Ilustração dos usos de blockchain, uma das inovações do mercado financeiro

Para sua uma nova série sobre o futuro, o portal internacional Quartz criou uma série de pequenos documentários que ilustram mudanças profundas em curso em diversas áreas.

A primeira a ser investigada foi o sistema financeiro atual, Mais especificamente, a moeda, um conceito antigo para seres humanos e que sofreu grandes transformações até chegar neste momento da história – e está prestes a mudar mais uma vez.

Devido a novidades como criptomoedas (a famosa bitcoin é uma delas) e tecnologias como blockchain, dizem os realizadores – o NaPrática.org explorou os efeitos da automação no setor nesta outra matéria –, essas mudanças já estão em curso e podem ter grandes consequências sociais.

 

 

Quando a bitcoin – uma moeda virtual descentralizada que registra todas as suas transações – surgiu em 2009, na esteira da crise financeira global, ela foi vista como uma alternativa aos governos e aos bancos que tinham entrado em colapso.

Quer entender as oportunidades do mercado financeiro? Participe do curso Carreira Na Prática Mercado Financeiro!

“Ao invés de ter dólares impressos pelo governo, você tem um pedaço de software que te dá algo que parece uma conta de banco”, resume Vinay Gupta, um dos entrevistados e fundador do Hexayurt Capital.

Transações feitas com bitcoins utilizam uma tecnologia intrincada chamada blockchain, que abertamente registra todos os passos.

“Imagine que você tem um pedaço de papel e infinitas outras pessoas também têm um. Blockchain faz com que aquilo que você escreveu no seu pedaço de papel apareça, quase ao mesmo tempo, em todos os outros pedaços de papel e exatamente do jeito que você escreveu”, explica Amanda Gutterman.

Especialista preveem que, embora o dinheiro de papel deva seguir existindo, a tecnologia se espalhe para outras partes do sistema financeiro que atualmente exigem muita burocracia, como contas e transações bancárias, e também para artigos de valor como identidades e passaportes.

“Vai ser uma disrupção para todas as indústrias baseadas em confiança”, diz outro.

Abaixo, Sandrine Ferdane, CEO do BNP Paribas no Brasil, fala sobre novas tecnologias e dá conselhos para jovens profissionais:

Como se preparar?

O que todas essas novidades têm em comum entre jovens que estão começando a carreira no mercado financeiro? A necessidade de manterem-se atualizados sobre o que ocorre e o que podem fazer para manterem-se à frente.

Segundo Verônica Serra, sócia do fundo de investimentos Innova, que lida com empresas que utilizam alta tecnologia, como fintechs, é possível fazer através de contato com profissionais da indústria, seja em conversas informais ou em processos de mentoria.

“É importante estar próximo a pessoas que possam dar acesso às empresas que estão fazendo acontecer”, fala. “Saiba o que os grandes players estão fazendo, mas sem perder de vista o fato de que muitas inovações vem de empresas menores e mais ágeis.”

Baixe o ebook: O Futuro do Mercado de Trabalho

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!
Casdastro realizado, fique ligado para os conteúdos exclusivos!
Seu cadastro não foi realizado, tente novamente!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: