Um Projeto: Fundação Estudar
mulher olha pela janela

As 8 principais atitudes de um líder, segundo os fundadores da Stone

Por Suria Barbosa

Fundadores da Stone, empresa do setor de pagamentos que abriu seu capital no ano passado (e é uma das unicórnios brasileiras!), dão conselhos para uma liderança efetiva e forte.

Periodicamente, a Stone, empresa do setor de pagamentos que abriu seu capital no ano passado, recebe empreendedores em seu escritório com o objetivo de compartilhar práticas sobre gestão, liderança e execução.

No encontro mais recente, o fundador da empresa, André Street, e o sócio e CEO Thiago Piau falaram sobre o que acreditam ser atitudes que compõem o comportamento de um (bom) líder.

Confira os principais ensinamentos da vez!

As 8 atitudes do líder, segundo os fundadores da Stone

#1 Desenvolver traços essenciais

De acordo com a dupla, há três características chave para configurar uma boa liderança.

  1. Ensinar o que sabe (“generosidade mental”)
  2. Praticar o que ensina, configurando o que chamam de “coerência ética”
  3. Perguntar o que não sabe, uma das expressões de humildade

#2 Promover envolvimento

Aqui, a ideia é que o líder deve fazer todos se sentirem parte da obra. “Envolva, dê missões para as pessoas, até para quem não trabalha na empresa. Ponha os investidores para trabalhar, clientes, amigos, parceiros, funcionários, influencie, mas faça naturalmente”, dizem. “A culpa é sua, o mérito é do time.

#3 Focar no cliente

De acordo com a dupla, o ideal é desenvolver na empresa diferenciais competitivos que se baseiem em atender de forma única um determinado nicho de pessoas.

“Nunca esqueça que seu objetivo é uma causa: melhorar a vida de alguém. Muitas vezes fazendo transformações profundas, outras vezes aprimorando algo de maneira marginal, ou fazendo algo muito bem.”

Para isso, no entanto, é preciso conhecer muito bem o freguês, explicam. “Uma empresa existe para servir bem o cliente. Uma empresa bem-feita tem um efeito positivo imenso na sociedade.”

Da mesma forma, por isso também é preciso também valorizar cada um dos clientes. “Se tiver muitos, vá pessoalmente conversar com alguns, pois assim você aprenderá muito.”

#4 Ser ágil

A dica da dupla da Stone para lidar com a competição é não se conformar e reagir com rapidez. Não só: também treinar os colaboradores para que a companhia desenvolva tal senso de urgência que impede a procrastinação a nível organizacional.

“Fique atento com os competidores e seus movimentos, mas procure competir mais ainda com você mesmo, assim você pode fazer grandes transformações”, afirmam.

#5 Fortalecer a cultura

Para que a cultura permeie a empresa de forma a se fortalecer e se manter forte, é preciso apostar na repetição. Cabe ao líder, então, reforçar os valores, missão e propósito sempre, sem se preocupar no que vão pensar com a iteração. “Fale para o time e para os novos que estão entrando”, dizem.

Leia também: 4 lições sobre gestão de pessoas e empreendedorismo de André Street, fundador da Stone e Arpex

#6 Fomentar a independência

É importante fazer com que a operação não dependa de si próprio, como líder. “Sua cabeça liberada para pensar em coisa nova vale muito, então tente informatizar e automatizar tudo [que for possível]”, explica a dupla.

“Faça uma vez e tente ensinar, ponha o padrão e depois coloque alguém melhor do que você, que goste de fazer [tal coisa].“

O líder deve sempre incentivar a melhoria contínua e transformações estruturais que somente serão possíveis com uso de tecnologia. Além disso, recompensar bem que está por trás da operação. “Uma empresa não é feita só de atacantes.”

#7 Ser um exemplo de ética

“Jamais pegue atalhos, não faça nada errado mesmo que ninguém veja”, recomendam os executivos da Stone. Isso inclui mentir: “sua liderança é colocada em risco pelos bons e verdadeiros, quando você mente”.

Também é preciso ter coragem de tomar decisões difíceis e que podem ser impopulares. “Procure energizar as pessoas, mesmo nos tempos difíceis, pois elas estão olhando para você sempre e para o exemplo que você dará com seu comportamento.”

Outras atitudes fazem de um líder um bom exemplo de ética, de acordo com Street e Piau:

  • Escutar quem não concorda;
  • Avaliar a própria arrogância (eventual) com frequência e
  • Reconhecer os próprios erros em público “naturalmente”.

#8 Montar um bom time

  • Monte uma equipe complementar e diversa

“Há vários tipos de inteligência, portanto procure conhecê-las e aprenda a identificá-las. Seu time tem que ser diverso e complementar”, dizem. “Atente-se para a inteligência emocional nas suas entrevistas”, acrescentam os executivos da Stone.

  • Preze pela integridade

A dica dos líderes é estudar as obras do professor de psicologia e economia comportamental mundialmente famoso Dan Ariely.

“Não tolere pequenos deslizes éticos”, concluem. “Ensine ética e a reagir diante de conflitos, mas saiba avaliar quem tem o hábito de levar para si toda vantagem e que não respeita as quatro linhas do campo. Conheça o que motiva a pessoa, assim você poderá se antecipar e avaliar as decisões.”

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo