Um Projeto: Fundação Estudar
Homem pensativo mexendo no computador.

A principal pergunta a se fazer antes de abrir uma startup

Por Suria Barbosa

As empresas que são idealizadas para resolver problemas não só contribuem com a sociedade, como têm vantagens competitivas. Entenda os benefícios de ter um propósito por trás da sua ideia negócio.

“Você conseguiria viver em um mundo onde a sua startup não existe?” De acordo com Ankur Jain, criador da Kairos, organização que funda companhias que resolvem grandes desafios, essa é a pergunta que todos que pensam em abrir uma startup deveriam se fazer antes de iniciar o seu negócio. 

Em um artigo para o site do grupo Virgin, o empresário indiano falou sobre a importância de ter um propósito maior por trás de uma ideia. “Se o mundo está bem sem a sua empresa, então construa outra coisa”, foi o que um mentor disse a Ankur. 

Com a tecnologia tornando tantas inovações possíveis, muitos veem a chance de abrir o próprio negócio. Mas, apenas se propor a lançar um serviço inédito não garante o sucesso.

“O empreendedorismo sempre foi sobre a solução de problemas”, diz Ankur. E é aí, então, que o futuro empreendedor deve focar. Afinal, se há um problema, há pessoas sofrendo por ele. E, possivelmente, um mercado disposto a adquirir a solução.  

Também é o que pensa a fundadora do Nubank, Cristina Junqueira. “Nós abordamos problemas de verdade. Dói muito para alguém? Então resolva. Trabalhe para seu cliente – e brasileiros são tão maltratados que há muitas oportunidades. Encontre uma e vá atrás“, disse ela em evento da Fundação Estudar.

Abrir uma startup que tenha um projeto e objetivos maiores do que a ambição não só é bom para o mundo, como é uma estratégia inteligente.

Ankur pontua alguns benefícios dos negócios que começam tendo como maior propósito servir à sociedade (ou parte dela):

#1 Você vai conseguir reunir os melhores profissionais

“Quanto mais ambiciosa for a missão, mais pessoas querem ajudar. Os melhores talentos querem lutar por algo maior do que eles mesmos, e sabemos que nenhuma grande empresa pode ser construída sem uma equipe incrível e inspirada.”

#2 Você pode avançar com convicção de que a necessidade existe

“Muitas dessas companhias baseadas apenas em hype vão ter que se esforçar para encontrar consumidores que precisam de seu serviço. Por outro lado, startups com propósito já nascem sabendo que estão tratando de um problema real.”

 

Leia também: 5 startups que prometem melhorar os serviços públicos

#3 Você vai construir algo que aguenta uma tempestade

“Nas startups, especialmente nos primeiros dias – os altos são bem altos e os baixos são bem baixos. É difícil sobreviver a uma semana, mês ou trimestre ruins, quando seu único objetivo é conseguir mais uma venda. Para muitas startups sem uma missão clara, as equipes podem começar a desmoronar no primeiro sinal de problemas. Mas, quando sua empresa é construída em torno de um propósito, você dá a sua equipe um motivo para continuar lutando.”

Abrir uma empresa que tenha um projeto e objetivos além da ambição garante algumas vantagens competitivas. Então, antes de lançar a sua ideia no mercado, se pergunte se viveria (bem) em um mundo em que ela não existe. Se a resposta for não, não deixe que nada te impeça de pôr em prática a sua visão.


O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo