Um Projeto: Fundação Estudar
Jovens estudantes em mesa de estudos em escola

Prêmio WISE identifica soluções criativas para desafios da educação

Por Rafael Carvalho

Estão abertas as inscrições para o concurso que destina 20 mil dólares para iniciativas que estão transformando a educação ao redor do mundo

Ser reconhecido mundialmente por seu projeto inovador em educação. Essa oportunidade é oferecida pelo WISE Awards, prêmio que dá visibilidade a práticas inovadoras desenvolvidas no mundo inteiro e que está com inscrições abertas. O WISE (World Innovation Summit for Education) é uma iniciativa da Fundação Qatar e, todos os anos, questiona como os processos de aprendizagem podem ser mais engajadores e relevantes, a fim de identificar seis projetos com soluções criativas para os desafios da educação.

As seis propostas com abordagem mais inovadora e um grande potencial de adaptação e reprodução em larga escala são contempladas com US$ 20.000. As inscrições podem ser realizadas pelos representantes dos projetos, que podem ser de qualquer região e de qualquer setor ou nível educacional. Os líderes de cada grupo devem apresentar o funcionamento e alcance das atividades desenvolvidas. O requisito é que o compromisso com a educação de qualidade seja verificável para que, a partir disso, o WISE consiga construir uma rede de agentes de mudança na educação.

O Prêmio foi elaborado em 2009 e, desde então, recebeu 2850 inscrições de 150 países. Os 42 vencedores conseguiram, de alguma forma, revolucionar o sistema e a metodologia de ensino com os alunos.

As inscrições vão até o dia 15 de janeiro de 2016. O formulário deve ser preenchido em inglês e, de todos os inscritos, a Fundação Qatar irá selecionar 15 finalistas. Os seis vencedores serão escolhidos por um júri formado por lideranças da educação mundial e o resultado será divulgado em setembro. Além do prêmio de US$ 20.000, os vencedores serão reconhecidos durante o WISE Summit, evento realizado anualmente.

Vencedores de 2014 Australia, Egito, Finlândia, Índia, Jordânia e Peru foram os países onde seis projetos inovadores de educação foram originados e premiados. Na Austrália, o “The song room” usa arte e música para melhorar o bem estar social de crianças de baixa renda, além de ajuda-las a desenvolver habilidades socioemocionais e melhorar o desempenho escolar.

No Egito, o vencedor foi o programa “Street Children: Re-integration through Education” (do inglês, Crianças da rua: Reintegração através da educação), que tira as crianças da rua ao reconectá-las com suas famílias e com o sistema público de ensino. Tanto o projeto Me & MyCity, da Finlândia, quanto o Alternate Education for Rural Development in Peru (do inglês, Educação alternativa para o desenvolvimento rural no Peru) treinam os alunos a partir de atividades mão na massa para que eles adquiram habilidades úteis para o mercado local.

Na Índia, o projeto Educate Girls luta contra a desigualdade de acesso a educação entre gêneros, encorajando pais a mandarem suas filhas para a escola. Seguindo a linha de empoderar meninas e mulheres, o programa “We love Reading”, da Jordânia, capacita mulheres para que elas levem o amor pela leitura a crianças, promovendo aprendizagem também fora da sala de aula.

 

Este artigo foi originalmente publicado em Porvir

 

Dica do Na Prática:

Ainda não sabe qual rumo dar para a sua carreira? Não deixe de conhecer bem de perto o mercado de trabalho antes de tomar qualquer decisão, pois um erro nesta etapa pode gerar grandes frustrações, te levando até caminhos que não fazem sentido para você. Mas fique tranquilo, foi pensando neste desafio que a Fundação Estudar criou o Carreira Na Prática, um curso no qual você irá visitar empresas, entender a rotina de trabalho e tirar dúvidas com profissionais para tomar decisões mais embasadas. Inscreva-se até este Domingo, 29/05, com 20% de desconto usando o cupom MINHACARREIRA. Clique aqui para saber mais!

 

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo