Um Projeto: Fundação Estudar
Jorge Paulo Lemann na Reunião Anual da Fundação Estudar

Confira o que rolou no Encontro Anual da Fundação Estudar em 2017

Por Redação, do Na Prática

Evento teve a presença de Jorge Paulo Lemann, Bernardinho, Cristina Junqueira, Pedro Drevon, Luciano Huck e dos novos Líderes Estudar

Em 2017, o Encontro Anual da Fundação Estudar começou com um recado de Jorge Paulo Lemann, um dos cofundadores da organização ao lado de Beto Sicupira e Marcel Telles. “Sejam bem vindos ao meu projeto favorito”, disse.

Na plateia do evento estavam Líderes Estudar, como são conhecidos os jovens de alto impacto que integram a rede da organização, parceiros, convidados do setor público, privado e do terceiro setor.

“Acho que o Brasil vai sofrer uma grande transformação nos próximos anos”, continuou Lemann, que sonha em ver um Líder Estudar na Presidência da República. “E acho que nossos bolsistas e pessoas ligadas à Fundação vão ter uma oportunidade grande de participar desta transformação – como empreendedores, políticos ou pessoas no setor público.”

No primeiro painel da tarde, Cristina Junqueira, cofundadora e VP de branding e business development do Nubank, e Pedro Drevon, CEO da Kraft Heinz no Brasil, falaram sobre a temática de empreendedorismo e gestão empresarial.

Embora o país não tenha muitos investidores interessados em projetos arriscados como sua fintech, atualmente avaliada em R$ 500 milhões, Junqueira diz que “sobra dinheiro para projeto bom”.

E tanto ela quanto Drevon concordam: para crescer em empresas focadas em resultado, é imprescindível ter sentimento de dono e protagonismo. Quem cresce na Kraft Heinz, afirmou ele, “não fica reclamando porque alguém no financeiro não ajudou: vai lá e faz acontecer”. Leia mais aqui.

O segundo painel, que falou sobre gestão pública, educação e impacto social, trouxe ao palco Claudia Costin, diretora do Centro de Inovação em Políticas Educacionais da FGV-RJ, Duda Falcão, co-CEO do grupo Eleva Educação, e Nelson Marchezan Jr., atual prefeito de Porto Alegre.

Através de perspectivas diversas, o grupo trouxe à tona a importância de debater a educação, divulgando iniciativas diferentes e inovadoras, pressionar políticos e, principalmente, valorizar quem ensina. “O professor não é um coitadinho”, disse Claudia Costin, que tem ampla experiência como gestora pública. Leia mais aqui.

No último painel da noite, o apresentador Luciano Huck e o treinador Bernardinho, duas das personalidades mais conhecidas do país, falaram sobre liderança e futuro. Ambos querem atuar de maneira articulada e incentivar o debate e a organização de movimentos nos próximos anos para dar novos rumos ao país. 

“As pessoas me dizem: ‘Bernardo, entrar na política é como ir numa carvoaria vestindo branco. Você sair sujo.’ Esse é o nosso medo hoje”, disse Bernardinho. “Mas não existe um salvador: esse é um grande campeonato que precisa de um grande time.” Leia mais aqui.

Leia também: Confira tudo que rolou no encontro de 25 anos da Fundação Estudar!

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo