Um Projeto: Fundação Estudar
Scott Cook é um dos participantes do Brazil Silicon Valley

“Geografia não é destino”, diz fundador do Intuit no evento Brazil at Silicon Valley

Por Nathalia Bustamante

Conferência organizada por estudantes brasileiros no Vale do Silício traz painel com mediação de Jorge Paulo Lemann e participação de Scott Cook, Membro do Conselho do eBay e da Procter & Gamble.

O primeiro dia do Brazil at Silicon Valley começou, logo na palestra de abertura, com uma grande provocação. Em um painel mediado por Jorge Paulo Lemann, Scott Cook, fundador da Intuit e membro do conselho de gigantes como eBay e da Procter & Gamble (a P&G), foi categórico: “Não acredito na ideia de que a geografia é um destino. Se você falhar, você não pode culpar sua localização”.

Como exemplo, Cook mencionou casos de sucesso de empresas na Europa, como Spotify, na China, como a Tencent – e casos de fracasso que aconteceram onde mais se espera que inovações aconteçam: no Vale do Silício.

Se geografia não faz diferença, o que faz?

Para Scott, há dois elementos essenciais para que a inovação fomente o crescimento – seja de uma companhia ou de um país. A primeira é rigor operacional. “Se eu chamo um Lyft e sou avisado que ele vai chegar em 3 minutos, eu espero que ele chegue em 2, não em 20”, exemplificou. E toda uma operação eficiente deve ser responsável por garantir a entrega de acordo com os padrões esperados pelo cliente, baseando-se em dados e métricas que possam ser melhoradas continuamente.

O segundo aspecto indispensável é espaço para ideias diferentes. “Quando surgiu o Airbnb, eu pensei ‘que ideia maluca, eu nunca ficaria hospedado na casa de outra pessoa. Também nunca pegaria uma carona no carro de alguém.’ Todas as grandes ideias são decididamente controversas” comentou ele.

“Se todos acharem que é uma ideia ótima, será um fracasso – simplesmente porque é óbvio demais.”

E, a fim de validar ideias controversas, O ambiente deve propiciar que novas ideias sejam testadas de forma rápida e barata. Segundo Cook, que é economista e matemático, o grande segredo é fazer com que seja fácil pra que os empregados mais novos consigam testar suas ideias e aprender com elas – assim, a inovação estará na raiz do negócio.

Leia também: Por que o Brasil precisa investir em inovação disruptiva

Sobre a Brazil at Silicon Valley

A Brazil at Silicon Valley é uma conferência organizada por estudantes brasileiros no Vale do Silício. Entre o dias 8 e 9 de abril deste ano, empreendedores, executivos e estudantes se encontram para discutir cenários e oportunidades de aumentar a competitividade de empresas brasileiras através da inovação. A programação está sendo transmitida ao vivo – e você pode acompanhar por este link!

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo