Um Projeto: Fundação Estudar
Jovem escrevendo em caderno

Programa de trainee: como escolher uma empresa que tenha a sua cara?

Por Redação, do Na Prática

Consultora e Coach do portal Seja Trainee, Fernanda Esteves fala sobre como unir autoconhecimento e informações sobre cultural organizacional são importantes na hora de decidir se o programa é para você

Os candidatos mostram que estão preocupados em conseguir uma posição no mercado de trabalho. Mas o desejo que a grande maioria expressa nos atendimentos de coaching, vai muito além de conquistar uma vaga no mercado, para eles o objetivo é se inserir em grandes empresas, onde possam ter um desenvolvimento profissional e trilhar sua carreira.

Porém, quando pergunto como eles têm feito essas buscas, recebo como resposta: “Tenho me candidatado a algumas oportunidades porque me identifico com o produto, marca ou serviço” ou “é uma empresa que tem um programa de trainee interessante, com treinamentos, job rotation, além de não precisar de experiência”.

A verdade é que esse processo de busca não é tão simples como aparecem nos relatos, senão as empresas não investiriam fortemente em processos de atração e seleção de profissionais. Afinal, o que as empresas sempre buscam são candidatos alinhados ao perfil da empresa e da vaga.

Entretanto, nas reuniões de consultoria e coaching, eu recebo alguns questionamentos. “Não entendo o perfil que as empresas estão buscando” ou ainda “Não sei como avaliar se o perfil dessa empresa é aderente ao meu perfil”. Para identificá-lo, falaremos um pouco de cultura organizacional, que é o fator mais importante para saber se um candidato está alinhado ou não à vaga de trainee.

Leia também: Confira os programas abertos de estágio e trainee

O perfil da vaga importa? Sim, ele é importante. Mas antes de ser inserido nela, você primeiramente faz parte de algo maior, que é a organização (empresa) que contém uma série de características e dentro desta você ocupa uma função. Portanto, quando falamos de cultura, abordamos as características necessárias que é preciso ter para fazer parte de uma empresa.

Afinal, o que é a cultura organizacional de uma empresa? A cultura é a forma/modelo como a organização funciona. Ou seja, são “as regras” que conduzem seu jeito de funcionar e seu estilo de ser. A cultura é formada por um conjunto de elementos:

– Missão, visão e propósito

– Valores organizacionais

– Vestimenta (formal, casual ou sem dress code específico)

– Estrutura física (ambiente separado por salas ou aberto; estação de trabalho fixa  ou remota)

– Jornada de trabalho (permite ou não ter horário flexível ou home office)

– Modelo de tomada de decisão (se tende a ser uma estrutura mais rígida, em que decisões vêm do cargo mais alto para os cargos menores, ou horizontalizada, em que as decisões não são tomadas exclusivamente pela liderança e há mais autonomia)

Inscreva-se no Curso por Email: O que ninguém te ensina na hora de fazer um currículo

Outro fator importante que define uma cultura é se ela está mais voltada para pessoas ou para resultados no cotidiano. Empresas com foco em pessoas tendem a propiciar um ambiente mais acolhedor, flexível e de trabalho em equipe. O colaborador é visto como parceiro do negócio e geralmente possuem uma estrutura bem definida, vendo as pessoas como o meio que levará a empresa a alcançar os resultados.

Empresas com perfil de resultado demonstram menor preocupação com colaboradores, pois promovem demandas desafiadoras por resultados e competição interna, foco nas metas, superação dos objetivos e nas tendências do futuro e valorizam mais o indivíduo do que a integração.

Agora que você já sabe que cada empresa tem uma cultura, analise seu perfil e veja com quais empresas você mais se conecta!

Faça os testes de autoconhecimento da Fundação Estudar para saber mais sobre si mesmo

Texto originalmente publicado no portal Seja Trainee 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo