Um Projeto: Fundação Estudar
Homem olhando para lago

Perguntas que todos deveríamos fazer para encontrar nosso propósito

Por Rafael Carvalho

"Devemos saber sobre a diversidade de caminhos que existem para escolhermos o nosso próprio", escreve o jornalista e educador Caio Dib, do Caindo no Brasil, em sua coluna de estreia no Na Prática

Na mesma semana, recebi duas mensagens que, juntas, me provocaram bastante. A primeira era de um estudante de escola pública da periferia de São Paulo, que pedia ajuda para que o grêmio estudantil que ele participa pudesse repensar e “reconstruir o método da escola”.

A outra mensagem veio da Índia, e era de uma amiga que estava contando sobre uma conhecida que morava no Centro-oeste brasileiro e saiu de um trainee de alta performance com chances de crescimento corporativo para trabalhar no que ela realmente acredita: educação.

Leia também: Sucesso e propósito estão diretamente conectados, indicam estudos

O que nós, como sociedade, ainda não compreendemos para começarmos a fazer diferente? Jovens que buscam novos modelos para a educação que eles mesmos estão vivendo e pessoas que questionam os modelos de trabalho em busca de propósito são cada vez mais frequentes.

Estudar em um colégio que prioriza o conteúdo cobrado no vestibular é sim uma opção, trabalhar 15 horas por dia em uma empresa que paga altos salários também é possibilidade para algumas pessoas. No entanto, acredito que devemos saber sobre a diversidade de caminhos que existem para escolhermos o nosso próprio de maneira clara.

E para escolher o caminho com o qual mais nos conectamos, precisamos fazer algumas perguntas para nós mesmos:

1. O que me faz vivo?

2. O que está no meu piloto automático?

3. O que levo nos meus bolsos?

4. Quem admiro e ainda não conheço pessoalmente?

5. Quem sou eu, sem falar de trabalho em nenhuma parte da resposta?
(Essa pergunta vai ser bastante difícil para alguns)

6. Finalmente: qual o meu propósito?

laerte-balanco


Quadrinho do cartunista Laerte Coutinho,
publicado na Folha de São Paulo

A mágica acontece fora da zona de conforto Não tive a oportunidade de ser como o estudante incomodado com a educação que me procurou no começo da semana. Tive uma experiência educacional tradicional, mas que gostei bastante. Mas me identifico muito com a menina que saiu de u
ma grande corporação em busca de propósito.

Com o Caindo no Brasil, saí de grandes empresas para uma viagem de cinco meses de ônibus pelo Brasil para conhecer as realidades e iniciativas que fazem a diferença na educação do nosso país. Você pode assistir mais sobre a história no vídeo abaixo ou ler um trecho do livro Caindo no Brasil: uma viagem pela diversidade da educação para conhecer mais sobre as iniciativas educacionais que visitei.

Baixe o Ebook: 9 Carreiras para quem quer revolucionar a educação

 

Dica do Na Prática:

Ainda não sabe qual rumo dar para a sua carreira? Não deixe de conhecer bem de perto o mercado de trabalho antes de tomar qualquer decisão, pois um erro nesta etapa pode gerar grandes frustrações, te levando até caminhos que não fazem sentido para você. Mas fique tranquilo, foi pensando neste desafio que a Fundação Estudar criou o Carreira Na Prática, um curso no qual você irá visitar empresas, entender a rotina de trabalho e tirar dúvidas com profissionais para tomar decisões mais embasadas. Inscreva-se até este Domingo, 29/05, com 20% de desconto usando o cupom MINHACARREIRA. Clique aqui para saber mais!

 

 

 

caio dib


Caio Dib, colunista do Na Prática, é fundador do Caindo no Brasil. Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, já integrou equipes de instituições como Abril Educação, Colégio Bandeirantes e Instituto Natura. É autor de Caindo no Brasil: uma viagem pela diversidade da educação e Educação Reinventada: a tecnologia como catalisadora de uma nova escola.Também é educador no Transform+ação, um curso extracurricular que empodera jovens com idades entre 10 e 14 anos para criarem projetos que melhoram o bairro que vivem e estudam.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo