Um Projeto: Fundação Estudar

O que querem jovens brasileiros que trabalharão com TI no futuro

Por EXAME.com

Pesquisa da Universum revela as metas de carreira e também empresas mais desejadas pelos estudantes de TI no Brasil

O Google continua sendo a empresa dos sonhos de carreira e inovação é a principal qualidade que um empregador pode oferecer a um profissional de TI. Esses são alguns dos resultados da pesquisa feita pela Universum com 3.250 estudantes de cursos de tecnologia no Brasil.

A pesquisa investigou empregadores mais atrativos, metas de carreira e também os atributos das empresas que mais fazem a diferença para a carreira, segundo os estudantes.

Em relação às qualidades das empresas, os estudantes de TI colocaram a inovação no topo neste ano, o que não ocorreu em 2016. Confira a tabela:


Tabela da Exame.com
Equilíbrio entre vida pessoal e profissional é a principal meta de carreira dos estudantes de TI, mais importante até que a estabilidade e o propósito.

Leia também: O que o jovem brasileiro pensa sobre propósito e carreira?

Desde 2014, essa é a meta mais importante:


Tabela da EXAME.com
A Universum também investigou quais as empresas mais desejadas pelos estudantes de TI. Como em todos os anos anteriores, o Google ficou no topo. Microsoft e Apple vêm logo em seguida.

QUER TRABALHAR COM EMPREENDEDORISMO E TECNOLOGIA? INSCREVA-SE NESSA CONFERÊNCIA DE CARREIRAS GRATUITA!

Confira quais as 100 empresas que fazem a cabeça e os sonhos de carreira dos jovens:

As 100 empresas mais desejadas pelos estudantes de TI

1. Google
2. Microsoft
3. Apple
4. Facebook
5. IBM
6. Intel
7. Netflix
8. Dell
9. Oracle
10. Samsung
11. Sony
12. Governo Federal
13. Nubank
14. TOTVS
15. Banco do Brasil
16. Cisco Systems
17. Itaú Unibanco
18. SAP
19. Petrobras
20. Lenovo
21. Rede Globo
22. Banco Bradesco
23. BMW Group
24. Uber
25. Grupo Santander
26. Ambev
27. The Coca-Cola Company
28. Hewlett Packard Enterprise
29. Nike
30. Embraer
31. Accenture
32. Toyota
33. HEINEKEN
34. TAM-LatAm Airlines
35. Honda
36. Nestlé
37. Editora Abril
38. Banco Safra
39. Walmart
40. Ford do Brasil
41. Bosch
42. GM – General Motors
43. TIM Brasil
44. Vale
45. Siemens
46. 3M
47. Volkswagen Group
48. Red Bull
49. GOL Linhas Aéreas
50. Cielo
51. Telefonica / Vivo
52. Deloitte
53. PepsiCo
54. Eletrobrás
55. Odebrecht
56. Ericsson
57. General Electric (GE)
58. Adidas Group
59. Bank of America (BofAML)
60. Philips
61. Unilever
62. Bayer
63. Johnson & Johnson
64. Natura
65. Gerdau
66. Deutsche Bank
67. Grupo Volvo
68. Citi
69. Groupe Renault
70. ArcelorMittal
71. PwC (PricewaterhouseCoopers)
72. L’Oréal Group
73. C&A
74. EY (Ernst & Young)
75. Fiat Group
76. CSN – Companhia Siderúrgica Nacional
77. Riachuelo
78. J.P. Morgan
79. Claro
80. Braskem
81. Souza Cruz – British American Tobacco
82. Votorantim
83. Michelin
84. KPMG
85. Schneider Electric
86. Whirlpool
87. Caterpillar
88. Raízen
89. Renner
90. John Deere
91. Daimler/Mercedes-Benz
92. ADP
93. BASF
94. Leroy Merlin
95. brf – Brasil Foods
96. Schlumberger
97. McKinsey & Company
98. Goldman Sachs
99. Mondelez International
100. BTG Pactual

 

Artigo originalmente publicado pela EXAME.com

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo