Game Jam é um evento voltado para programadores de videogames ou quem sonha em ser
Imagem por Marvin Meyer, via Pexels

Você já ouviu falar sobre Game Jam? Essa prática é bastante comum para quem trabalha na área de desenvolvimento de jogos. O termo se refere a encontros – que podem ser presenciais ou online – em que desenvolvedores trabalham em conjunto para propor protótipos ou conceitos experimentais para novos jogos. 

E a demanda de novos produtos é grande. O mercado de games tem crescido exponencialmente nos últimos anos, principalmente com a popularização de campeonatos e do stream de jogos em plataformas como a Twitch. Mais do que uma forma de entretenimento, o setor movimenta bastante dinheiro. Segundo dados  da consultoria Newzoo, o setor deve movimentar mais de US$ 200 bilhões em 2023.  

Game Jam: Entendendo o universo de jogos

Com uma alta demanda de usuários, também é preciso de profissionais e novas ideias para desenvolver os jogos. E é nesse momento que entra a Game Jam. O diferencial de trabalhar dessa forma é o modelo rápido e inovador que ele propõe. O desenvolvimento de jogos pode ser um processo longo, mas essas reuniões oferecem uma forma de impulsionar a habilidade criativa dos participantes com agilidade e foco. 

De forma paralela, uma Game Jam pode ser comparada a um Hackathon. O objetivo é reunir ideias e desenvolver projetos em um curto espaço de tempo. Nas jams, esse período costuma variar entre 24 e 72 horas, ou seja, de um a três dias. Os participantes se dividem em times que costumam variar entre 4 e 6 pessoas, que costumam ser designers, programadores, desenvolvedores e outros profissionais que atuam na área. 

O objetivo é que a equipe consiga criar o melhor jogo, começando do zero e seguindo uma mesma temática em comum. O tema é revelado pouco antes do início da sessão, para evitar que alguém venha com ideias prontas ou possua algum tipo de vantagem. Dada a largada, os membros do time devem desenvolver um modelo de jogo e validar diferentes abordagens para o funcionamento dele. 

Em geral, o foco está no desenvolvimento de jogos eletrônicos, mas o interesse em trabalhar jogos de tabuleiro também vem aumentando. E não é necessário ser um super especialista para participar de uma Game Jam. A experiência é recomendada também para quem tem apenas noções básicas ou intermediárias sobre o desenvolvimento de jogos. Além disso, artistas visuais, escritores e profissionais da área criativa também são incentivados a participar para contribuir com a criação de enredos e roteiros para os games.

Um caminho para novos profissionais

Um dos motivos pelos quais as Game Jams atraem profissionais de vários níveis de conhecimento é que o foco está em desenvolver o pensamento criativo com soluções inovadores e experimentais, sem se preocupar tanto com a parte técnica. Por isso, esse é um ambiente bastante estimulante para jovens programadores e desenvolvedores que querem se familiarizar mais com o assunto. 

Durante esses encontros, o que os participantes produzem é o MVP, sigla que se refere a Produto Mínimo Viável. Ou seja, uma versão mais simples e enxuta do jogo que utiliza o menor número possível de recursos para entregar as funcionalidades básicas e uma panorama geral da ideia a ser trabalhada. Contudo, alguns dos protótipos desenvolvidos em uma Game Jam podem ser desenvolvidos e lançados no mercado posteriormente. 

Um exemplo disso foi o jogo eletrônico Celeste. Em 2018, uma versão inicial do game foi desenvolvida em quatro dias durante uma game jam chamada Celeste Classic. Posteriormente, o jogo foi expandido e lançado em diversas plataformas. A novidade foi um sucesso de crítica e levou dois prêmios em uma das maiores premiações do segmento, o The Game Awards, ganhando as categorias de Melhor Jogo Independente e Jogo Mais Impactante.  

Apesar de os desenvolvedores de Celeste já terem carreiras consolidadas no mundo dos games, esse tipo de evento pode auxiliar em muito mais do que a criação de um novo jogo. Essas experiências contribuem para o networking, desenvolvimento de novas ideias, na geração de conhecimento prático de forma rápida, fortalecimento do pensamento inovador, além de claro um produto semi pronto. 

4 eventos de Game Jam para conhecer

Para quem tem interesse em participar de uma imersão em jogos como essa, existem algumas que ocorrem com certa periodicidade em todo o mundo. Em geral, os eventos não impõem requisitos rígidos para os participantes, além de disponibilidade e vontade de participar. Descubra alguns eventos anuais de desenvolvimento de jogos: 

  • Global Game Jam: Considerado como o maior evento de criação de jogos do mundo, ocorre anualmente sempre em janeiro. Os participantes trabalham simultaneamente de todas as partes do mundo tendo 48h horas para trabalhar no projeto. Contudo, o modelo permite que cada equipe escolha quando começar, dentro de um período de dez dias. Além disso, a organização também promove uma versão para exclusiva para estudantes de 12 a 17 anos, chamada GGJ NEXT. 
  • Global Game Jam Curitiba: Como parte da iniciativa do Global Game Jam, a GGJCWB é promovida desde 2010 pelo curso de Jogos Digitais da Escola Politécnica da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). A edição curitibana é gratuita e aberta aos desenvolvedores de jogos em geral. 
  • Ludum Dare: Realizado de forma online, essa game jam ocorre duas vezes ao ano em abril e outubro. Os participantes têm um final de semana para desenvolver um jogo do zero. Criador de um dos jogos mais populares do universo game – o MineCraft,  Markus Persson já participou de sete edições do evento. 
  • Nordic Game Jam: Realizado anualmente na cidade de Copenhague, na Dinamarca, o evento oferece 48 horas para que cerca de 500 participantes desenvolvam seus jogos com o auxílio de designers, escritores, programadores e gamers. É possível trabalhar sozinho ou em equipes. Além disso, o encontro conta com palestras, workshops e a presença de especialistas do setor. 

Existem ainda inúmeros eventos espalhados pelo mundo. No Brasil, é possível encontrar outras Game Jams, mas com edições específicas que ocorrem eventualmente. Por isso, vale a pena ficar de olho em sites especializados e acompanhar as notícias do mercado de games. 

Quer saber se trabalhar com tecnologia é para você? Conheça o nosso curso Decisão de Carreira Na Prática

 

 

 

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!
Casdastro realizado, fique ligado para os conteúdos exclusivos!
Seu cadastro não foi realizado, tente novamente!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: