Um Projeto: Fundação Estudar

Esta pesquisa quer mapear o apoio a microempreendedores no Brasil e facilitar conexões

Por Redação, do Na Prática

Em parceria com o Bank of America Merrill Lynch e Banco de Desenvolvimento da América Latina, a ONG Aliança Empreendedora quer esclarecer o ecossistema nacional e facilitar conexões país afora

A organização sem fins lucrativos Aliança Empreendedora, que já ajudou mais de 40 mil microempreendedores brasileiros desde 2005, assumiu um desafio novo este ano: mapear o ecossistema de apoio ao setor no país.

Trata-se do primeiro Mapeamento do Ecossistema de Apoio ao Microempreendedor no Brasil, projeto lançado em janeiro em parceria com o Bank of America Merrill Lynch e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). O mapa completo será divulgado em novembro, acompanhado de uma análise sobre o tema.

O objetivo é identificar as organizações públicas, privadas e mistas que apoiam ou fortalecem microempreendimento no país, evidenciando a situação atual brasileira, rendendo insights e facilitando conexões entre todos.

Organizações interessadas em participar da pesquisa – aquelas que ajudam o microempreendedor, um brasileiro de baixa renda, a se desenvolver de diversas maneiras, de consultoria a financiamentos – devem responder um questionário online que leva cerca de dez minutos.

Baixe o Ebook: 9 grandes dúvidas sobre começar a empreender

E não é preciso ser uma empresa formal para responder. As entidades podem ter diversas formas, como grupos e redes de trabalho, cooperativas, negócios sociais, instituições de ensino ou iniciativas públicas, por exemplo.

Participantes ganham visibilidade e ingresso na Rede Aliança Empreendedora de Apoiadores, entre outros benefícios.

“Acreditamos que, por meio deste mapeamento, microempreendedores, apoiadores e demais atores desse ecossistema poderão se reconhecer, conectar, colaborar e coordenar esforços para fortalecer o setor no país”, resume Fabiano Salgado, coordenador de projetos da ONG.

Interessados em participar da pesquisa têm até 20/3 para responder através de um formulário online e gratuito.

Leia também: Como as redes e comunidades podem ajudar na sua vida e carreira?

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo