Um Projeto: Fundação Estudar
Pessoas trabalham juntas do lado externo de um café

Networking: 10 estratégias para manter sua rede ativa

Por Redação, do Na Prática

Uma vez que os contatos estejam feitos, é preciso cultivá-los. Saiba como planilhas, listas de leitura e encontrar “superconectores" são importantes nesse processo

Assim como qualquer outro tipo de relação, manter uma relação profissional ativa e saudável também exige cultivo.

Caso contrário, o risco de perder esse contato, seja perder a conexão em si ou novidades que seriam úteis para você, é grande. O que não significa que é preciso chamar a mesma pessoa para um café toda segunda-feira – você só não pode esquecê-la.

O lado bom é que há uma série de estratégias disponíveis e que podem ajudá-lo a avançar na carreira. O NaPrática.org explica 10 delas abaixo:

10 jeitos de manter seu networking ativo

1. Organize-se

Não confie apenas no LinkedIn ou na sua caixa de entrada: crie uma planilha para rastrear seu histórico de contato com as pessoas em seu networking.

Segundo Kathryn Minshew, expert em networking do The Muse, é fácil. Crie colunas para nomes, funções, empresas, indústria, contatos, cidade, primeira data de contato, última data de contato e notas.

Minshew separa tempo semanalmente para entrar em contato com novas pessoas e aquelas que já estão em sua rede, atualizando a planilha em tempo real.

“Pode parecer bobo agendar networking formalmente, mas se você não fizer isso, significa que não é realmente uma prioridade sua – e provavelmente você não vai fazer.”

Baixe o ebook: Ferramentas de Autoconhecimento

2. Priorize seus contatos

Você pode adicionar outras colunas à planilha anterior, como clientes atuais, clientes em potencial, colegas influentes, amigos que conhecem muita gente, etc.

E não é preciso entrar em contato só se você precisa de algo. Pessoas de quem você genuinamente gosta e com quem realmente aprende, por exemplo, podem (e devem!) entrar no seu pipeline regularmente.

3. Agregue valor

Quando fizer contato com alguém de sua rede, é sempre bom agregar valor – e aí aquela última coluna da planilha, intitulada “Notas”, é uma mão na roda.

Quais são os interesses daquela pessoa? Sobre o que vocês conversaram? Que tipo de ajuda essa pessoa precisa?

O que você sabe, leu ou viu ultimamente que foi interessante para você e pode ser de interesse para ela também? Envie referências relevantes e compartilhe seu conhecimento.

Se você for um leitor voraz, Kathryn Minshew também sugere que faça um compilado com os melhores livros e artigos sobre um dado tema e envie, num formato de PDF e com uma breve explicação, para contatos que possam ter interesse.

4. Mantenha-se atento às conquistas e dê parabéns

As pessoas gostam de comemorar conquistas profissionais e também de receber parabéns por elas. Aproveite para tomar a dianteira.

Quando notar uma novidade em sua timeline ou alguém contar algo importante, não perca a chance de congratular a pessoa rapidamente e explicar porque achou aquela conquista admirável.

6. Marque encontros

Nem só de e-mails e likes vive um relacionamento: encontrar alguém pessoalmente é uma experiência insubstituível para construir bases sólidas.

Para extrair o máximo que puder de cada um, convide seus contatos para um café ou almoço de vez em quando para trocar ideias ou discutir algum projeto interessante.

E se quase ninguém topar? Não se desespere. Mesmo se os encontros forem poucos, ainda terão efeitos notáveis em sua rede de contatos porque você será mais lembrado.

7. Faça algo por seus contatos todos os dias

Segundo Adam Rifkin, considerado o melhor networker do Vale do Silício pela revista Fortune, fazer algo por sua rede de contatos diariamente é essencial.

Pode ser enviar um e-mail, fazer um favor rápido ou sugerir um leitura para quem você já conhece, pedir para um amigo fazer uma nova ponte (ou você mesmo fazer essa ponte), buscar uma nova conexão profissionalmente relevante… Tudo vale a pena.

Leia também: Sua timidez tem te atrapalhado no trabalho? Confira essas dicas!

8. Fortaleça relações com quem importa para você

Rifkin sugere a seguinte reflexão: se você fosse demitido hoje, quais seriam as cinco ou dez pessoas com quem entraria em contato e pediria conselhos? Então coloque-as na lista de prioridade hoje, não só quando houver uma emergência.

Outro take é analisar quem são as cinco ou dez pessoas com quem você passou mais tempo nos últimos três meses. Está feliz com a influência deleas? Quem gostaria de incluir nessa lista?

9. Encontre os “superconectores” de sua rede

Há quem tenha um dom aparentemente sobrenatural para conhecer pessoas – e você provavelmente conhece uma pessoa assim, “superconectora”.

Se há alguém que já te ajudou profissionalmente no passado ou que te apresentou para muitas pessoas, invista nessa relação. Ela vai te ajudar a ampliar seu leque de contatos.

10. Reserve fundos para pessoas interessantes

Está namorando um evento cheio de gente que você gostaria de conhecer, mas que é caro ou em outra cidade? Gostaria de trabalhar no Rio de Janeiro, em Paris ou no Vale do Silício mas não consegue contatos relevantes à distância?

Não é sempre, mas pode ser o caso de reservar fundos para fazer viagens, frequentar eventos e conhecer pessoas interessantes – e não precisa ser muito, apenas suficiente para cobrir o que você quer fazer!

A peça-chave para aproveitar ao máximo seu investimento é planejá-lo com antecedência, explicando seus interesses e suas datas para agendar cafés, almoços, jantares e reuniões antes de chegar lá. Quem sabe eles não se multiplicam?

Leia também: Escuta ativa: como e por que se tornar um ótimo ouvinte

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo