Um Projeto: Fundação Estudar
Oprah Winfrey

5 executivos de sucesso que começaram do zero

Por Época Negócios

Do criador do Whatsapp ao fundador da Amazon, listamos cinco líderes de sucesso que venceram nos negócios apesar da origem humilde. Conheça suas histórias de superação!

Criatividade e ambição são características comuns a empreendedores de sucesso do mundo todo. Mas há alguns exemplos pontuais que ganham mais destaque: seja pela insistência em recomeçar, pelo medo de não fracassar várias vezes ou por hoje eles figurarem entre as pessoas mais ricas e de maior sucesso do mundo do negócios.

Leia também: Veja a história do trainee Ambev que veio da favela da Rocinha

A revista Inc. reuniu cinco exemplos de executivos que saíram do vermelho, recomeçaram e chegaram ao clube dos bilionários. Em comum, todos têm a veia e a coragem de empreender. Confira abaixo:

perfil_howard

1. Howard Schultz

Filho de um caminhoneiro e de uma mãe que não completou o ensino médio, o dono da Starbucks cresceu em uma moradia pública no Brooklyn, em Nova York. Desde cedo, foi estimulado a acreditar que um dia poderia chegar mais longe, já que seria a primeira pessoa de sua família a completar o ensino médio. Em seu livro, Pour Your Heart Into It: How Starbucks Built a Company One Cup at a Time, ele conta todos os passos dessa caminhada: a venda de seu sangue para ganhar dinheiro, o trabalho como garçom e a tomada empréstimos para bancar a faculdade. Depois de vender equipamentos domésticos e de cozinha, ele conseguiu um trabalho na área de marketing de uma rede de café chamada Starbucks. Ele queria iniciar um pequeno bar de café expresso, mas seus superiores não aceitaram suas ideias. Então, ele simplesmente pegou os grãos e começou a sua própria loja – que seria rival da sua ex-empresa. Dois anos depois, em 1987, ele comprou a Starbucks por US$ 3,8 bilhões. Hoje, a rede fatura US$ 15 bilhões por ano.

Oprah

2. Oprah Winfrey

Ela leva hoje o tipo de vida glamourosa que milhões cobiçam, mas a apresentadora mais famosa da televisão americana sabe realmente o que significa dificuldade. Sofreu com assédio sexual e ficou grávida na adolescência, mas conseguiu sair de uma área pobre rural em Mississippi para o estrelato. Com 32 anos, ganhou seu próprio programa de TV, o Oprah Winfrey Show que ficou no ar por 25 anos e tornou-se o programa mais visto dos Estados Unidos. Seus negócios e trabalhos na área da comunicação a alçaram ao status de bilionária. Já o sucesso em escala mundial veio com sua marca multimedia Harpo Productions e, mais recentemente, com o canal Oprah Winfrey Network, fazendo com ela fosse reconhecida não apenas quando estava em frente às câmeras e com um microfone na mão, mas também como executiva. Atualmente, sua fortuna está estimada em US$ 3 bilhões.

Leia também: Seis lições inspiradores de Jorge Paulo Lemann, o maior empresário do Brasil

perfil_larry

3. Larry Ellison

Depois de enfrentar um grave surto de pneumonia ainda quando bebê, a mãe de Larry Ellison, jovem solteira de Nova York, levou-o para ficar sob os cuidados de uma tia pobre do marido dela, que se tornariam seus pais adotivos. O casal vivia no Sul de Chicago. De acordo com a biografia escrita por Mike Wilson, seu pai adotivo dizia que ele nunca seria nada da vida. Após a morte de sua mãe adotiva, Ellison deixou a Universidade de Illinois no segundo ano, sem fazer as provas finais. Ele tentou entrar na Universidade de Chicago, mas acabou mesmo indo para a Califórnia. Tentou a sorte em algumas empresas de lá, mas fracassou em várias. Foi então que resolveu arriscar e se uniu a dois colegas para fundar a Software Development Laboratories, que começou com investimentos pessoais na ordem de US$ 2 mil. Em 1982, a companhia ganhou outro nome, Oracle Systems Corporation, para vender seu principal produto: o sistema de dados Oracle. Hoje, sua fortuna está estimada em US$ 54,3 bilhões e, aos 70 anos, ele acaba de anunciar a aposentadoria como CEO mundial da Oracle. Ainda mantém laços com a companhia, tendo o cargo de chefe do conselho de administração e CTO (Chief Technology Officer).

jeff bezzos

4. Jeff Bezos

O fundador da Amazon teve uma educação modesta. Quando criança, trabalhou duro na fazenda de seu avô, localizada em Albuquerque. Ajudava-o em tarefas como vacinar o gado e enterrando tubulações. Na adolescência, conseguiu um trabalho de verão no McDonald’s, apenas um ano antes de mostrar sua veia empreendedora ao lançar um acampamento de ciência – onde cobrava, por verão, US$ 600 de cada criança. Daí foi para a universidade: formou-se em Princeton, em 1986. Porém, ele achava que sua vida não era nada demais. Longe de qualquer sucesso. Foi então que deixou o trabalho em um fundo de investimento e fundou a Amazon em 1994. Muito da fortuna de Bezos está atrelada às ações da companhia. Seu patrimônio está avaliado em US$ 34 bilhões, segundo a Forbes.

perfil_4

5. Jan Koum

O imigrante ucraniano Jan Koum veio para os Estados Unidos aos 16 anos com sua mãe e sua avó. A pequena família dividia um apartamento pequeno, de dois quartos, em Mountain View, na California, bancando os custos com ajuda de um programa social. A mãe trabalhava de babá, enquanto Koum complementava a renda trabalhando em um supermercado. Nas horas que sobravam, ele tentava sempre ficar próximo de um computador, aprendendo e inventando. O interesse por programação o levou à Universidade Estadual de San Jose, aos 18 anos. Lá, trabalhou testando sistemas de segurança para ajudar a pagar a mensalidade. Conseguiu uma grande chance quando foi trabalhar, em 1997, no Yahoo, como engenheiro de infraestrutura da empresa. No começo de 2009, viria a grande virada. Teve a ideia, ao lado do parceiro Brian Acton, de lançar uma aplicativo no celular que permitia a troca de mensagens apenas usando o WiFi. Criou o WhatsApp, que seria vendido para o Facebook em 2014 por US$ 19 bilhões.

 

Este artigo foi originalmente publicado em Época Negócios

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo