Um Projeto: Fundação Estudar
Steve Jobs em palestra

Steve Jobs não seria contratado por nenhuma empresa, diz recrutadora

Por Rafael Carvalho

"Ser proativo, capaz de se comunicar já se tornou o básico. São as características comportamentais que vão fazer a diferença", explica Irene Azevedo

O jovem que deseja construir uma carreira de sucesso precisa ter, além do diploma universitário, maturidade emocional para lidar com as exigências do trabalho, explica a executiva Irene Azevedo, diretora da empresa de recrutamento Lee Hecht Harrisson, em entrevista à Folha de São Paulo.

Para ela, os processos seletivos estão cada vez mais complexos e sofisticados, até mesmo para vagas de estágio. “O Steve Jobs não entraria nas organizações atuais porque nem faculdade ele tinha. Esse é o mundo onde vivemos, com exigências altas”, diz.

Características fortes Segundo Irene, o que vai diferenciar os candidatos em um processo seletivo não é a eficiência e nem mesmo as capacitações técnicas. “Ser proativo, capaz de se comunicar já se tornou o básico. São as características comportamentais que vão fazer a diferença”, explica. Faculdades de ponta, da mesma forma, não garantem a vaga. “Uma boa faculdade é um cartão de visitas. E o cartão de visitas, sozinho, não adianta”, comenta.

Hoje, as principais características que o mercado busca no jovem profissional são flexibilidade e adaptabilidade. “As organizações estão se transformando rapidamente, e os profissionais, de qualquer área, precisam ter a capacidade de se adaptar ao novo cenário”, completa Irene.

Por outro lado, a característica que Irene mais sente falta na nova geração é resiliência. “É preciso exercitar um pouco mais a capacidade de ser resiliente, de envergar mas não quebrar. É importante ser mais persistente nas suas ideias e, principalmente, não se abater quando ouvir um ‘não’. O ‘não’ é só uma resposta, não é o fim do mundo”, diz a recrutadora. A entrevista completa pode ser lida no site da Folha de São Paulo.

A seguir, veja as dicas de Sofia Esteves, fundadora da Cia de Talentos, sobre como se destacar em processos seletivos:

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo