Especial Na Prática: tudo sobre consultoria estratégica – parte 2

Conheça o volume de trabalho dos consultores, as etapas de crescimento nas empresas conhecidas como big three e as possibilidades para quem cogita seguir carreira em outro setor

Rafael Carvalho, do , em 06.04.2015
Homens fecham negócio com aperto de mão em sala de vidro com vista para Nova York [shutterstock]

Muitos jovens sonham em entrar para o time das grandes consultorias estratégicas internacionais. Mas será que você sabe realmente como é o trabalho de um consultor? Quais são as possibilidades de carreira e crescimento que a área oferece? No nosso Especial Consultoria Estratégica #2, organizamos todas essas informações para você:

Possuir no currículo o nome de alguma consultoria estratégica internacional é tido como uma espécie de cartão de visitas, reconhecido por qualquer outro setor. Esse prestígio está, em grande parte, relacionado ao rigoroso processo seletivo, aos altos salários e aos clientes importantes que costumam atender.

Contudo, esses não devem ser os únicos fatores considerados pelos jovens que sonham em trabalhar numa empresa do grupo apelidado de big three, que reúne as maiores consultorias estratégicas do mundo: McKinsey & Company, Bain & Company e Boston Consulting Group (BCG) – todas elas com escritório no Brasil.

“Mais importante do que buscar prestígio é entender a rotina de trabalho dos consultores estratégicos e o que você vai fazer durante as horas que passa dentro e fora do escritório”, destaca o professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Marcelo Binder.

No Especial Consultoria Estratégica #2, você vai encontrar informações sobre o volume de trabalho dos consultores, as etapas de crescimento nas principais empresas da área e as possibilidades para quem cogita seguir carreira em outro setor.

Você também viu o Especial Consultoria Estratégica #1? Nele, falamos sobre como funcionam as empresas do setor, como é o dia a dia dos consultores e como se preparar para fazer parte do seu time. Confira aqui!