Um Projeto: Fundação Estudar
boa decisão de carreira

“Uma boa decisão de carreira é aquela que te aproxima dos seus objetivos”, diz consultor profissional

Por Suria Barbosa

A decisão de carreira tem poder de influência nos mais diversos aspectos da vida, até nos mais significativos, como sentido e felicidade. É por isso que fazer escolhas acertadas pode ser muito poderoso.

“Desde os filósofos antigos, até pré-socráticos, a ideia de felicidade vem da busca de um sentido na vida. Acredito que a carreira pode ser caminho para esse sentido”, diz o consultor de carreira, coach e professor Emerson Weslei Dias. A possibilidade de trabalhar em harmonia com um propósito pessoal, que é o que o especialista aponta, exacerba a importância da escolha profissional.

Para ele, o que caracteriza uma boa decisão de carreira é exatamente ela aproximar a pessoa de objetivos próprios, principalmente de longo prazo. Manter o foco nessas metas também ajuda a se direcionar. Por exemplo: se orientar ao seu sonho grande, muitas vezes, não está em linha com uma ascensão linear e hierárquica. Nesse sentido, por exemplo, às vezes, um “passo atrás” pode ser uma decisão estratégica, esclarece Emerson.

Autor do livro “O Inédito Viável”, o consultor defende a necessidade de cada um “gerenciar” quatro aspectos principais que compõem a vida:

  • relacionamentos sociais
  • saúde
  • vida financeira
  • desenvolvimento intelectual

Não há uma ordem hierárquica entre elas, todas são importantes e equilibrar tudo isso não é tarefa fácil.” O ponto, de acordo com ele, é que tendo feito uma escolha acertada, há mais chances desses pilares serem “bem encaminhados”.

Ainda que, por esses motivos, a decisão de carreira seja muito importante, Emerson destaca que não há problema em tentar diversas vezes e que encontrar um caminho ideal de primeira não é a regra. “Não há fórmulas, mas buscar é extremamente importante”, completa.

Faça seu teste vocacional!

O que levar em conta para tomar uma boa decisão de carreira

O coach e consultor de carreira destaca que três fatores devem ser cuidadosamente analisados na hora de fazer escolhas profissionais:

  • interesses: o que desperta curiosidade, move para a ação
  • motivações: vital para se estar onde deseja
  • competências: o que você sabe e pode desenvolver de acordo com os interesses e motivações

“Tente estar onde essas três coisas possam convergir”, diz Emerson, que lembra que esses status não são, necessariamente, permanentes; podem se tornar outros quando as motivações mudarem, por exemplo.

Tenha clareza dos caminhos profissionais que fazem sentido para você com o curso Decisão de Carreira Na Prática Online

O que fazer diante da incerteza?

No caso de ter muitas dúvidas ao decidir, o consultor de carreira indica experimentar as atividades, além de refletir e estudá-las.

“Vale sim tomar tempo pesquisando, analisando, tirando dúvidas com outras pessoas… tudo isso é muito importante. Mas você só saberá de fato quando fizer, quando viver na prática e sentir a experiência.”

Emerson fundamenta a relevância da vivência com o conceito de Flow, da Psicologia Positiva: estar onde se quer estar, tendo a competência adequada e produzindo, a ponto de não perceber o tempo passar. O conceito é focado na forma concreta do fazer, não apenas imaginativa. “Ter prazer em buscar essas respostas pode ser um forte indicativo de que está gostando da carreira, compreendendo-a de forma abrangente”, concluí.

Quer descobrir que área de carreira te interessa mais? Baixe nossa matriz de decisão!

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo