que apenas aceitar as mudanças, eles precisam antecipá-las e se preparar para garantir o seu espaço.  Não parar de estudar é uma das melhores formas de lidar com a complexidade e o dinamismo que fazem parte deste momento.

O profissional deve traçar continuamente o futuro de sua carreira. Entender os rumos da profissão que escolheu ajuda a determinar os seus objetivos. Estudar com base nisso não somente o deixará mais preparado para enfrentar os novos desafios, como também ampliará os seus horizontes. Além disso, ao conhecer novos recursos e possibilidades, você se torna mais criativo, o que é fundamental nesta nova era de inovação.


O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo