Quando pensamos na criação de um produto, é muito provável que e palavra “planejamento” esteja no centro das nossas considerações. Aliás, é preciso desenhar um roteiro bem estruturado que nos ajude a saber tudo que será preciso realizar para criar algo rentável.

Foi pensando nesse planejamento e em todas as etapas do processo de criar um produto que nasceram as metodologias ágeis.

Quer saber melhor o que elas são, para que servem e quais são as mais comuns? Confira a seguir!

O que são as metodologias ágeis?

Em linhas gerais, as metodologias ágeis são um conjunto de ferramentas que ajudam as pessoas e equipes a tornarem os processos em projetos de criação de produtos mais simples.

Na prática, essas ferramentas atuam em frentes ligadas a:

  • Comportamentos da equipe
  • Processos
  • Práticas utilizadas
  • Ferramentas do processo

Em outro ponto, vale dizer que as metodologias ágeis acompanham os processos relacionados a produtos em toda a cadeia dele: da concepção, passando pela criação, ao pós.

Para que servem as metodologias ágeis

Como dito, as metodologias ágeis atuem sobre algumas frentes relacionados aos produtos criados. Ao atuar sobre, as ferramentas provocam melhorias ao:

  • Melhorar a relação da equipe com o consumidor final
  • Reduzir erros na entrega final dos projetos
  • Otimizar o uso dos recursos existentes (ganhando tempo)
  • Maior capacidade de realinhar a rota em caso de necessidade de melhorias

E quais as metodologias ágeis mais comuns?

Scrum

Ferramenta utilizada para desenvolver, finalizar e manter produtos em um ambiente de grande complexidade, normalmente utilizado no desenvolvimento de software.

Lean

Ferramenta utilizada para eliminar excessos na produção e nos processos, de modo a tornar os processo mais eficientes.

Kanban

Método de organização que ajuda a visualizar o estágio das produções e o avanço dos processos. Com o Kanban, é possível entender e ver o que está feito, o que está sendo feito e o que ainda preciso ser feito.

Smart

Método utilizado para facilitar a criação de projetos. Com o Smart, as equipes são orientadas a pensar projetos que sejam específicos, mensuráveis, realistas, relevantes e com prazo determinado.

Leia ainda: Ferramentas de qualidade: as 5 mais utilizadas para usar no cotidiano

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!
Casdastro realizado, fique ligado para os conteúdos exclusivos!
Seu cadastro não foi realizado, tente novamente!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: