Um Projeto: Fundação Estudar
ampulheta

Quer ter sucesso profissional e pessoal? Paciência!

Por Colunista do Na Prática

Especialista em Neurociência e Psicologia Aplicada e facilitador da Fundação Estudar, Douglas Giglioti explica o papel da capacidade de adiar gratificação como importante aliada na busca por atingir objetivos.

Por Douglas Giglioti

 

Em um mundo hiper conectado e competitivo, é comum o sucesso profissional e pessoal ser associado à rapidez da conquista dos indivíduos, tornando-se parâmetro de comparação (quem aqui nunca ouviu: “na sua idade, seu primo já tinha feito x, y, z?”). Essa associação e comparação faz com que o fator tempo seja um estressor no seu processo de desenvolvimento, tendo um efeito negativo e criando um ciclo vicioso em uma das competências fundamentais para o sucesso desejado: sua capacidade de adiar gratificação.

Apesar de ser comumente e corretamente associada a uma conquista de longo prazo, como investir dinheiro, entrar na faculdade, se exercitar ou alimentar-se de forma mais saudável, essa competência está relacionada com o desenvolvimento de características e com a tomada de decisões diárias e rotineiras que impactam diretamente seu bem-estar pessoal e profissional. Algumas delas:

Maturidade

Ao contrário da experiência, que você adquire com o acúmulo de um repertório de ações e experimentações, a maturidade é uma medida diretamente proporcional à sua capacidade de considerar diferentes cenários e postergar a gratificação, se necessário. Por exemplo, um profissional que não é capaz de adiar a gratificação de ser ouvido, interrompe constantemente as pessoas em reuniões, demonstrando imaturidade.   

Determinação

A psicóloga Angela Duckworth destaca, em seu best-seller “Garra: O poder da paixão e da perseverança”, a determinação como um elemento chave comum a todas as pessoas de sucesso. Essa capacidade de continuar em direção a um objetivo maior em meio a grandes adversidades é desenvolvida, em parte, pela capacidade de adiar gratificação. Por exemplo, seu foco nos estudos, visando concluir seu curso, vem às custas de você deixar para depois gratificações como estar com amigos ou navegar nas redes sociais.

Gerenciamento de expectativas

A capacidade de adiar gratificações influencia diretamente em sua aptidão de gerenciar expectativas, uma característica fundamental para lidar com sentimentos como frustração, decepção, ansiedade e que está relacionada com todos os processos decisórios da vida. Quanto menor sua habilidade de avaliar quando e como deve receber uma gratificação, mais desreguladas serão suas expectativas e maior a probabilidade de haver uma discrepância entre o que você espera e o que acontece, gerando frustração. Exemplo prático é demonstrado pela alta quantidade de jovens insatisfeitos com seu progresso de carreira, ou que perdem oportunidades profissionais por expectativas “descalibradas”. 

Esses são apenas alguns dos exemplos que mostram como essa capacidade influencia na sua qualidade de vida e no seu desenvolvimento pessoal, envolvendo características da sua liderança e da sua inteligência emocional.

Portanto, a principal pergunta é: o que devo fazer para desenvolver essa capacidade? Seguem algumas dicas práticas: 

#1 Nas conquistas, celebre o processo

Em todas as conquistas da sua vida, reserve um tempo de qualidade para dedicar ao reconhecimento de todos os processos e momentos que foram necessários para que o objetivo fosse cumprido e, de preferência, escreva sobre esse processo conectando-o com a celebração da tão merecida conquista. Isso fará com que as emoções positivas daquele momento sejam também associadas aos momentos não tão positivos do caminho e reforçará suas estratégias cognitivas para a obtenção de sucesso.

#2 Fracione suas gratificações

É uma das regras de ouro no desenvolvimento de disciplina e automotivação. Ela treina de maneira consistente, mas menos traumática, sua capacidade de adiar gratificação. Sabendo da natureza imediatista do seu cérebro, divida o seu objetivo em sub-etapas menores, mais rápidas e mais fáceis de serem completadas e se dê pequenas recompensas ao longo do caminho, por exemplo, X minutos de redes sociais a cada resumo de capítulo entregue.

Leia também: Cada tipo de personalidade cria hábitos de formas diferentes – descubra o seu e aprenda a se motivar

#3 Coloque em sua rotina atividades que você não tenha controle do tempo

Em um mundo em que estamos constantemente tentando controlar cada aspecto da vida, adicionar em sua rotina uma atividade cujo ritmo não dependa de você é uma estratégia que lhe ensina a ser mais compassivo e respeitoso com o tempo. Atividades que envolvam ciclos naturais, como cultivar uma planta, da sua germinação à fase adulta, são ótimos exemplos de ações simples que te ajudam a desenvolver a capacidade de adiar gratificação.

 

E você? Como avalia a sua capacidade de adiar gratificação? Possui dicas pessoais de como a desenvolve? Compartilhe aqui nos comentários e não se esqueça… Quer ter sucesso profissional e pessoal? Paciência!

 

 

Sobre o autor

Douglas Giglioti é especialista em Neurociência e Psicologia Aplicada, é Global Shaper, facilitador voluntário da Fundação Estudar e cofundador da Reconectta – Educação para Sustentabilidade. 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo