Onde você se vê daqui a 100 anos?

Para muitas pessoas, sucesso é sinônimo de dinheiro no bolso, mas será que essa é mesmo a melhor definição de sucesso?

Unreasonable Institute, para , em 04.06.2016
menina segurando binóculos [Flickr/ChaseElliottClark]

Vou dizer o porquê. Por que por mais rápido que a gente corra todo dia, às vezes não estamos indo a lugar nenhum. Estamos tão ocupados tentando trabalhar duro que não olhamos para cima para ver exatamente para qual caminho estamos indo. Quero perguntar algo a você:

Onde você quer estar em um ano? Daqui a cinco anos? Nos estágios mais avançados de sua vida, quando é tarde demais para se arrepender?

Sempre pensei nisso e finalmente encontrei minha resposta. Trabalhei tanto quanto meus colegas, me escravizando em função do “sucesso”, seja lá o que isso signifique. Um dia me vi pensando sobre o que as pessoas diriam em meu velório. Quando estiver tudo acabado e eu já tiver usado todos os meus minutos neste planeta, como as pessoas resumiriam minha vida?

Então, me perguntei algo ainda mais importante. O que quero que eles digam? Levou algum tempo para pensar sobre o que importa mais para mim, o que eu realmente espero atingir com a minha vida. O que, para mim, significa realmente o sucesso, mas eu encontrei a resposta.

Leia também: “A AIESEC me ensinou a unir autoconhecimento e coragem”

Acredito que a verdadeira medida para o sucesso não seja quantas empresas você criou. Nem quantas “saídas” você teve. Nem quanto dinheiro você fez ou quantas casas você tem. Não, a verdadeira medida do sucesso diz respeito ao número de vidas que você transformou para melhor. O que você fez com sua vida que transformou para melhor a vida de outra pessoa? Quantas pessoas você comoveu de uma maneira significativa? Quantas pessoas você inspirou, elevou, carregou ou ensinou? Quando for a hora do meu velório, saberei que foi um sucesso caso as pessoas digam: “wow, o Jeff realmente teve um impacto positivo em mim”.

Então, por que estamos aqui, reunidos na comunidade do Unreasonable, pedindo a você que passe seu tempo precioso nesse site, lendo um artigo? Porque essa é nossa chance de tornar as coisas melhores. De dar as mãos e ajudar a tirar pessoas da pobreza. De ajudar quem está atrás da gente e impulsionar aqueles que estão na nossa frente. De educar, de inspirar, de assistir e de impulsionar. O melhor presente que podemos dar a uma pessoa que precisa não é simplesmente ajudá-la por um dia, mas ensiná-la a se ajudar para toda a vida. Saber disso quando ela estiver em um momento mais tranquilo vai fazer com que ela olhe para trás e repita a ação em benefício de outra pessoa.

Espero usar este tempo e espaço para acolher e reunir a comunidade e discutir formas de amplificar nossa habilidade de ensinar mais pessoas, de inspirar mais empreendedores, de libertar mais ideias. Vamos ter uma discussão profícua sobre o efeito multiplicador, da mesma forma que poderemos escalar nossos esforços para ajudar qualquer pessoa que sonhe em estar no controle de sua vida, de ser o designer de seu futuro. Então, um dia, quando todos olharmos para trás, encontraremos uma fileira de pessoas, desde a África, passando pela Ásia, até chegar à América do Sul – uma fileira de pessoas cujas vidas nós melhoramos.

Sim, sabemos que você está ocupado. Também estou. Mas verei você por aqui uma próxima vez, cheio de ideias, energia e disposto a encontrar formas de ajudar.

Leia também: Descubra como o autoconhecimento pode te ajudar em uma entrevista de emprego

 

Este artigo foi originalmente publicado em Unreasonable Institute e traduzido pela Endeavor

Tags