Um Projeto: Fundação Estudar
predio da universidade de yale

Como ser aprovado em uma das 10 melhores universidades do mundo?

Por Rafael Carvalho

“É bem corrido e talvez você não durma tanto quanto gostaria, mas vale a pena", diz Pedro Mendonça sobre sua preparação para entrar na Universidade de Yale

Pedro Mendonça, de 26 anos, formou-se em Economia e Relações Internacionais pela Universidade Yale, em 2012. A instituição, localizada nos EUA, é considerada uma das 10 melhores universidades do mundo pelos principais rankings acadêmicos, como o da publicação britânica Times Higher Education (THE) 2015.

Em bate-papo exclusivo com o Estudar Fora, Pedro relembra o seu processo de application (candidatura) e conta que lutou para se manter entre os melhores da classe. Ao mesmo em que mantinha ntoas altas, continuou com suas atividades extras, como basquete, aulas de bateria e trabalho voluntário na favela de Paraisópolis. “Tomei a decisão de estudar fora aos 15 anos e sabia que não podia deixar a peteca cair”, lembra. “É bem corrido e talvez você não durma tanto quanto gostaria, mas vale a pena.”

Aceito em cinco universidades americanas, entre elas Universidade de Chiago e Universidade da Pensilvânia (Upenn), acabou se decidindo por Yale. “Eu conseguia dizer sim para todas, mas não conseguia dizer não para Yale”, ri. A excelência da universidade em todos os campos também foi um atrativo: uma garantia de que, mesmo se mudasse de ideia sobre a especialização, só teria boas opções. “Yale abriu minha cabeça”, diz ele, que foi bolsista da Fundação Estudar.

Quando olha para trás, Pedro é categórico em seu conselho para quem contempla uma graduação fora do país: “Para fazer alguma coisa, tem que ralar. Não tem meio termo”. Para assistir ao bate-papo completo com Pedro Mendonça, acesse o site do Estudar Fora.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo