Mulher observa outra participante em mesa

No ano passado, pesquisa global da consultoria de recursos humanos Harvey Nash apontou que apenas 7% dos cargos de liderança no setor de tecnologia eram ocupados por mulheres. A segunda constatação é ainda pior: esse número está diminuindo.

Se, por um lado, mulheres no topo da carreira como Sheryl Sandberg, COO do Facebook, e Ginni Rometty, CEO da IBM, entre outras, sinalizem que uma mudança nesse cenário é possível e bem-vinda, também é verdade que ainda há muito a ser feito para se atingir um ambiente mais paritário.

Na semana do Dia Internacional da Mulher (8 de março), empresas como Google, Twitter e Microsoft, promovem no Brasil eventos voltados para mulheres e que visam reverter esses números, atraindo mais mulheres para o mercado de tecnologia e promovendo reflexões sobre as barreiras que impedem que elas ascendam às posições de liderança. Veja o que está programado:

 

 

Leia também: O que foi falado sobre liderança feminina do Fórum Econômico Mundial?

Google, 14 de março, em São Paulo

A gigante da tecnologia promoverá um encontro para mulheres do setor, com a temática “conectar, criar, celebrar” e o objetivo de trocar experiências e recursos. O evento faz parte do programa global Women Techmakers, que visa aumentar os debates sobre mulheres líderes e inovadoras em tecnologia e inspirar outras a entrarem nesse campo. O evento contará com labortaório de programação e palestras sobre iniciativas da empresa para incentivar uma participação maior do sexo feminino na indústria como um todo. O evento será realizado no escritório do Google em São Paulo (Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3477, Itaim Bibi) e é possível increver-se por aqui.

Microsoft, 11 de março, em São Paulo

Já o evento promovido pela Microsoft parte da pergunta: “Como a tecnologia pode ajudar as empreendedoras?”, e também acontecerá na sede da empresa (Avenida das Nações Unidas, 12.495, Brooklin Novo). A proposta é ensinar possíveis utilizações da tecnologia para melhorar produtividade e comunicação. Segundo os organizadores do evento, não é preciso ter nenhuma experiência prévia com tecnologia ou programação.

Vale lembrar que, ano passado, o CEO Satya Nadella envolveu a empresa em uma polêmica sobre paridade salarial entre homens e mulheres, ao sugerir que as mulheres não deveriam pedir aumento de pagamento. Ele desculpou-se logo após a gafe, e lembrou que na Microsoft cerca de um terço dos 10.000 funcionários são mulheres. O evento faz parte da Semana da Mulher na Tecnologia, e as incrições devem ser realizadas aqui.

Leia também: O dia a dia de uma jovem CEO em uma startup de tecnologia

Twitter, 12 de março, em São Paulo

A rede social promoverá um Hackday (dia de imersão em programação) para meninas entre 10 e 18 anos da região de Paraisópolis, um dos bairros mais pobres de São Paulo e com uma população de 100.000 habitantes. As participantes vão trabalhar em grupos e passar por todo processo de criação de um aplicativo, desde a ideação até a sua prototipação. No fim da atividade, que dura o dia inteiro, a ideia é que todas as meninas saiam com um projeto concluído, conhecimento adquirido e a confiança de que tecnologia pode mudar o mundo. O evento ocorrerá no recém-inaugurado escritório do Twitter em São Paulo, no Itaim Bibi. As inscrições estão abertas tanto para mentoras, como para participantes (nesse casso, voltado às meninas de Paraisópolis).

O evento promovido pelo Twitter também faz parte da Semana da Mulher na Tecnologia, que ainda possui muitas outras atividades além das mencionadas nessa matéria. Vale conferir!

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!
Casdastro realizado, fique ligado para os conteúdos exclusivos!
Seu cadastro não foi realizado, tente novamente!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: