Um Projeto: Fundação Estudar

‘Ao fazer o que te interessa, você naturalmente faz bem’: veja nossa entrevista com o astronauta-chefe da NASA

Por Redação, do Na Prática

Em Bate-Papo com o Na Prática, Chris Cassidy (hoje o astronauta mais importante da NASA) conta como foi rejeitado na primeira vez que tentou entrar na agência espacial e fala sobre suas experiências no espaço

Em 5 de dezembro de 2013, o engenheiro Christopher J. Cassidy colocou seu uniforme e pôs-se a consertar um vazamento de amônia. Levou cerca de cinco horas e meia – porque ele estava no espaço. 

Hoje Chief Astronaut da NASA (cargo máximo para um astronauta na organização), ele é responsável pelas atribuições de voos, pela preparação de missões dos colegas e pelo apoio aos que estão em órbita. Selecionado pela agência espacial americana em maio de 2004, ele acumulou 182 dias no espaço e foi o 500º humano a viajar para fora da Terra. “A perspectiva que se tem é muito diferente quando você está lá em cima”, lembra. 

Da marinha à NASA

Nascido em 1970, ele se formou em em Matemática e fez mestrado em Engenharia Oceanográfica. Antes de se juntar à NASA, Cassidy trabalhou por 10 anos como Navy SEAL, a famosa força de elite da Marinha americana. Depois de entrar no programa, começou a pensar no futuro e descobriu, através de um amigo, que era possível ter uma carreira como astronauta (a experiência militar conta pontos na NASA). 

Foi nos tempos de Navy SEAL que ele desenvolveu ao máximo suas habilidades de tomar decisões sob pressão e processar informações rapidamente, que ele garante que só podem ser obtidas na prática mesmo. “Não importa quão difícil algo é, você pode superar.”

Persistência

Foi uma lição útil em 2000, quando foi rejeitado pela NASA em sua primeira tentativa. Selecionado quatro anos depois, pode enfim começar seu treinamento. Lembrando-se de seus fracassos, ele é franco. “Não tenho nada mágico para dizer, exceto volte lá e continue tentando”, falou. “Todo muito fracassa e é como você responde e supera fracassos que define quem você é.”

Apaixonado pelo que faz, Cassidy defende que se encontre satisfação e valor no trabalho, não importa qual seja. “Quando você faz o que te interessa, você naturalmente faz bem. E quando faz as coisas bem, as pessoas apreciam e portas e oportunidades se abrem.”

Dia a dia

Quando veio o convite para se tornar Chief Astronaut, em julho de 2015, Chris Cassidy, agora uma das pessoas mais importantes da mais famosa agência espacial do mundo, passou a selecionar e compor a equipe de cada missão americana. No vídeo abaixo, ele explica como seleciona os astronautas: 

Além de tecnicamente qualificado, conta Cassidy, um astronauta precisa ser uma boa pessoa, que sabe trabalhar em equipe e tem atitudes altruístas. Não há espaço para brigas pequenas num ambiente tão inóspito, em que colaboração é palavra de ordem.

Assista a outros trechos da entrevista exclusiva do Na Prática com Chris Cassidy nos vídeos a seguir:

Como é o treinamento de um astronauta?

Como lida com fracassos?

O que fez com que você fosse escolhido pela NASA?

O que sentiu no espaço?

Qual foi o momento mais difícil que passou no espaço?

Como é a rotina de um astronauta?

Que carreira queria após a graduação?

Como seu mestrado em Engenharia Oceanográfica impactou sua carreira?

Como foi sua experiência como Navy SEAL?

Ser astronauta é arriscado. Por que vale a pena?

O que espera do futuro da exploração espacial?

Leia também: 5 cases da NASA sobre gestão, comunicação e tomada de decisões

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo