Foto por Alesia Kazantceva via Unsplash

Para garantir o sucesso de projetos inovadores envolvendo Tecnologia da Informação, é essencial ter um profissional dedicado a corrigir os entraves que possam surgir no caminho. O arquiteto de soluções é, portanto, esta pessoa capaz não apenas de “solucionar os problemas” ligados ao desenvolvimento de software, por exemplo, como também de prever o que pode ser demandado lá na frente. 

Entenda na prática o que faz um arquiteto de soluções, quais são as competências necessárias para seguir a carreira e qual é a importância do profissional no mercado de TI.

TAREFAS DO ARQUITETO DE SOLUÇÕES

O papel primordial é – como a própria nomenclatura do cargo sugere – construir soluções para a empresa ou negócio a partir da tecnologia já existente na companhia. Em outras palavras, trata-se de utilizar os recursos disponíveis para pensar no desenvolvimento de websites, softwares, sistema de intranet ou outros produtos necessários, além de mapear possíveis riscos. O fio condutor, no entanto, é a necessidade daquele negócio. 

Algumas das responsabilidades do arquiteto de soluções é analisar a arquitetura de aplicações, com um olhar atento à otimização dos recursos. A estratégia das aplicações também faz parte do escopo das atribuições deste cargo. Há algumas semelhanças com a função de quem é formado em Arquitetura e Urbanismo, já que o arquiteto pensa na integração de um espaço ao projeto que precisa estruturar. 

HABILIDADES NECESSÁRIAS PARA TRABALHAR COM ARQUITETURA DE SOLUÇÕES

A formação acadêmica de um arquiteto de soluções se dá a partir de cursos como Ciências da Computação, Engenharia de Software e Sistemas de Informação. Um fato sobre a profissão é que, para trabalhar com arquitetura de solução, é preciso ser capaz de fazer uma análise global do negócio. Para isso, são demandadas competências técnicas e, como em qualquer outro ramo, também habilidades interpessoais (ou soft skills). Falaremos de cada uma delas.

# Competências técnicas

Do ponto de vista técnico, o arquiteto de soluções deve dominar hardwares e softwares, tendo conhecimento em áreas como infraestrutura de aplicações Web, cloud (ou “computação na nuvem”), cibersegurança e administração de banco de dados. Saber o básico de linguagens de programação (como phyton e php) geralmente é um diferencial. 

# Habilidades Interpessoais

Algumas das softskills importantes para trabalhar com arquitetura de solução em TI se assemelham às habilidades interpessoais esperadas de um arquiteto, de modo geral. A capacidade de gerir processos é uma das mais importantes, atrelada à boa habilidade de comunicação, já que o profissional do setor não trabalhará sozinho. A interação com parceiros de trabalho será praticamente constante, principalmente ao fazer a ponte entre as expectativas do cliente e os recursos disponíveis para, de fato, fazer funcionar. 

É essencial, também, que o arquiteto de soluções tenha uma visão geral do negócio ou empresa, bem como da própria área para traçar a estratégia tecnológica mais adequada no momento certo. Por esse motivo, outra competência necessária é a vontade de aprender e se atualizar constantemente.

IMPORTÂNCIA DO ARQUITETO DE SOLUÇÕES PARA O MERCADO DE TECNOLOGIA

Com a crescente demanda pelas carreiras ligadas à Tecnologia da Informação de modo geral, impulsionadas principalmente pela pandemia, diversos profissionais do setor têm encontrado um mercado de trabalho aquecido e promissor, com boas remunerações. Não é diferente com o arquiteto de soluções, principalmente porque ainda estamos em um contexto de crise econômica, o que eleva a necessidade de ter alguém dedicado a mitigar erros, gerando menos custos para as empresas. A arquitetura de solução ganhou destaque em um cenário de transformação digital justamente porque está ligada à agilidade de uma solução.

Os melhores conteúdos para impulsionar seu desenvolvimento pessoal e na carreira.

Junte-se a mais de 1 milhão de jovens!
Casdastro realizado, fique ligado para os conteúdos exclusivos!
Seu cadastro não foi realizado, tente novamente!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: